Take a fresh look at your lifestyle.

Tioglicolato de Amônia: Marcas, Faz Mal? Funciona?

Os cabelos lisos são mesmo uma preferência nacional entre as mulheres. No entanto, manter os fios lisos e controlados não é fácil, muito menos prático. Afinal, não é todo dia que dispomos de tempo suficiente para escovas, secador e chapinhas. Neste caso, precisamos contar com técnicas de alisamento mais avançadas e de resultados mais duradouros. Por isso, o tioglicolato de amônia vem conquistando cada vez mais adeptos ao produto para alisar a cabeleira.

Pera aí, “tio”, o quê? O tioglicolato de amônia é um produto químico, porém seguro e maior poder redutor e alta durabilidade, usado em alisamentos para alterar a estrutura da fibra capilar, mudando a sua textura de forma permanente.

A novidade é que além do alisamento, o produto pode ser usado também em mais dois tipos de tratamentos capilares, no relaxamento e no permanente. Isso porque o tioglicolato de amônia penetra profundamente nas fibras capilares, deixando-as mais flexíveis e maleáveis para modelar como quisermos, seja esticar os fios ou enrolar as mechas.

No caso do alisamento, o tioglicolato de amônia é mais indicado aos cabelos ondulados e cacheados. No entanto, não pode ser usado em conjunto com outras químicas no cabelo, principalmente produtos que contenham hidróxido, por ser altamente incompatível.

Por esta razão, antes de tomar qualquer decisão, é essencial conhecer o produto que irá colocar nos cabelos para não danificá-lo. Assim, o artigo abaixo vai explicar tudo sobre o tioglicolato de amônia e esclarecer todas as suas dúvidas sobre como e quando utilizar o produto nos cabelos.

Tioglicolato de Amônia, o que é isso?

O tioglicolato de amônia é um agente químico da família dos tioglicólicos que altera a fibra capilar.
O tioglicolato de amônia é um agente químico da família dos tioglicólicos que altera a fibra capilar.

O tioglicolato de amônia, também conhecido por ácido tioglicólico, thiolamina ou etanolamina, entre outros, é um ativo químico da família dos tioglicólicos, que age profundamente dentro da fibra capilar, mudando toda a sua textura e tornando-a mais flexível e maleável para ser modelada da forma que a pessoa desejar.

Por esta razão, o tioglicolato de amônia pode ser usado tanto para o alisamento e relaxamento capilar esticando os fios e diminuindo o volume, quanto para o permanente para modelar cachos mais definidos.

Sendo assim, basta saber qual o procedimento se encaixa dentro do seu objetivo. O relaxamento, por exemplo, é mais indicado para soltar os cachos, já o permanente é ideal para definir os cachos e o alisamento vai dar um efeito de liso total de longa duração.

De qualquer forma, independente do tipo de procedimento escolhido, o tioglicolato de amônia é mais indicado aos cabelos crespos, ondulados ou cacheados, sendo que uma vez feito o procedimento os fios não voltarão à forma anterior por pelo menos 2 meses, dependendo do crescimento do cabelo.

Como o Tioglicolato de Amônia age nos fios?

O Tioglicolato de amônia age no córtex da fibra capilar alterando a sua forma original.
O Tioglicolato de amônia age no córtex da fibra capilar alterando a sua forma original.

De acordo com os cursos da área de salão de beleza oferecidos pelo CPT – Centro Produções Técnicas, o tioglicolato de amônia atua como um agente redutor, desestruturando as ligações de dissulfeto (dois átomos de enxofre) das células do córtex da fibra capilar, onde determina-se a identidade dos cabelos (formato, cor, força e elasticidade).

Essas ligações de enxofre são a “base” dos fios de cabelos responsáveis pela resistência da fibra capilar, que durante o processo de alisamento sofrerá uma redução e/ou reorganização, sensibilizando o cabelo e diminuindo a sua resistência.

Assim, ao penetrar no córtex, o tioglicolato de amônia reduz a força dos fios e transforma a sua forma original, permitindo a remodelagem da estrutura do cabelo de acordo com a técnica aplicada. Dessa forma, o resultado dependerá do que foi escolhido pelo cliente, cabelos lisos ou cacheados.

Principais indicações

Apesar de grande afinidade com os cabelos, o Tioglicolato de Amônia é mais indicado às mulheres de cabelos levemente cacheados, armados, volumosos e ondulados, tanto para relaxar os fios, alisar totalmente ou definir e soltar os cachos.

No entanto, alguns tipos de cabelos mais lisos com apenas algumas ondulações também podem experimentar.

Alguns alisantes à base de tioglicolato apresentam fórmulas mais intensas que outras, assim escolha o produto de acordo com as condições do seu cabelo.

Sendo assim, cabelos mais resistentes podem ser alisados com fórmulas mais fortes e cabelos mais frágeis com uma formulação mais suave.

Principais contraindicações

O tioglicolato de amônia não deve ser usado com outros produtos à base de hidróxidos de sódio.
O tioglicolato de amônia não deve ser usado com outros produtos à base de hidróxidos de sódio.

Nunca aplique o produto em cabelos severamente danificados e com indícios de rompimento, ou com o couro cabeludo irritado.

Já os crespos não são recomendados para esse tipo de princípio ativo químico, sendo a guanidina uma melhor opção.

Da mesma forma, há algumas substâncias que também não são nada compatíveis com ele. E assim, o tioglicolato de amônia não pode ser combinado a outros alisantes, sob risco de emborrachamento e de quebra dos cabelos.

Portanto, jamais aplique produtos à base de tioglicolato em cabelos com alisamentos ácidos, como progressivas, semi definitivas, botox, selagens e outros redutores temporários de volumes.

Assim como produtos à base de hidróxido de sódio (guanidina) ou produtos contendo bissulfetos (lítio, etc). Assim, o uso do tioglicolato de amônia deve ser exclusivo, e o teste de mechas, obrigatório.

Nesse sentido, cabelos tingidos ou descoloridos com volumagem acima de 20 volumes, muito claros (loiro 8.0), com henna, henê ou cabelos com progressivas feitas com sais metálicos ou óleos alisantes devem passar longe deste produto.

Além disso, esse ativo não deve ser aplicado em quantidades maiores que 50%, principalmente se já estiver danificado ou com qualquer outra química.

Tioglicolato é o mesmo que Guanidina?

Tioglicolato de amônia não é compatível a guanidina.
Tioglicolato de amônia não é compatível a guanidina.

Ambos os ativos químicos (tioglicolato de amônia e guanidina) são usados em procedimentos que alteram a estrutura dos fios, sejam eles para relaxar, alisar ou soltar e definir cachos.

No entanto, apesar de terem a mesma finalidade, o tioglicolato de amônia e a guanidina são famílias distintas e possuem formulação e modo de ação nos fios totalmente diferentes.

O tioglicolato pertence à família dos tioglicólicos e a guanidina faz parte dos hidróxidos. Enquanto o primeiro apenas desequilibra a estrutura da fibra capilar permitindo o seu remodelamento, o segundo retira um átomo de enxofre das ligações de dissulfeto, realinhando a fibra capilar e reduzindo o volume do cabelo.

Por esta razão, o tioglicolato de amônia é considerado menos agressivo e a guanidina é considerada mais “forte”, sendo mais recomendada para cabelos de maiores ondulações, como os crespos e super crespos.

Isso faz com que os dois ativos químicos sejam completamente incompatíveis entre si, sendo que em contato um com o outro, irão promover a quebra instantânea dos fios de cabelo e a sua elasticidade.

No caso da pessoa ter utilizado uma técnica de alisamento com hidróxido, é necessário retirar a essa química por completo antes de fazer o novo procedimento com o tioglicolato. Para tanto, especialistas recomendam algumas sessões de descongestionamento para retirar o excesso da outra química.

No entanto, recomenda-se também esperar no mínimo seis meses até que os cabelos cresçam o suficiente até que estejam prontos para aplicar o tioglicolato nos cabelos crescidos.

Tioglicolato de amônia faz mal?

O tioglicolato de amônia não danifica os fios como outros produtos químicos.
O tioglicolato de amônia não danifica os fios como outros produtos químicos.

O tioglicolato de amônia é um ativo químico considerado seguro, devido à liberação de gás de amônio durante a sua ação, que minimiza os riscos de danos na fibra capilar.

Além disso, o ativo tem enorme compatibilidade com o peróxido de hidrogênio, que reestrutura as ligações de queratina e restabelece o pH natural dos fios. Sendo inclusive uma substância base do agente neutralizador obrigatório utilizado ao final do alisamento para restabelecer as pontes de cistina perdidas com a ação alisante.

Principais vantagens do Tioglicolato de Amônia

O tioglicolato de amônia tem efeito duradouro e pode ser usado em cabelos tingidos.
O tioglicolato de amônia tem efeito duradouro e pode ser usado em cabelos tingidos.

Todas as técnicas de alisamento químico são prejudiciais ao cabelo, porém o tioglicolato de amônia apresenta danos bem menores.

A principal vantagem do tioglicolato de amônia é a sua alta durabilidade, já que a sua reaplicação só depende do crescimento do cabelo, levando em média 60 dias para o retoque.

Mas uma das suas maiores vantagens é a possibilidade de utilizá-lo em cabelos tingidos. Segundo uma pesquisa realizada na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, durante o processo de oxidação da tintura no cabelo ocorre uma polimerização dos corantes no interior da fibra, que contribuirá de forma positiva para a resistência da fibra, ao fazer parte da estrutura do fio.

Outra vantagem é o fato de que o tioglicolato de amônia é considerado uma química mais leve que não promove agressões violentas na fibra capilar, uma vez que as suas moléculas retiram menos proteínas e água dos fios.

Apesar do tioglicolato também quebrar a ligação de enxofre pelo alto valor de pH, depois da reorganização da estrutura, o seu religamento é feito com a ajuda de um peróxido de hidrogênio que age como neutralizante, fixando o cabelo já no novo formato. Nessa reação, a perda de proteína solúvel livre no cabelo é menor.

Portanto, comparando todos os tipos de químicas que alteram a textura do cabelo, o tioglicolato é o mais recomendado por ser menos agressivo. No entanto, o seu pH continua sendo alcalino ou básico (entre 9,5 e 11,5), podendo promover o ressecamento e enfraquecimento dos fios, além de desbotar a cor dos cabelos.

Por isso, os cuidados com os cabelos após qualquer procedimento químico, por mais leve que seja, deve ser redobrado.

Como aplicar o Tioglicolato de Amônia?

O tioglicolato de amônia deve ser aplicado com cuidados e nos cabelos saudáveis.
O tioglicolato de amônia deve ser aplicado com cuidados e nos cabelos saudáveis.

Antes de tudo, é extremamente necessário realizar uma avaliação da integridade da estrutura da fibra capilar e do estado do couro cabeludo. Em seguida, deve-se realizar o teste de mechas.

Para fazer a aplicação use sempre luvas e uma proteção para a roupa. Dito isso, aplique o produto nos cabelos previamente limpos e lavados com shampoo neutro, começando pela nuca.

A aplicação deve ser feita uniformemente em todo o cabelo, preservando alguns centímetros da raiz, nunca aplicando sobre o couro cabeludo. Após a aplicação, aguarde o tempo de pausa (entre 5 a 45 minutos). Ao longo desse período, acompanhe todo o processo, fazendo o teste do nó a cada 10 minutos.

Fique atento ao clima, pois a temperatura do ambiente pode influenciar no tempo de ação do produto. As temperaturas elevadas permitem uma reação mais rápida, já as temperaturas abaixo de 25 graus levam mais tempo.

Se após 45 minutos o cabelo não passar no teste do nó, reaplique o produto e aguarde um novo tempo de pausa, fazendo sempre o teste, e depois enxágue e aplique o neutralizador.

Para um efeito mais liso, seque com secador, escove e utilize a chapinha após aplicar o neutralizador. Por fim, remova o neutralizador dos fios enxaguando os cabelos novamente.

Recomenda-se esperar 72 duas horas para lavar e prender os cabelos novamente após o procedimento.

Principais Cuidados após o procedimento

Após o procedimento com tioglicolato de amônia deve-se fazer uma hidratação capilar.
Após o procedimento com tioglicolato de amônia deve-se fazer uma hidratação capilar.

Já dissemos aqui e você já deve ter consciência de que todo procedimento químico causa danos aos cabelos. No caso do tioglicolato de amônia, o ativo enfraquece e resseca os fios.

Por esta razão, o ideal é investir em hidratações e nutrições semanais, de preferência, com produtos específicos para cabelos quimicamente tratados.

Além disso, a reconstrução capilar a cada 15 dias é essencial para recuperar a saúde das fibras capilares.

É bom evitar também a aplicação de outras químicas no cabelo por cerca de 6 meses, especialmente à base de hidróxidos, como a guanidina. Já a coloração pode ser feita após 7 e 15 dias, a fim de evitar maiores danos.

No caso do secador ou chapinha, diminua a temperatura dos aparelhos, para evitar uma maior perda de massa do cabelo, pois o cabelo fica mais sensível a temperaturas altas após o alisamento.

Evite também a exposição solar sem proteção, e frequentar piscinas ou banhos de mar, pois o cloro e o sal da água também podem danificar os fios quimicamente tratados.

Caso, o seu cabelo não se adaptar ao produto, há a opção dos alisamentos caseiros.

Tioglicolato de Amônia: Marcas mais usadas

Há muitas marcas de produtos disponíveis no mercado à base de tioglicolato de amônia, uns mais acessíveis que os outros. Porém, as duas marcas pais populares e procuradas seguem abaixo:

Tioglicolato de amônia Salon Line

A Salon Line oferece uma linha de alisamento à base de Tioglicolato de Amônia em três versões: Creme Alisante Óleo de Argan, Óleo de Semente de Manga e Óleo de Amêndoas, todos de excelentes resultados.

Para as mulheres que desejam apenas soltar e definir seus cachos, a linha de Permanente Afro Salon Line oferece também excelentes resultados.

Tioglicolato de amônia Wella

A Wella também possui um produto à base de tioglicolato de amônia, conhecido por Wellastrate Creme Alisante Suave, que promove um relaxamento profundo e que pode ser usado também nos fios tingidos.

O produto age com pH entre 7 e 9 permitindo a dilatação dos fios do cabelo sem danificar sua estrutura.

A sua fórmula não contém formol e possui extrato de abacate que proporciona um resultado perfeito e uniforme, garantindo a hidratação dos cabelos sem agredir o couro cabeludo. O produto deve ser usado em conjunto com o neutralizante da mesma marca.

Agora que você já sabe tudo sobre o Tioglicolato de Amônia, que tal contar pra gente se já usou o produto e qual foi o resultado?

 

Leave A Reply

Your email address will not be published.

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência AceitarLer mais