Take a fresh look at your lifestyle.

Teste de porosidade: Como determinar a necessidade certa de tratamento

Por acaso, você já teve a impressão de que os seus cabelos não respondem como devem aos tratamentos de beleza que você aplica neles? Pois saiba que isso é muito comum de acontecer, principalmente por conta do tratamento errado. Por isso, antes de “achar” que os seus cabelos estão precisando “disso ou daquilo”, faça um teste de porosidade para descobrir o que ele realmente está necessitando no momento.

Nunca ouviu falar em teste de porosidade? A porosidade capilar é a capacidade do cabelo em absorver nutrientes, sendo medida em três níveis diferentes: alta, média e baixa. É o seu resultado que vai determinar o tipo de tratamento de beleza que você vai ter que fazer nos cabelos, assim como organizar o seu cronograma capilar na sua rotina.

Por exemplo, dependendo do grau do problema é possível diagnosticá-lo com o tratamento mais adequado para a sua solução, como hidratação, nutrição ou reconstrução. Sendo assim, cabelos de porosidade média, normalmente, estão saudáveis, e não exigirão tantos cuidados além de nutrição básica. Já os cabelos que apresentam porosidade alta e baixa requerem tratamentos específicos, para evitar o ressecamento, quebras, opacidade, entre outros danos.

Mas fique tranquila, saber o nível da porosidade dos cabelos não exigirá conhecimentos químicos e laboratoriais profundos, basta um copo com água e poucos fios de cabelo. Além disso, há outros testes capilares além do teste de porosidade, como o de elasticidade e cutículas, que você poderá fazer em instantes.

Confira tudo sobre isso abaixo!

Como fazer teste de porosidade no cabelo?

O teste de porosidade é muito fácil de fazer.
O teste de porosidade é muito fácil de fazer.

Como dissemos, nem sempre apenas observando a aparência dos cabelos ou tocando neles podemos afirmar com precisão as suas necessidades naquele momento. Isso porque praticamente os sintomas são os mesmos, ressecamento, opacidade, quebra, pontas duplas, frizz, entre outros.

Às vezes, podemos até determinar as causas desses problemas, mas só mesmo fazendo o teste de porosidade para conseguir diagnosticar realmente o problema e indicar o tratamento correto para solucioná-lo de forma eficiente.

Senão, é praticamente inevitável acabarmos fazendo um tratamento que não vai dar em nada. O perigo não está nem nos ingredientes e nem nos danos que o tratamento pode causar, afinal não há risco de prejudicar os cabelos neste caso.

Mas o de não obter os resultados esperados ou mesmo nenhum. Portanto, para não desperdiçar tempo e produto, o teste de porosidade vai te ajudar a identificar a necessidade correta dos cabelos, assim como indicar o seu melhor tratamento.

Para realizar o teste de porosidade, basta um copo ou recipiente transparente com água filtrada e apenas alguns fios de cabelo limpos, sem nenhum produtos neles. Pode fazer até com alguns fios que caem naturalmente, ficando presos na escova ou no pente.

Agora siga os passos, abaixo:

  • Passo 1: Encha um copo ou recipiente transparente com água filtrada;
  • Passo 2: Coloque alguns fios de cabelo dentro;
  • Passo 3: Aguarde cerca de 10 minutos;
  • Passo 4: Observe que acontece com os fios;
  • Passo 5: Se os fios afundaram, é sinal de alta porosidade; ficando no meio significa média porosidade; e caso estejam boiando, é sinal de baixa porosidade.

O que significam os 3 níveis de porosidade?

Cada nível no teste de porosidade vai determinar um tipo de tratamento.
Cada nível no teste de porosidade vai determinar um tipo de tratamento.

Como você pode notar, existem três possibilidades de resultado no teste de porosidade: baixa, média e alta. Sendo que cada um desses níveis possuem um significado diferente, veja quais são eles:

Porosidade baixa

Como vimos, é quando os fios boiam na água dentro do copo, isso é sinal de que as cutículas dos fios estão bem fechadas. Por isso, os fios se mantém leves e não conseguem absorver nem água ou qualquer outro tratamento.

Isso pode acontecer seja por conta de processos químicos ou outros agentes. Além de dificultar a realização de tratamentos, as cutículas fechadas provocam um acúmulo de oleosidade na superfície da fibra impedindo que os nutrientes penetrem nos fios.

Porosidade média

A porosidade média é quando os fios ficam boiando no meio do copo. Isso significa que as cutículas estão levemente abertas e assim, os fios são capazes de absorver água e nutrientes em tratamentos na medida certa.

Embora o cabelo possa até ser considerado saudável pela sua porosidade normal, ainda assim precisa de tratamento para repor lipídios, ou seja, a gordura e oleosidade dos fios. Neste caso, os tratamentos, assim como colorações e outros procedimentos em geral vão conseguir penetrar melhor na fibra capilar sem que seja um problema.

Para cuidar dos cabelos, basta utilizar produtos específicos para o seu tipo de cabelo, além de proteção térmica e bons finalizadores sempre que se expor ao sol ou agentes térmicos.

Porosidade alta

Por fim, a porosidade alta é quando os fios afundam na água devido as cutículas estarem completamente abertas e com o pH em nível alcalino. Dessa forma, os fios absorvem água e nutrientes, mas também substâncias que danificam e fragilizam ainda mais a fibra capilar.

Além disso, como elas costumam ficar constantemente abertas, perdem rapidamente tudo o que absorveram, sejam nutrientes ou pigmentos. Com isso, eles ficam mais fragilizados, desbotam com facilidade, ficam ásperos, ressecados, quebradiços, com frizz, pontas duplas e sem brilho.

Melhores tratamentos para os níveis de porosidade

O teste de porosidade vai influenciar no tratamento para um cronograma capilar.
O teste de porosidade vai influenciar no tratamento para um cronograma capilar.

Não importa o tipo de cabelo, todos eles precisam de tratamentos constantes, por mais que às vezes pareçam estar saudáveis sem danos visíveis. Pois agora que você já sabe como identificar o que eles precisam, fazendo o teste de porosidade capilar, você vai conseguir escolher os melhores tratamentos e nutrientes para fazer em cada nível de porosidade.

Hidratação para cabelos com porosidade baixa

Cabelos com baixa porosidade podem se beneficiar com a hidratação, pois como suas cutículas estão muito fechadas, elas não vão permitir abrir espaço para que os fios absorvam outros tratamentos e até mesmo água.

Os cabelos podem até não apresentar sintomas de ressecamento ou frizz, mas pode ter outras características como demorar a secar, por exemplo. A dica para ajudar na absorção da hidratação é lavar os cabelos com água morna e usar um pré-shampoo antes da hidratação.

A hidratação pode ser feita em casa, com máscaras de tratamento específicas para o seu tipo de cabelo, ou até mesmo misturadas a ingredientes naturais. Especialistas indicam produtos hidratantes, com texturas menos consistentes, para ajudar a equilibrar a oleosidade mais forte na raiz e o aspecto ressecado das pontas.

Leia mais: Hidratação de banana: Como fazer uma máscara potente e natural

Nutrição para cabelos com porosidade média

Cabelos com porosidade média são considerados saudáveis, mesmo assim precisam de nutrientes para se manterem dessa forma. Sendo assim, o melhor tratamento é o de nutrição, pois como as cutículas estão levemente abertas, isso vai permitir que a água e os nutrientes penetrem com facilidade.

O ideal é fazer uma nutrição com óleos vegetais ou máscaras de tratamento nutritivas, para fornecer lipídios e proteínas que podem estar faltando aos cabelos. A umectação noturna é uma dos tratamentos mais eficazes nessa fase.

Isso vai trazer mais brilho e maciez aos cabelos. Além disso, não deixe de usar uma proteção térmica ao secar ou fios com secador, usar chapinha ou babyliss, para que o calor desses equipamentos não retirem a água dos cabelos, deixando-os ressecados e quebradiços.

Reconstrução para cabelos com porosidade alta

Cabelos com alta porosidade são perigosos, pois as cutículas estão totalmente abertas ou danificadas a ponto de não fecharem. Embora isso facilite a absorção de água, nutrientes e até fixe a coloração mais rápido, isso também faz com que os fios percam todos os nutrientes mais rapidamente.

Além disso, cutículas abertas acabam deixando os fios mais vulneráveis a tudo quanto é substância e danos externos. O ideal é que essas cutículas fiquem parcialmente fechadas. Para tanto, o tratamento ideal é a reconstrução.

Isso também pode ser feito em casa, com máscaras de tratamento que contenham queratina e ceramidas em suas fórmulas, para selar as cutículas e devolver resistência e alinhamento perdidos.

Leia mais: Transição capilar: O que é, como fazer e como passar por ela rápido!

Outros testes capilares

Há outros testes capilares além do teste de porosidade.
Há outros testes capilares além do teste de porosidade.

Há outros testes capilares igualmente fáceis de fazer para identificar o estado dos fios. É o caso do teste de elasticidade e o de cutículas.

Teste de elasticidade

A elasticidade do cabelo é uma das propriedades importantes para não deixar os fios se partirem com facilidade quando alguma força é aplicada sobre eles, como desembaraçar ou prender. Quando os fios estão rígidos, geralmente estão fracos ou danificados, podendo quebrar à toa.

Para fazer o teste, basta pegar um fio do topo da cabeça e enrolar as pontas dos dedos como se fosse um fio dental. Depois, vá puxando bem devagar sem a intenção de quebrar o fio. Se depois de esticar, o fio voltar ao normal, seu cabelo está saudável e você não precisa se preocupar.

Caso o cabelo se partir assim que você puxar, sem apresentar sinal de elasticidade, faça uma hidratação e nutrição para acabar com a sua rigidez. Já se o cabelo esticar como chiclete, ficando distorcido e não voltar mais ao normal, quebrando logo em seguida, então ele está bastante danificado. A solução é uma reconstrução capilar urgente.

Teste de cutículas

Já o teste de cutícula é ainda mais simples de fazer. Basta pegar um fio e segura-lo fazendo um movimento de pinça entre o dedo indicador e o polegar. Deslize os dedos das pontas em direção à raiz e observe o seguinte:

  • Se o atrito for leve, é sinal de que os cabelos estão normais e eles saudáveis. O atrite se deu apenas porque as cutículas foram “tiradas do lugar”, já que elas se fecham no sentido contrário;
  • Se o atrito for maior e oferecer bastante resistência, o cabelo tá com a porosidade alta precisando de reconstrução capilar para fechar as cutículas. Experimente lavar com água fria;
  • Se o fio não oferecer atrito nenhum, é sinal de que as suas cutículas estão muito fechadas, ou seja, com porosidade baixa. Neste caso, o melhor a fazer é uma hidratação.

Como organizar o cronograma capilar

De posse do resultado do teste de porosidade, você vai conseguir organizar o cronograma capilar.
De posse do resultado do teste de porosidade, você vai conseguir organizar o cronograma capilar.

Bom, agora que você está com o teste de porosidade em dia e todos os outros também, você vai conseguir montar um cronograma capilar poderoso para acabar com a porosidade descontrolada dos seus cabelos.

Isso porque o cronograma capilar é o tratamento ideal para recuperar cabelos danificados, seja pelo uso constante de chapinha e secador, por alisamentos ou descoloração. Ao organizar uma rotina de cuidados com hidratação, nutrição e reconstrução, os tratamentos são capazes de devolver todos os nutrientes que os fios necessitam para se manterem fortes e saudáveis novamente.

Além disso, o cronograma capilar pode ser ideal também para manter os cuidados com os cabelos em dia, mesmo que eles estejam saudáveis ou não tenham passado por nenhum procedimento químico.

No entanto, para que o cronograma capilar traga bons resultados, é muito importante usar as máscaras e ingredientes certos em cada uma dessas três etapas, distribuídas ao longo de quatro semanas de acordo com o estado do fio.

Sendo assim, você deve combinar hidratação, nutrição e reconstrução por três dias na semana durante o período de um mês. Você pode montar sua própria rotina de acordo com as necessidades do seu fio, mas não deve esquecer que a hidratação deve ser o primeiro tratamento e que a reconstrução precisa ser feita de 15 em 15 dias, ou semanalmente, se a elasticidade também for um problema.

Melhores máscaras para hidratação

A hidratação é sempre bem-vinda, seja aplicada no próprio banho ou de maneira mais elaborada, ela é indispensável para todos os tipos de cabelo, já que repõe toda a água que os fios acabam perdendo por conta das agressões diárias.

Por ser o primeiro tratamento do cronograma capilar e também tendo que aparecer com mais frequência que as demais etapas, é preciso acertar no tipo certo de máscara, com a textura e os componentes ideais para não pesar nos cabelos.

Leia mais: Hidratação com café: Saiba como obter todos os seus benefícios

Máscara ideal para cabelos crespos e cacheados

Como os cabelos cacheados e crespos são naturalmente ressecados, a melhor máscara é aquela que contém óleos em sua composição para uma maior hidratação. Para quem prefere cachos mais definidos, a máscara deve conter componentes para controlar o frizz.

A manteiga de babaçu, por exemplo, é um dos ingredientes mais hidratantes para cabelos ressecados, por ser feita à base de óleo de babaçu, que também nutre o cabelo controlando o excesso de frizz. Em relação à textura, vale priorizar as máscaras mais consistentes.

Máscara ideal para cabelos finos e lisos

Como os cabelos lisos e finos pesam com mais facilidade, a máscara ideal para não ficar com os fios enrijecidos depois do tratamento é escolher máscaras que não contenham óleos, para não sobrecarregar os cabelos. Então, aposte em máscaras de textura mais rala.

O ideal é um produto de hidratação de fórmulas mais leves e ação reequilibrante ao mesmo tempo, que hidratam as pontas sem deixar a raiz oleosa. Para garantir um bom efeito, use um shampoo de limpeza profunda antes de aplicar a máscara, para retirar todos os resíduos de produtos anteriores e manter o movimento e o aspecto natural após a máscara.

Máscara ideal para cabelos ondulados

Para quem tem os cabelos ondulados, em que os fios têm características de cacheados e lisos, o segredo é priorizar produtos que garantam a nutrição e a hidratação, só que com uma concentração mais leve para não pesar nos fios.

Além disso, como os ondulados não possuem ondas definidas, deve-se escolher produtos que apresentem polímeros modeladores em sua fórmula – que hidratam, modelam e controlam o frizz sem prejudicar o movimento natural dos cabelos.

Melhores máscaras para nutrição

Depois da hidratação, a etapa seguinte é a nutrição para selar a hidratação e devolver os lipídios do cabelo – ou seja, sua gordura. Para isso, é preciso contar com a ação de óleos e manteigas, para devolver a oleosidade natural e impedir que o cabelo fique com aspecto seco, opaco e sem brilho, além de também ajudar a controlar todo o frizz.

Cabelos muito danificados que sofrem com ressecamento excessivo, além das máscaras nutritivas, também podem recorrer à umectação capilar durante essa etapa do cronograma. A técnica consiste em aplicar apenas óleo no couro cabeludo às pontas, podendo ser uma umectação noturna.

Como o objetivo do tratamento é reter a água dos fios através da formação de uma barreira lipídica e devolver a oleosidade natural do cabelo, a máscara ideal é as que contém uma fórmula rica em óleos.

Melhores máscaras para reconstrução

No caso de cabelos muito danificados – seja por conta de procedimentos químicos ou agressões externas do dia a dia -, a reconstrução capilar é o tratamento mais importante, por contar com componentes que repõem as proteínas, reconstroem e fortalecem a fibra capilar, para que os fios fiquem saudáveis novamente.

No entanto, como o cabelo fica mais rígido e pesado por conta dessa reposição protéica, é preciso controlar a aplicação dos cremes reconstrutores para evitar o efeito rebote. Portanto, disciplina é a palavra-chave para quem precisa recuperar um cabelo danificado, observando sempre cada nível de dano para determinar uma rotina diferente.

Nos fios saudáveis, por exemplo, uma reconstrução mensal já é suficiente. Já os cabelos com pequenos danos, como quem faz faz escova todo dia ou abusa da chapinha e do babyliss, concentrando os danos do meio do cabelo para baixo. A reconstrução pode ser mensal para melhorar essas pontas opacas e quebradiças aliada e hidratações semanais.

Cabelos com danos médios, que estejam apresentando aspecto poroso, áspero e opaco por causa de um excesso de químicas, como as descolorações, precisam de reconstruções a cada 15 dias – sempre intercalando com outras máscaras de tratamento que tragam emoliência.

Já os cabelos muito danificados, com danos extremos, como elástico por causa de químicas fortes e quebrando por qualquer coisa, precisam aumentar a frequência. A reconstrução precisa ser feita uma vez por semana nos dois primeiros meses para recuperar toda a massa capilar que perderam.

Na hora de escolher o creme de tratamento, a dica é apostar nas máscaras que contém proteínas, como a ceramida, que promete a reparação da fibra capilar e fortalecimento do cabelo.

Leia mais: Abacate no cabelo: Como usar na hidratação

Bom, agora que você já entedeu como fazer teste de porosidade nos cabelos, vai conseguir determinar o tratamento mais adequado e organizar um bom cronograma capilar. Experimente!

Leave A Reply

Your email address will not be published.