Take a fresh look at your lifestyle.

O que é Sedentarismo Infantil? Quais as Consequências?

Estudos relacionados à nutrição infanto-juvenil têm apresentado dados alarmantes quanto ao sedentarismo infantil associado à má alimentação, que está atingindo crianças em todo o mundo.

Com isso, uma das principais consequências diretas desse problema é a obesidade infantil, que além de ser uma condição grave que compromete a saúde geral da criança, provocando uma série de doenças graves, ela ainda acarreta vários outros problemas de ordem social como a baixa autoestima, dificuldade de adaptação na escola e inserção em grupo de amigos e até suicídio, devido ao aumento de peso e deformação da aparência.

Tanto a má alimentação quanto o sedentarismo infantil possuem inúmeras causas variadas, porém todas associadas ao estilo de vida da criança e ao seus péssimos hábitos. Quando associados, esses dois fatores contribuem para que o risco da obesidade se torne ainda maior.

Um dos principais motivos disso são as mudanças ocorridas no comportamento infantil com o surgimento dos aparelhos eletrônicos, que possuem uma apelação bem mais forte em relação às brincadeiras e atividades físicas de outrora. Dessa forma, a criança deixa de gastar a sua energia fisicamente, ficando muito mais horas do dia inativa.

Mas antes de culpar a “modernidade”, o papel da alimentação é fundamental. Isso porque se o corpo ingere mais do que precisa e não gasta o suficiente, esse acúmulo vira gordura, aumentando as chances do desenvolvimento da obesidade.

Portanto, associar hábitos saudáveis ao estilo de vida da criança é essencial para aumentar a sua qualidade de vida e evitar o sedentarismo infantil e o aparecimento da obesidade.

Dito isso, vamos explicar abaixo o que é sedentarismo infantil, suas causas e consequências e como evitá-lo, para que você compreenda que mudar o estilo de vida é possível e muito mais fácil quando as mudanças são feitas na infância.

Confira!

O que é Sedentarismo Infantil

O sedentarismo infantil é caracterizado pela ausência de atividades físicas e queima de energia.
O sedentarismo infantil é caracterizado pela ausência de atividades físicas e queima de energia.

O sedentarismo é caracterizado pela ausência ou diminuição considerável de atividades físicas ou de qualquer outra atividade que promova o gasto energético relacionado à quantidade de alimentos ingeridos.

Ou seja, o sedentarismo está diretamente ligado ao equilíbrio entre aquilo que consumimos e com o que é gasto diariamente. Assim, toda a energia (calórica) proveniente dos alimentos precisa ser gasta pelo organismo através de atividades físicas para evitar um corpo sedentário.

No caso do sedentarismo infantil, a falta de atividade física associada à uma alimentação rica em gorduras e carboidratos contribuem para o aumento do problema que vem preocupando bastante os especialistas da área da saúde.

O perigo está no acarretamento de sérios danos à saúde, que podem já aparecer precocemente na infância e se refletir na vida adulta. Como por exemplo, aumento da pressão arterial gerando problemas de hipertensão, diabetes, doenças endócrinas e descontrole nas taxas de colesterol, que provoca problemas na circulação e doenças coronárias.

Dados estatísticos

Para se ter uma ideia, de acordo com a OMS – Organização Mundial da Saúde, uma criança (entre 6 e 17 anos) precisa praticar o equivalente a uma hora por dia de exercícios, pelo menos cinco dias por semana, para não ser considerada sedentária. Ou seja, o tempo gasto com atividades físicas não pode ser menos que 300 minutos semanais, pouco mais de 40 minutos todos os dias.

Já o Ministério do Esporte, afirma que o sedentarismo atinge 45,9% dos brasileiros, o equivalente a quase metade da população do nosso país, sendo que a obesidade e o sobrepeso infantil deverão atingir aproximadamente 75 milhões de crianças no mundo inteiro até 2025, segundo dados fornecidos pela OMS.

Seguindo a mesma linha de preocupação, uma pesquisa conduzida pela Nestlé em parceria com o Ibope, apresentou o resultado de que 45% das crianças estudadas, entre 10 a 12 anos já são consideradas sedentárias, sendo que o problema é maior entre as meninas, atingindo cerca de 56% neste cenário.

Esse estudo, IKS – The Infant and Kids Study, foi realizado na região metropolitana de São Paulo e envolveu 1.000 crianças de 0 e 12 anos, de todas as classes sociais, apresentando dados alarmantes em relação à obesidade, sobrepeso e sedentarismo infantil. O mesmo estudo mostrou que 33,5% das crianças pesquisadas (entre 4 e 12 anos), estão consumindo mais gordura do que a recomendação diária em suas refeições.

O 5º Congresso Internacional de Atividade Física e Saúde Pública, em 2015, nos provou através de um estudo que, em média, 39% das crianças estão acima do peso no mundo inteiro, por conta da má alimentação e sedentarismo infantil, sendo que já em 2010, crianças de 10 anos apresentavam expectativas de vida menores que a de seus pais.

Causas do Sedentarismo Infantil

As causas do sedentarismo infantil estão aliadas ào estilo de vida da criança,
As causas do sedentarismo infantil estão aliadas ào estilo de vida da criança,

Dentre todas as causas contribuintes para o sedentarismo infantil, a principal é um agregado de múltiplos fatores atrelados ao ritmo e aos hábitos da vida moderna. Os pais, sempre atribulados com suas rotinas extenuantes de trabalho, acabam que ficam sem tempo para proporcionar uma qualidade de vida melhor aos filhos.

Isso acaba refletindo na alimentação de todos, que precisa ser rápida e prática. Com isso, na maioria das vezes, deficiente em nutrientes e ricas em gordura e carboidratos. Para completar o cenário, não há espaço para a prática de atividades físicas.

Outros fatores como a falta de segurança e a criminalidade também delimitam a liberdade das crianças passarem mais tempo ao ar livre, em locais públicos, que incentivam o esporte as brincadeiras, atividades que promovem maior gasto de energia.

A vida moderna nos incentiva a passar mais tempo dentro dos carros em nossos deslocamentos diários ou a ficar reclusos dentro de casa em frente à TV e computadores. Sem falar que, sem o estímulo externo, a criança carece de entretenimento e busca refúgio nos aparelhos eletrônicos (videogame, celulares, tablets, televisão).

Tudo isso só contribui para a ausência de exercícios e sedentarismo infantil, que somado à uma alimentação deficiente, é um passo para a obesidade. Toda essa corrida contra o tempo que a vida moderna nos impõe está modificando a infância, levando a um comportamento em que a criança deixa de brincar em espaços abertos.

Assim, estamos criando crianças cada vez mais confinadas e ansiosas, que compensam essa ansiedade ingerindo alimentos pobres em nutrientes, ricos em gorduras e açúcares, sem poder queimar essa gordura e gastar toda essa energia de forma adequada.

O exemplo tem que vir de casa

Como adultos não temos como parar a evolução, resolver a questão da falta de tempo ou todos os problemas de criminalidade e falta de segurança de nossas cidades. No entanto, quando se trata de crianças, os pais são os maiores responsáveis pelas mudanças de hábitos dentro de casa, a fim de evitar o sedentarismo.

Sendo que a solução é bastante simples: incentivar a prática de algum esporte ou atividade física, controlar o tempo de ócio em aparelhos eletrônicos e manter o equilíbrio de uma alimentação saudável e as “porcarias” calóricas que toda criança não consegue abrir mão.

Isso porque dentre todos os fatores causadores do sedentarismo infantil, que fazem parte da rotina das crianças, estão:

  • pais que também não se alimentam bem e não fazem nenhuma atividade física;
  • a falta de incentivo da família, responsáveis e da escola em relação às atividades físicas ao ar livre;
  • os avanços tecnológicos e a comodidade dos brinquedos eletrônicos, sem que haja controle de tempo de uso.

Consequências do Sedentarismo Infantil

As consequências do sedentarismo infantil podem ser inúmeras e graves.
As consequências do sedentarismo infantil podem ser inúmeras e graves.

Uma criança que não se movimenta o mínimo necessário durante o dia e não pratica quaisquer atividades físicas, já é considerada sedentária. Assim, certamente já enfrentará sérios problemas de saúde durante a sua infância, carregando-os para o resto da vida adulta.

O corpo precisa se exercitar para queimar as calorias ingeridas pelos alimentos, a fim de evitar uma série de complicações. Seguem abaixo as principais consequências provocadas pelo sedentarismo infantil:

1 – Baixo desempenho escolar

O sedentarismo infantil impacta também o desempenho escolar da criança, pois a desestimulação e a falta de energia também afeta o seu interesse no aprendizado. Pesquisas demonstram que 77% dos alunos com tinha dificuldade nos estudos tinham baixa maturidade física.

Os hormônios produzidos pela prática de atividade física estimulam a inteligência. Sendo assim, a carência de energia aliada a falta desses hormônios contribuem para a falta de interesse da criança em estudar, prejudicando o seu desempenho.

2 – Obesidade

A obesidade é uma das consequências mais graves do sedentarismo infantil. Uma alimentação desequilibrada aliada à falta de falta de atividades físicas, contribui bastante para o seu aparecimento, podendo até culminar em várias outras doenças mais graves.

A ausência de atividades físicas facilita o acúmulo de gorduras no corpo e no sangue dificultando a queima de calorias. Por mais que os alimentos açucarados e gordurosos sejam muito atraentes, e a tecnologia estimule a criatividade trazendo inúmeros benefícios, além de diversão, todas essas atividades devem ser regradas na rotina.

Além disso, há de se reservar um tempo maior e incentivar a prática de exercícios físicos e esportes diariamente, além de uma alimentação balanceada.

As crianças já possuem uma enorme facilidade em gastar energia e queimar calorias, por isso, ao aliar bons hábitos à sua rotina, o sobrepeso as doenças infantis mais graves serão prevenidos.

Leia mais: Como Emagrecer 5 Kg em uma semana! Guia Completo!

3 – Mau funcionamento do organismo

Além do sobrepeso, o sedentarismo infantil compromete o bom funcionamento de todo o organismo. Os exercícios físicos são essenciais para oxigenar o sangue e ativar a circulação sanguínea, funções essenciais para o desempenho dos órgãos e sistemas e o desenvolvimento das crianças.

Muitas doenças podem surgir devido ao mau funcionamento do organismo, como disfunções hormonais, depressão, diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares.

Além disso, o sedentarismo infantil também provoca atrofia das fibras musculares, perda de flexibilidade articular e simples mobilidade, entre muitas outras coisas.Todos esses malefícios podem muito bem ser evitados com a simples prática de atividades físicas diariamente.

4 – Falta de força muscular

O nosso sistema músculo esquelético é constituído por ossos, músculos, tendões e articulações, que teoricamente precisam estar aptos para lidar com os impactos e movimentos bruscos na maioria das simples atividades do dia a dia (correr, pular) e durante os esportes.

Quanto mais a criança se exercitar, mais ela vai adquirir força muscular para desempenhar todas as suas atividades e desenvolver o seu corpo. Com isso, ela vai criando mais resistência e disposição.

Já uma criança que não se movimenta, perde força muscular, podendo desenvolver doenças ósseas como osteoporose, fibromialgia e problemas de articulação, que podem se manifestar mais facilmente devido a falta de esforço físico.

5 – Distúrbios do sono

A falta de exercícios provocada pelo sedentarismo infantil influencia diretamente na produção de hormônios, que em desequilíbrio tem influência direta na qualidade do sono da criança.

Sendo assim, uma crianças que não dorme bem, está sempre cansada. Consequentemente, não estará disposta para praticar exercícios ou se dedicar às suas atividades diárias, como os estudos e as brincadeiras.

Crianças extremamente cansadas costumam pular as refeições e acordar tarde por conta de noites mal dormidas. Com isso, alguns distúrbios do sono podem surgir, como roncar e apneia.

6 – Diabetes

Já vimos que o sedentarismo infantil pode levar à obesidade, que por sua vez, pode provocar uma doença ainda mais terrível: diabetes. O diabetes associado à obesidade e sedentarismo é uma das doenças mais frequentes na infância atualmente.

Por isso, essa é uma das questões mais preocupantes e alvo de tantas discussões e pesquisas. Em se tratando das crianças, o diabetes causa resistência à insulina, impedindo que o açúcar seja transformado em energia.

Por conta disso, as dificuldades geradas pela doença são ainda maiores para a criança, que para tratar a doença, vai precisar de acompanhamento médico, manter hábitos saudáveis e controlados e se privar de uma série de coisas para o resto da vida.

7 – Distúrbios psicológicos

O sedentarismo infantil, por alterar a produção de hormônios também pode provocar uma série de desequilíbrios psicológicos. Além disso, caso esteja acompanhado de sobrepeso, isso vai contribuir para a falta de autoestima, problemas relacionados à aparência, dificuldade de socializar e de se integrar, podendo gerar até uma depressão e distúrbios alimentares.

Crianças obesas ou que não participam das atividades rotineiras na escola costumam ter problemas de aceitação, sofrer bullying, não querer ser vistas em público com pouca roupa, principalmente na praia ou piscina, gerando uma série de desconfortos e paranóias.

8 – Falta de ânimo e desinteresse

Sedentarismo infantil acaba gerando mais desinteresse por atividades físicas por conta da falta de energia gerada pelo próprio organismo. Sem o gasto de energia necessário, o corpo entende que precisa armazenar gordura e evitar o gasto de energia.

Com isso, a falta de ânimo e o desinteresse em se movimentar é inerente. Quando menos uma criança se movimentar, mais ela vai querer ficar parada e ter mais dificuldade para desempenhar os seus movimentos, seja por estar desacostumada ou por falta de força muscular e de vontade.

Como Prevenir o Sedentarismo Infantil

O sedentarismo infantil é facilmente comabtido com a prática de exercícios e uma alimentação saudável diariamente,
O sedentarismo infantil é facilmente comabtido com a prática de exercícios e uma alimentação saudável diariamente,

Apesar de ser uma questão altamente séria que não deve ser ignorada, o sedentarismo infantil pode ser revertido facilmente, principalmente se tratado desde os primeiros anos da infância.

Para começar, a conscientização com relação aos hábitos saudáveis e o convívio social é fundamental por parte dos pais. A influência dos pais no incentivo a prática esportiva é uma responsabilidade que deve fazer parte da educação das crianças não só para evitar o sedentarismo infantil, mas também para manter a saúde delas sempre em bom estado.

Isso será decisivo na vida dos filhos para que eles se tornem adultos ativos e saudáveis. Para tanto, um estilo de vida saudável deve ser alcançado através de uma boa alimentação ao longo da vida inteira aliada à prática de atividades físicas.

Além disso, os esportes também são essenciais para a socialização da criança através do incentivo às amizades, cooperação em grupo, competitividade saudável, superação, além de ajudar na comunicação, expressão corporal e timidez.

Embora hoje as crianças tenham menos chances de se movimentarem sozinhos nas ruas ao caminhar ou ir de bicicleta para a escola, devido ao aumento da violência e insegurança; além das mudanças no estilo das brincadeiras, que favoreciam muito mais a perda de calorias; a atividade física deve ser sempre estimulada.

Na escola, por exemplo, essa prática é sem dúvida uma importante aliada no combate ao sedentarismo infantil, sendo promovida no mínimo duas vezes por semana para melhorar a qualidade de vida da criança.

O incentivo e a conscientização de que brincar ao ar livre com jogos, brinquedos e brincadeiras que despertem o engajamento físico e intelectual das crianças é fundamental, e deves estar inseridos tanto no âmbito escolar e familiar.

Dicas para prevenir o sedentarismo infantil

  • Seja você o exemplo adotando hábitos pessoais para que seus filhos entendam isso como algo normal e rotineiro e não uma obrigação somente dele.
  • Não é brigando e nem obrigando que se convence alguém a praticar exercícios ou adotar hábitos saudáveis. Prove na prática para que seu filho fique convencido de que é para o bem dele, além de ser divertido.
  • Promova passeios ao ar livre para que eles sintam prazer em se movimentar em espaços abertos e não se limite.
  • Crie momentos divertidos associados à atividades físicas, como competições, jogos em que a interação e movimentação seja prazerosa.
  • Imponha limites quanto aos períodos dispensados diante da TV ou de outras tecnologias (smartphones, tablets etc.) e estipule horários.
  • Estimule a iniciação esportiva com aulas de natação, escolinha de futebol ou qualquer outra atividade ligada a um esporte.

O papel dos pais na prevenção do sedentarismo infantil

Os pais devem promover e incentivar a prática de esportes e atividades físicas para evitar o sedentarismo infantil.
Os pais devem promover e incentivar a prática de esportes e atividades físicas para evitar o sedentarismo infantil.

Um dos maiores desafios na criação dos filhos é a forma como prepará-los para ser um adulto no futuro. No caso do sedentarismo infantil, a responsabilidade dos pais aumenta, pois deixar que uma criança seja sedentária pode acarretar em um adulto de saúde precária.

Já vimos que a quantidade de doenças que podem surgir por conta disso é enorme, como a hipertensão, diabetes, obesidade, depressão, entre outros tantos problemas. Sem falar que todas essas doenças podem surgir já na infância e acompanhar a criança por toda sua vida, privando-a de muitas coisas boas.

Infelizmente essa carga de responsabilidade cai sobre os pais que terão como missão dar o pontapé inicial na prevenção ao sedentarismo infantil. E isso pode ser feito através de simples brincadeiras, jogos e boas influências.

As brincadeiras e atividades lúdicas costumam ser muito bem aceitas, pois além de estimular a criatividade, combatem o sedentarismo infantil, garantindo a saúde do seu filho por toda vida. Seja o adulto responsável que o seu filho precisa hoje dando esse exemplo, para que amanhã ele possa repetir os melhores resultados.

Leave A Reply

Your email address will not be published.