Take a fresh look at your lifestyle.

Óleo de Coco para Pele, Como Usar? Antes e Depois

Já não é mais segredo para ninguém que óleo de coco é capaz de proporcionar inúmeros benefícios para a saúde. Na culinária, a sua ingestão é capaz de ajudar a diminuir os níveis altos de colesterol no sangue, queimar gorduras em excesso e melhorar funções do sistema nervoso. Nos cabelos ele pode ser aplicado diretamente no couro cabeludo, assim como em toda a extensão dos fios para fazer umectação. Mas e óleo de coco para pele, traz algum benefício?

Existem alguns estudos que afirmam que o óleo de coco pode ser usado como coadjuvante no tratamento e prevenção de doenças, como Alzheimer, por exemplo. Isso porque o óleo de coco é uma gordura vegetal rica em ácidos graxos e lipídios, além de outras substâncias como o glicerol, proteínas, carboidratos, vitaminas (K, E), e sais minerais (Ferro), que mesmo quando submetidas a altas temperaturas não perdem suas propriedades nutricionais.

Sendo assim, o óleo de coco é um alimento altamente nutritivo, capaz de contribuir com vários processos metabólicos no organismo. No entanto, a Associação Brasileira de Nutrologia adverte quanto ao seu uso medicinal, pois ainda existem muitas controvérsias.

Por outro lado, óleo de coco para pele e para os cabelos não possui contraindicações. Muito pelo contrário, só há estudos que provam os seus benefícios. E aí, quer conhecer um pouco mais sobre o óleo de coco para pele e os cabelos e todos os seus benefícios? Então, continue lendo o artigo abaixo! Confira agora!

Um pouco sobre o óleo de coco

O Óleo de coco para pele é rico em nutrientes e ácidos graxos de cadeia média.
O Óleo de coco para pele é rico em nutrientes e ácidos graxos de cadeia média.
O óleo de coco é uma gordura vegetal extraída da polpa do coco fresco ou seco, fruto do coqueiro (Cocos nucifera, coco copra ou verde e Attalea speciosa, coco babaçu) através de dois processos diferentes, refinação e prensagem.

Assim, existem dois tipos de óleo de coco: o óleo de coco refinado extraído a partir do coco seco, e o óleo de coco natural ou extravirgem extraído do coco fresco por prensagem da polpa, sendo esse o tipo ideal de óleo de coco para pele e cabelos.

O óleo de coco é composto de gorduras saturadas (triglicerídeos de cadeia média), monoinsaturadas e poli-saturadas, facilmente metabolizadas no fígado, transformando-se em energia ao invés de gordura.

Além disso, o óleo de coco também é rico em lipídios e ácidos graxos de cadeia média (ácido láurico, mirístico, palmítico, cáprico, caprílico, oléico, linoléico e esteárico) essenciais para a saúde da pele e das fibras capilares. E ainda contém substâncias como o glicerol, proteínas, carboidratos, vitaminas (K, E e ferro) e minerais, que mesmo submetidas a alta temperatura não perdem suas propriedades.

Já pela sua composição já dá para se notar que o óleo de coco é altamente nutritivo e capaz de trazer inúmeros benefícios à saúde do organismo, mas os seus principais benefícios estão relacionados à perda de peso; melhora do sistema imunológico pela ação do ácido láurico e cáprico, que regulam o sistema imunológico, evitando o desenvolvimento de bactérias, vírus e fungos; e aos cuidados com a pele e cabelo.

Benefícios do óleo de coco no cabelo

O óleo de coco para pele e couro cabeludo pode trazer muitos benefícios.
O óleo de coco para pele e couro cabeludo pode trazer muitos benefícios.
Em se tratando de óleo de coco nos cabelos, alguns estudos têm apresentados bons resultados. Como por exemplo, um estudo publicado pela Society Cosmetic Chemists, afirma que o óleo de coco em seu estado natural é capaz de prevenir agressões causadas pelas escovações e procedimentos químicos (alisamentos, clareamentos e colorações), além de proteger os fios de danos térmicos provocados pelas altas temperaturas causadas pela exposição solar, chapinha, secador e água quente.

Além disso, devido aos lipídios em sua composição, o óleo de coco ajuda a evitar a perda de proteínas (queratina) e umidade do cabelo, formando uma camada protetora e lubrificante, mantendo o cabelo forte, nutrido, hidratado e protegido.

Sendo assim, além de proteção, nutrição e hidratação, agindo na camada interna dos fios, o óleo de coco ainda previne contra as quedas, caspa e piolhos; estimula o crescimento e o fortalecimento dos fios; promove a saúde do couro cabeludo restaurando a sua camada lipídica, melhorando a circulação sanguínea e a oxigenação; devolve o brilho e maciez aos cabelos; elimina o frizz e as pontas duplas e aumenta a oferta de nutrientes essenciais ao cabelo (proteínas, vitaminas, óleos, entre outros).

Óleo de coco: Como usar no cabelo

O óleo de coco para pele do couro cabeludo ajuda a hidratar e prevenir doenças.
O óleo de coco para pele do couro cabeludo ajuda a hidratar e prevenir doenças.
O óleo de coco no cabelo pode ser usado para diversas finalidades, tanto como tratamento de beleza como também para tratar enfermidades do couro cabeludo, devido aos seus inúmeros benefícios.

No caso dos tratamentos de beleza, o óleo de coco pode ser usado para condicionar e tonificar os fios, hidratar, desembaraçar, alisar, nutrir, controlar o volume, acabar com as pontas duplas pelo ressecamento e proteger como pré-lavagem (pré-shampoo).

Para o tratamento do couro cabeludo, o óleo de coco é aplicado diretamente sobre ele, deixando agir por mais tempo. Aproveite para relaxar e massagear o couro cabeludo, nutrindo a região por algumas horas ou durante toda a noite, lavando os cabelos pela manhã. Veja como usar o óleo de coco no cabelos abaixo:

Óleo de coco para condicionar os cabelos

O óleo de coco para condicionar os cabelos pode ser usado após a lavagem dos cabelos. O ideal é aquecê-lo para derreter e aplicá-lo nos cabelos limpos, ainda úmidos, penteando toda a extensão dos fios até as pontas. Cabelos oleosos devem evitar a raiz.

Óleo de coco para desembaraçar os cabelos

O óleo de coco pode ser usado para ajudar a desembaraçar os cabelos, sendo aplicado após a lavagem com shampoo e condicionador com o cabelo ainda molhado. Outra opção é misturar o óleo de coco no creme para pentear ou no leave-in (10ml de óleo de coco para cada 50ml de creme).

Óleo de coco para proteger os fios

Como proteção, o óleo de coco pode ser aplicado antes de lavar com shampoo ou antes de outros produtos que costumam danificar os fios, como descolorantes. Ele vai servir de camada protetora contra essas agressões. Além disso, o óleo de coco pode proteger o couro cabeludo contra a radiação ultravioleta dos raios de sol, através do seu FPS 8 natural.

Óleo de coco para alisar os cabelos

Através do aminoácido lisina em sua composição, o óleo de coco pode ajudar a alisar o cabelo, combatendo o volume, deixando os fios mais domados e alinhados. No caso de cabelos cacheados, crespos e afros, ele ajuda a definir melhor e soltar os cachos.

Para tanto, basta aquecer o óleo de coco extra virgem e aplicá-lo em todo o comprimento dos cabelos secos e ainda sujos, depois penteá-los secando com o secador em temperatura morna, por alguns minutos para penetrar bem. Depois, deixe os cabelos soltos por duas horas e lave normalmente.

Óleo de coco para finalizar

Como finalizador de penteados, o óleo de coco no cabelo pode ser usado em seu estado sólido e resfriado, fazendo o papel de gel ou pomada para modelar e dar um aspecto macio e brilhante.

Para tanto, aplique uma pequena quantidade na palma das mãos e esfregue uma na outra, passando de leve nos cabelos para não pesar, focando mais nas pontas. Cabelos cacheados podem usá-lo misturado com água em um borrifador para aplicar no dia seguinte a lavagem do cabelo para uma nova modelagem.

Óleo de coco para umectação (nutrição)

A umectação é uma técnica de hidratação e nutrição dos cabelos feita com óleos essenciais por tempo prolongado. O ideal é deixar o óleo de coco agindo nos fios por, no mínimo, 2 horas ou durante a noite inteira.

Devido a sua alta concentração de nutrientes e capacidade de absorção de lipídeos pela fibra capilar, ele é capaz de restaurar a camada lipídica do fio, mantendo-o umectado, nutrido, macio e brilhante. Para tanto, basta aplicar o óleo de coco nos cabelos secos da raiz as pontas, enluvando mecha por mecha. Os cabelos lisos ou finos, e oleosos devem evitar as raízes.

Óleo de coco para hidratação

Para hidratar os cabelos, o óleo de coco pode ser usado misturado ao creme de hidratação para potencializar seus efeitos e deixar a textura mais emoliente. Para a hidratação, basta misturar apenas algumas gotas do óleo ao creme de tratamento de sua preferência e aplicar nos cabelos, massageando até o cabelo absorver o produto. Em seguida, deixe a máscara agir por, pelo menos, 20 minutos e lave os cabelos normalmente.

Óleo de coco para combater a queda de cabelo

O óleo de coco quando associado a outras plantas (sálvia, groselha) e substâncias (hidróxido de cálcio) podem ajudar a combater a queda de cabelo, devido aos ácidos graxos e lipídios em sua composição, que fortalecem o couro cabeludo e as fibras capilares.

Óleo de coco para combater a caspa e oleosidade

Da mesma forma, o óleo de coco pode relaxar o couro cabeludo com um efeito refrescante, capaz de aliviar a sudorese excessiva, como caspa e oleosidade. Seus ácidos graxos combatem a caspa, devido a sua ação antibacteriana e antifúngica.

Óleo de coco para prevenir piolhos

Sua ação antibacteriana, é capaz de proteger o couro cabeludo de infecções causadas por microorganismos, como os piolhos. O óleo de coco pode ser usado para proteger o couro cabeludo e revestir os fios com uma camada de proteção, contra o ressecamento dos produtos para matar piolho. Além disso, ele ajuda a removê-los facilitando o desembaraço.

Óleo de coco para tratar espinhas e furúnculos

A oleosidade excessiva no couro cabeludo pode provocar o desenvolvimento de espinhas e furúnculos. Para evitar esse problema, massagear o couro cabeludo com uma mistura de óleo de coco e azeite de oliva, pode ajudar a aliviar o desconforto causado por esses abscessos e até eliminar o problema.

Óleo de coco para prevenir danos externos

O óleo de coco mantém as proteínas naturais nos cabelos, através do ácido láurico presente em sua composição, que facilita a absorção da proteína capilar (queratina) pelos fios, fazendo com que ela penetre no couro cabeludo com mais facilidade através da haste capilar. Assim, ele fica protegido de possíveis danos, além de estimular e fortalecer o crescimento dos fios, evitando o desgaste causado por lavagens, penteados, poluição, entre outros.

Benefícios do óleo de coco para pele

O Óleo de coco para pele traz inúmeros benefícios.
O Óleo de coco para pele traz inúmeros benefícios.
Com relação ao óleo de coco para pele, ele é capaz de retardar o envelhecimento devido aos antioxidantes presentes em sua composição, que ajudam a combater os radicais livres e elevar a elasticidade da pele. Os mesmos ácidos graxos são capazes de combater a proliferação de microorganismos e evitar processos inflamatórios.

Além disso, o óleo de coco pode ajudar no combate à prisão de ventre, por ser um alimento gorduroso, que favorece o funcionamento da flora intestinal ao se misturar ao bolo fecal e eliminar as bactérias prejudiciais ao intestino.

Ainda existem estudos que comprovam a sua eficácia como hidratante para a pele. De acordo com uma pesquisa publicada na plataforma PubMed, o óleo de coco para pele é tão seguro e eficaz quanto usar óleos minerais.

Assim, o óleo de coco para pele hidrata de forma a melhorar o ressecamento e seus sintomas de “xerose cutânea”, como coceira, descamação, aspereza e as rachaduras na pele, causadas pela secura devido à baixa umidade do ar, clima frio, banhos muito longos e quentes, desidratação, deficiência de vitamina A, deficiência de vitamina D, lavagem frequente, queimaduras, exposição ao sol ou medicamentos.

Como já deu para perceber, são muitos os benefícios do óleo de coco para pele, veja abaixo todos eles em mais detalhes:

1. Combate microorganismos

Devido à quantidade de ácidos graxos de cadeia média presentes em sua composição, principalmente o ácido láurico e o ácido cáprico, o óleo de coco para pele pode ter ação
antimicrobiana, ajudando no combate a microorganismos como fungos e bactérias. Assim, óleo de coco para pele pode ajudar a prevenir e tratar acne, celulite, psoríase, dermatite de contato, foliculite, eczema e pé de atleta.

2. Tem ação anti-inflamatória e analgésica

Além da ação antimicrobiana, o óleo de coco para pele também tem ação anti-inflamatória e ação analgésica. Assim, estuda-se a sua eficácia na redução do estresse oxidativo, responsável pelo desencadeamento de processos inflamatórios no organismo, porém as pesquisas ainda são inconclusivas em humanos.

3. Promove a cicatrização e regeneração da pele

Alguns estudos foram realizados em ratos para comprovar a eficácia do óleo de coco para pele com relação à cicatrização de ferimentos. Nesses estudos, o óleo de coco virgem aplicado diretamente na pele acelerou o processo de cicatrização além de aumentar os níveis de colágeno, proteína estrutural que também ajuda na cicatrização de feridas como queimaduras, além de manter a elasticidade e maciez da pele.

Além de acelerar a cicatrização e sua regeneraçãp, suas propriedades antimicrobianas ainda podem ajudar a prevenir infecções na região da ferida, evitando prejudicar o processo de cicatrização. Porém, todos esses estudos ainda precisam ser comprovados em seres humanos.

4. Protege contra danos solares

Da mesma forma que protege o couro cabeludo, formando uma camada protetora nos fios, o óleo de coco para pele, pode ajudar a criar uma espécie de barreira aos danos causados pela exposição solar sem proteção, devido às suas propriedades antioxidantes, que protegem as células evitando a formação de radicais livres prejudiciais à saúde. No entanto, o óleo de coco para pele nunca deve substituir o protetor solar, mas usado como coadjuvante para potencializar os seus efeitos e nutrir a pele.

5. Previne o envelhecimento precoce

Da mesma forma que o óleo de coco para pele é capaz de proteger contra os danos causados pela exposição solar, suas propriedades antioxidantes também previnem o aparecimento de sinais de envelhecimento precoce.

Uma das principais causas do envelhecimento precoce é a formação de radicais livres que danificam as células através do estresse oxidativo provocado pela alimentação inadequada, exposição ao sol, poluição ambiental, lesões na pele, dentre outros.

Assim, o óleo de coco para pele com seu efeito antioxidante, é capaz de reparar e estimular a produção de colágeno, prevenindo e até mesmo diminuindo os sinais de envelhecimento como rugas e manchas na pele.

Óleo de coco no rosto: benefícios

Além do seu enorme poder de hidratação e nutrição, a maior vantagem de usar óleo de coco para pele, no rosto, comparado aos produtos cosméticos convencionais, é que ele (no formato extra virgem orgânico) é um ingrediente totalmente natural, que não oferece perigos à saúde. Veja abaixo como usar óleo de coco para pele do rosto e seus benefícios:

Óleo de coco como esfoliante

A pele do rosto é exposta diariamente a diversas agressões, seja pelos raios solares, poluição e poeira, até excesso de produtos cosméticos como cremes de beleza e maquiagem. Tudo isso faz com que inúmeros resíduos se acumulem na pele, obstruindo os poros e prejudicando a respiração da pele.

Sendo assim, o óleo de coco para pele pode ajudar na limpeza profunda do rosto através de uma esfoliação natural, capaz de penetrar profundamente nas glândulas sebáceas, limpando a pele, sem agredir como outros esfoliantes.

A esfoliação com óleo de coco para pele pode ser feita através de inúmeras receitas diferentes. Uma opção é misturar a borra do café com o óleo de coco em uma proporção de um para um e espalhar em movimentos circulares suaves pelas regiões do rosto.

No caso de peles secas, misture 2 colheres de sopa de farinha de amêndoas com óleo de coco e leite até obter uma pasta grossa e aplique no rosto, massageando com movimentos circulares. Para peles normais, substitua a farinha de amêndoas por farinha de aveia. Para peles oleosas, faça uma pasta com farinha de arroz, aveia e óleo de coco.

Óleo de coco como demaquilante

O óleo de coco para pele também pode ser usado como um demaquilante para remover a maquiagem. Para tanto, basta aplicar o óleo de coco com algodão no rosto e deixar agir por 15 minutos. Em seguida, é só lavar com água morna e sabão neutro, finalizando com água micelar para retirar os resíduos.

Isso, inclusive, é muito eficaz para remover a maquiagem dos olhos, que costuma ser mais gordurosa e difícil de sair. Como o óleo de coco também é uma gordura, ele se incorpora no produto e facilita a sua remoção.

De quebra, o óleo de coco para pele na região dos olhos vai hidratar ainda mais, sem agredir essa região tão sensível e propensa às rugas, além de contribuir para retardar o envelhecimento cutâneo.

Óleo de coco para hidratação

O óleo de coco para pele é uma excelente opção de hidratante, seja para o rosto, corpo e lábios. Vários estudos comprovam a sua eficácia contra o ressecamento comparada ao óleos mineral à base de petróleo ou óleo de oliva, inclusive no tratamento de eczemas na pele.

Assim, o óleo de coco para pele não só é eficiente na hidratação para fins estéticos, mas também para proteger a pele de proliferação de bactérias e a manter a sua integridade. Como hidratante corporal, ele pode ser usado em qualquer região, como as áreas mais ressecadas dos pés, joelhos e cotovelos.

Já o óleo de coco para pele do rosto além de hidratar reduz o aparecimento de espinhas. E quando aplicado nos lábios, o óleo de coco ajuda a eliminar rachaduras, asperezas e escamações causadas pela desidratação.

Óleo de coco natural para acne

Devido às suas propriedades antimicrobianas e anti inflamatórias, o óleo de coco para pele pode ajudar no combate à acne. Além disso, ele pode ajudar na cicatrização das feridas e regeneração cutânea no processo de tratamento. Basta diluir o óleo de coco e aplicar diretamente na pele, limpa e seca.

Óleo de coco como loção calmante

Por causa das suas propriedades descritas acima e todos os seus benefícios já explicados, o óleo de coco para pele, quando utilizado de forma tópica, é capaz de promover um efeito efeito calmante, reduzindo os sintomas de inflamação e dor. Podendo ser usado, inclusive, para acalmar a pele após leves queimaduras ou ardor pela exposição solar, por exemplo.

Óleo de coco como repelente

O óleo de coco para pele também pode ser usado como repelente de insetos, embora não tenha um efeito prolongado. Para tanto, aqueça duas xícaras de óleo de coco em banho maria, adicionando um copo de folhas de hortelã e erva do gato, deixando em infusão por cerca de 5 a 6 horas. Em seguida, filtre o óleo obtido e deixe esfriar antes de aplicar.

Óleo de coco natural tira manchas da pele

Devido a sua ação antioxidante no combate aos radicais livres que destroem as células do rosto, o óleo de coco pode ajudar a tirar manchas na pele, causadas pelo envelhecimento cutâneo e exposição solar. Seus efeitos antimicrobianos e antiinflamatórios também ajudam na regeneração e cicatrização da pele, promovendo uma melhor apar6encia.

Óleo de coco: como usar

O Óleo de coco para pele pode ser usadopara hidratar, prevenir e tratar doenças como acne.
O Óleo de coco para pele pode ser usadopara hidratar, prevenir e tratar doenças como acne.
Agora que já mencionamos alguns dos benefícios do óleo de coco para pele, seguem abaixo mais algumas dicas de aplicações específicas para obter todos os seus benefícios aqui mencionados, considerando o seu tipo de pele.

Óleo de coco no rosto seco

No caso da pele seca, o óleo de coco para pele no rosto deve ser aplicado após ele ter sido lavado e seco. Um quarto de colher de chá é o suficiente para massagear toda a região. Em seguida, deixe agir por pelo menos 10 minutos até que a pele absorva todo o óleo. Depois é só tirar o excesso de óleo com um algodão.

Óleo de coco no rosto oleoso

No caso da pele oleosa, o óleo de coco para pele deve ser aplicado morno, massageando toda a região do rosto e pescoço, deixando agir por cerca de 15 minutos. Em seguida, lave com sabão neutro e aplicando água micelar para neutralizar a sua ação e controlar a oleosidade.

Repita o procedimento por vários dias seguidos, mesmo que ocorra um surto inicial de acne. Isso faz parte do processo de limpeza profunda e desinflamação, que com a frequência de uso vai tratar a pele e reduzir a secreção de sebo na pele.

Óleo de coco no rosto antes de dormir

Da mesma forma que você faz uma umectação com óleo de coco nos cabelos de um dia para o outro. O mesmo procedimento pode ser feito com óleo de coco para pele. Basta aplicar uma pequena quantidade, conforme o seu tipo de pele, massagear bem a área e retirar apenas no dia seguinte.

A pele costuma absorver todos os nutrientes e realizar os seus processos metabólicos à noite, assim será possível obter todos os benefícios do óleo de coco para ele que puder. Na manhã seguinte, lave com sabão neutro e neutralize a pele com água micelar.

Conclusões finais

Apesar do óleo de coco para pele ser um produto totalmente seguro, sem contra indicações e nenhum efeito colateral, recomenda-se que pessoas com pele muito oleosa evite o seu uso frequente e sem consultar um dermatologista.

Isso é apenas uma precaução para evitar o bloqueio dos poros e o aparecimento de cravos e espinhas. Caso a sua pele for sensível, teste o produto antes de aplicar na pele inteira para garantir que não irá ter nenhuma reação alérgica ao produto.

Lembrando que o ideal é utilizar sempre o óleo de coco natural e virgem, obtido através da prensagem da sua polpa, devido ao maior teor de substâncias benéficas naturais para a pele, livre de conservantes e outras substâncias indesejadas.

Gostou? Teste em casa o óleo de coco para pele e depois venha nos contar os resultados!

Leave A Reply

Your email address will not be published.

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência AceitarLer mais