Take a fresh look at your lifestyle.

Nascimento dos Dentes do Bebê: Saiba tudo sobre!

Na maioria dos casos, os dentes começam a nascer quando o bebê atinge os 6 meses de idade.

Os primeiros anos do bebê são repletos de marcos inesquecíveis, principalmente para as mamães. Um deles, aquele que é considerado como mais temido, é o nascimento dos dentes!

Todos os pais de primeira viagem já escutaram alguma história de terror sobre a primeira dentição da criança. O bebê fica mais irritado, chora muito e não dá paz aos pais!

Na verdade, a experiência varia de criança para criança. Além disso, existem boas dicas que você pode usar para evitar as complicações deste momento inesquecível e é isso que você vai encontrar neste post.

Descubra tudo o que você precisa saber para transformar o nascimento dos dentinhos do seu filho em uma memória cheia de emoções!

Quando os dentes começam a nascer?

Na maioria dos casos, os dentes começam a nascer quando o bebê atinge os 6 meses de idade. Porém, existem casos precoces em que a criança já nasce com dentes ou eles começam a aparecer aos 3 meses! Assim como existem os que demoram um pouco mais e só conseguem os primeiros dentinhos com 1 ano.

É recomendado consultar um pediatra caso a criança passe do 1 ano de idade sem o indício do nascimento dos dentinhos de leite.

Por volta dos 3 anos, a criança costuma estar com a primeira dentição já completa. Ela é composta por 20 dentes no total, 10 na parte superior e outros 10 na inferior. Entretanto, esse prazo pode variar e se estender até os 5 anos de idade em alguns casos.

Aos 6 anos, os primeiros dentes de leite começam a cair para dar espaço aos dentes permanentes que fazem parte da segunda e última dentição da vida humana.

Os primeiros dentes geralmente começam a nascer aos 6 meses.

Sintomas do nascimento dos dentes

Toda mãe é muito observadora, então, há sempre como perceber os primeiros indícios de que o nascimento dos dentes do bebê está por vir.

Na verdade, os sintomas começam a surgir cerca de 2 meses antes da aparição dos primeiros dentinhos. Aos poucos, cada bebê demonstra diferentes sintomas, de acordo com o organismo.

Na maioria das vezes, a chegada dos dentes é  um processo longo e desconfortável para os pequenos, mas, ao conhecer os sintomas, fica mais fácil para os pais encontrarem uma solução que possa ajudar a criança.

Sendo assim, listamos alguns dos sinais mais recorrentes que os primeiros dentes da criança estão chegando!

Aumento na quantidade de saliva

Antecipando a chegada dos dentes, o organismo acaba produzindo mais saliva. Sendo assim, a criança acaba babando mais do que o normal.

Como esta é uma resposta automática do organismo, não há muito que se possa fazer além de ter mais paciência e cuidado com o seu bebê babão!

Mordidas

O nascimento dos dentes irrita as gengivas e os bebês tentam resolver essa coceira ao morder algo. Geralmente, começam a colocar qualquer coisa na boca, só para aliviar o incômodo.

Entretanto, algumas crianças podem começar a morder os pais ou coleguinhas. Neste caso, é preciso oferecer um mordedor apropriado para que o pequeno ou a pequena possa se livrar da irritação de forma segura e higiênica.

Inchaço nas gengivas

Antes de romper as gengivas e se tornar parte do sorriso do bebê, o dente começa a descer e se posicionar, mesmo dentro da camada de tecido.

Este movimento é o que causa um inchaço nas gengivas das crianças. Geralmente, ela costuma ficar com uma coloração esbranquiçada também, mas se o bebê coçar a gengiva com um objeto áspero, ela pode se tornar ainda mais vermelha e irritada.

Falta de apetite

Com o inchaço e incômodo nas gengivas, fica um pouco mais difícil para o bebê se alimentar. Ele fica um pouco mais desanimado e irritadiço do que o normal e isso reflete no apetite.

Invista em alimentos mais geladinhos para aliviar a sensação de coceira e tente tornar a hora do lanche ainda mais divertida que o normal para distrair a criança.

Seu bebê pode ter menos fome durante essa fase.

Mudanças nos hábitos de sono

Uma coceira constante e, em alguns casos, dores nos lugares onde os novos dentinhos vão chegar são fatores que tornam um pouco difícil para o bebê ter uma boa noite de sono.

É recomendado oferecer um mordedor ou até mesmo a chupeta para que o bebê tenha este conforto junto a si na hora de dormir.

Irritação e choro

Algumas crianças são bem choronas, mas o nascimento de seus dentes costuma ser uma fase complicada para todas elas! O incômodo transforma completamente a rotina do bebê e faz com que ele fique irritado com facilidade.

O momento exige dos pais um pouco mais de paciência do que o normal, mas é preciso levar em consideração a situação que a criança está enfrentando e sempre tentar oferecer uma maneira de confortá-la.

Baixa imunidade

Durante o nascimento dos dentes, os bebês ficam mais sensíveis e suscetíveis a resfriados e febres. Desta forma, o cuidado precisa ser redobrado!

Muitos pais relatam que os filhos sofreram de febre e vômito por conta da chegada dos dentes. Por outro lado, os médicos não associam estes sintomas diretamente ao nascimento dos dentes, e sim à queda da imunidade.

Entretanto, se os sintomas persistirem, é recomendado consultar um pediatra para entender melhor o quadro.

Consulte um pediatra se o bebê não estiver bem.

Como funciona o nascimento dos dentes do bebê?

As diferentes classificações de dentes exercem distintos efeitos no bebê durante o nascimento. Além dos sintomas do nascimento dos dentinhos em geral, existem alguns pontos que você pode observar durante o surgimento de dentes específicos.

Saiba mais detalhes, a seguir, sobre os 3 processos mais polêmicos de desenvolvimento dentário das crianças.

Nascimento dos dentes molares

Geralmente, os dentes molares são os últimos a nascer, por estarem posicionados no fundo da boca do bebê. Entretanto, eles são conhecidos como os mais dolorosos.

O fato se dá pelo tamanho dos molares, já que eles são maiores do que os outros dentes, o que causa o processo ainda mais um pouco doloroso e incômodo à criança.

Nascimento dos dentes caninos

Os caninos antecedem o nascimento dos molares e também são conhecidos como um ponto doloroso do nascimento dos dentinhos do bebê.

Muitos pais relatam casos de febre e diarreia na criança durante este período, mas, como mencionamos anteriormente, os médicos não confirmam que este sintoma está ligado ao surgimento dos dentes.

Nascimento dos dentes permanentes

A primeira dentição, também conhecida como dentes de leite, só começa a cair quando os dentes permanentes estão prontos para chegar. O processo costuma iniciar aos 6 anos e finalizar aos 12 anos, entretanto, existem variações de acordo com o organismo de cada criança.

A queda dos dentes de leites costuma se encerrar aos 12 anos, mas a verdade é que os dentes permanentes costumam continuar crescendo e só realmente finalizam a etapa por volta dos 18 anos de idade.

O nascimento dos dentes permanentes já não causa tanto incômodo quanto na primeira dentição. Por outro lado, o que realmente assusta as crianças neste novo momento é a queda dos dentes de leite.

Tabela de nascimento dos dentes

Agora que você entendeu como alguns dentes específicos podem dar mais trabalho do que outros durante o processo de construção da primeira dentição, é interessante consultar a tabela de nascimento dos dentes para se preparar e receber este novo momento do bebê da melhor forma possível!

Lembrando que a idade em que os dentes surgem, assim como a ordem em que eles nascem, pode variar de criança para criança e isso é completamente normal. Mesmo assim, é interessante que os pais tirem suas dúvidas com um pediatra para garantir a confiança e confortar o bebê nesta fase.

Tabela

O que é a odontopediatria?

Há algumas dúvidas que nem todo pediatra consegue responder. Por outro lado, levar um bebê para o mesmo dentista em que você vai também pode parecer um pouco estranho. Para fazer a ponte entre as duas áreas, surgiu a odontopediatria.

A especialidade nada mais é do que o ramo da odontologia especializado na saúde bucal infantil. O odontopediatra é o profissional perfeito para você consultar após o nascimento de dentes do seu filho, ou até mesmo para solucionar dúvidas durante o processo e a gravidez.

Dicas para aliviar o desconforto

É difícil ver um bebê desconfortável e com dor, por isso, há sempre um truque com o qual contar para trazer mais conforto à vida do seu pequeno.

Nós reunimos 3 dicas básicas que podem te ajudar a aliviar os incômodos do seu filho durante o nascimento dos dentes de leite.

Alimentos frios

Como mencionamentos anteriormente, alimentos em temperatura baixa ajudam a aliviar a coceira que os bebês sentem durante o nascimento dos dentes.

Uma receita muito comum entre as mamães é o sorvete de leite materno! É só congelar o leite dentro do formato de um pequeno picolé e oferecer aos pequenos.

Além de aliviar a irritação, o lanchinho é extremamente nutritivo – e uma verdadeira delícia para o baby.

Mordedor

O mordedor é o acessório ideal para aliviar a irritação que tanto incomoda as crianças durante o nascimento de seus dentes. Além, também, de evitar que o bebê coloque objetos na boca ou até comece a morder os pais e coleguinhas.

Resfrie um pouco o mordedor e ofereça-o para o bebê. Esta é uma forma de potencializar a missão do brinquedo de aliviar a coceira na boca da criança.

Massagem nas gengivas

Nos bebês mais novos, que ainda não estão habituados com brinquedos como o mordedor, é indicado que os pais apostem em uma massagem nas gengivas dos pequenos.

Com os dedos limpos, basta massagear a área com cuidado para aliviar o incômodo da criança. A técnica funciona ainda melhor se sua mão estiver um pouco gelada.

Você pode massagear as gengivas do bebê para aliviar a coceira e o incômodo.

Cuidados com os primeiros dentes do bebê

Agora que você já sabe tudo sobre o nascimento dos dentes do bebê, chegou a hora de descobrir o que você deve fazer quando o sorriso do seu pequeno já começa a tomar forma.

Assim como os adultos, os bebês também precisam que seus dentes sejam higienizados para crescerem fortes e saudáveis. Entretanto, não há como usar o mesmo método que você usa nos seus dentes para cuidar da saúde bucal do seu filho.

Por isso, reunimos 3 dicas essenciais para higienizar os primeiros dentes do seu filho de forma correta. Tome nota!

Aposte na fralda limpa ou gaze!

Principalmente quando o bebê é mais novo e possui uma gengiva sensível, é indicado que os pais façam a higienização dos dentinhos com uma fralda limpa ou gaze, contando com a ajuda de uma pasta de dente apropriada para o pequeno.

Não tenha medo de esfregar e limpar bem os dentinhos do bebê. Deste momento em diante, a criança já está vulnerável à problemas dentários como a cárie, por exemplo.

Existe uma pasta de dente especial?

Engana-se quem pensa que todas as pastas de dentes são iguais e que podem ser utilizadas por pessoas de todas as idades.

A verdade é que o flúor em excesso pode ser prejudicial aos dentes do pequeno. Analise a fórmula das pastas de dente infantis e aposte na que oferecer a menor quantidade de flúor na composição.

Mesmo assim, o flúor não está proibido para a limpeza dos dentes da criança. Você pode usar pastas que possuem uma proporção normal de flúor na composição, mas não exagere na aplicação da substância.

E a escova de dentes? Posso usar qualquer uma?

Assim que o primeiro dentinho nasce, você já está liberada para utilizar uma escova específica para bebês. É ainda melhor que ela seja super macia, para higienizar sem ferir a boca sensível dos pequenos.

Conclusão

Por mais polêmico que seja, o nascimento dos dentes é um processo natural no crescimento do bebê e precisa ser recebido da forma mais positiva possível. Isso se torna possível quando você se equipa com informações e dicas úteis como as que te oferecemos hoje.

Quanto mais você observa o comportamento do seu pequeno, mais fácil fica identificar os sintomas com os quais ele está sofrendo e também descobrir qual solução mais se aplica ao caso.

Entretanto, se as dúvidas e sintomas persistirem, você pode recorrer ao odontopediatra. Ele é o profissional responsável pela odontologia infantil e pode oferecer conselhos importantíssimos para essa fase, conforme orientamos.

Depois deste post, temos certeza que você está mais segura para receber este marco importante no crescimento do seu filho! Que tal você contar mais sobre sua experiência ou compartilhar suas dúvidas nos comentários?

Leave A Reply

Your email address will not be published.