Take a fresh look at your lifestyle.

Massagem com Pedras Quentes: Quais os Benefícios?

A massagem com pedras quentes é tradicionalíssima, sua origem é milenar e seus benefícios são muitos.

Uma das técnicas de relaxamento corporal mais procuradas atualmente é a massagem com pedras quentes. Apesar de não ser tão difundida como a forma tradicional que requer apenas o contato dos membros superiores do massagista, não significa que seja uma variação recente dessa área de regeneração muscular e reequilíbrio emocional.

A massagem com pedras quentes é tradicionalíssima, sua origem é milenar e os que dela se servem para revigorar as forças corpóreas e combater males destacam apenas elogios aos benefícios que promove a saúde do corpo.

Aponta-se como uma das grandes vantagens da massagem com pedras quentes o fato de conseguir propiciar os mesmos efeitos agradáveis e benefícios das técnicas de relaxamento tradicionais sem causar os incômodos efeitos colaterais decorrentes do contato direto e acentuado de pele com pele.

Isto porque a massagem com pedras quentes se vale das referidas pedras para gerar o relaxamento, a dilatação de vasos, o aumento do fluxo sanguíneo.

Mas de que forma se dá exatamente esse tipo de massagem, que tipos de pedra são utilizadas, quais os benefícios e contraindicações, em quais lugares pode se obter o serviço?

Todas essas questões serão respondidas neste post especial que o A Mulher preparou sobre esse assunto.

Saiba mais sobre massagem com pedras quentes a seguir!

Um pouco de história

Como dito nos parágrafos anteriores, a massagem com pedras quentes é uma terapia milenar e sua origem procede da cultura oriental, especialmente a chinesa, mas passou a ser muito utilizada por monges budistas e indígenas.

A principal aplicação feita pelos chineses, segundo registro feito por um imperador chinês há mais de três mil anos no “livro amarelo”, é para a cura de diversas doenças.

Mais adiante, cerca de dois mil anos atrás, é possível encontrar relatos sobre rituais sagrados de monges budistas onde se utilizava as pedras aquecidas como parte da cerimônia.

Outra utilização recorrente da massagem com pedras quentes feita pelos monges é aquela voltada para se gerar a sensação de saciedade e energizar o organismo. Tal uso se explica para suportar os períodos de jejum que esses religiosos se submetem. Para tal efeito, as pedras são colocadas sobre o estômago e o abdômen.

Quanto aos povos indígenas, os estudos mostram que recorriam a técnica de massagem com pedras com a mesma finalidade que a dos chineses, embora o modo de aplicação, por meio de rituais, se assemelha com a dos monges: para a cura de doenças.

A massagem com pedras quentes é uma técnica milenar.

O conceito da massagem com pedras quentes

Esse tipo de massagem visa promover o relaxamento muscular, diminuir a dor e aumentar o bem-estar ao unir os elementos de massoterapia e termoterapia, utilizar óleos e pedras com variações de temperatura distintas, trocar energias com esses objetos posicionados em regiões estratégicas sobre o corpo, nos principais chacras.

Isso significa que as pedras podem ser tanto quentes como frias, aplicadas na pele de modo alternado ou simultaneamente, cada uma gerando reações orgânicas que se complementam, auxiliando na terapia de relaxamento e regeneração muscular.

A variação de temperatura é útil para o aumento do fluxo sanguíneo e de outros fluídos corpóreos, uma ótima forma de desintoxicação.

O fato de se utilizar tais objetos não veta o contato físico do massagista, mas esse contato é feito de modo a complementar a terapia. O mesmo quanto a utilização de cristais coloridos.

A massagem com pedras quentes é conhecida por alavancar os mesmos benefícios das técnicas tradicionais, mas sem os incômodos oriundos do contato direto.

As pedras

Para quem ficou curioso a respeito das pedras desse tipo de massagem, informa-se que não se trata de pedregulhos aleatórios, desses que se encontram na rua. São pedras vulcânicas, plutônicas, que apresentam em sua composição elementos como magnésio e silicato de ferro.

Massoterapia

Um dos elementos que a massagem com pedras quentes reúne é a chamada massoterapia. Trata-se do termo que engloba toda técnica terapêutica que visa melhorar a saúde do corpo por meio de toques com variações de pressão.

Esse tipo de tratamento é reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e são comprovados os efeitos positivos no que se refere ao aspecto físico e psicológico.

A massoterapia pode se dar por meio de massagens relaxantes, estéticas ou terapêuticas.

É importante reforçar o ponto de que a massoterapia se refere a todo um conjunto de técnicas que tenham como meta o equilíbrio corporal, não somente a massagem tradicional que aplica o mesmo padrão a todos os tipos de pessoas.

Na massoterapia, são feitos exames preliminares para identificar o melhor tipo de técnica de acordo com a necessidade e estágio físico da pessoa.

Uma característica que o presente texto sobre massagem com pedras quentes já deixou evidenciado é que a técnica pode ser aplicada em conjunto com outras. Além da massagem com pedras quentes, a Cromoterapia e Aromaterapia são algumas das possibilidades usuais.

Termoterapia

O desmembramento da nomenclatura dá um indicativo do que se trata o assunto. “Termo” faz referência a “temperatura”, portanto, depreende-se que esse segundo elemento que compõe a massagem com pedras quentes seja uma “terapia com temperatura”.

O procedimento busca alteração de calor em tecidos de corpos para a realização de tratamentos, que podem ser estéticos ou terapêuticos.

A massagem com pedras quentes é apenas uma das variantes da termoterapia. A mais usual é que utiliza radiofrequência para induzir enzimas e ativos para agirem com maior celeridade no organismo. Mas há também procedimentos que usam mantas térmicas, útil para retenção de líquidos e eliminação de toxinas no corpo.

O tipo de tratamento depende do objetivo, da necessidade do indivíduo.

Tratamentos de termoterapia, a exemplo de massoterapia, podem ser dirigidos para finalidades estéticas e de saúde como retirada de celulites, rugas, flacidez, diminuição de medidas, quebra de gorduras, tratar artrite, artrose e reumatismo.

Independente do método de termoterapia escolhido, de manta térmica ou radiofrequência, recomenda-se como cuidado antes de se submeter ao procedimento a limpeza adequada da pele.

Massoterapia e termoterapia se unem no tratamento com pedras quentes.

Como é aplicada a massagem com pedras quentes?

O primeiro passo que o terapeuta segue para iniciar a massagem com pedras quentes é o aplique de óleo quente no corpo, claro que em temperatura agradável e suportável. Durante o aplique do óleo, aproveita-se para se fazer massagem corporal, porém, bem suave, branda.

O segundo passo é o momento de utilização das pedras, lembrando que estas podem ser tanto quentes como frias, podendo ser colocadas sobre o corpo de forma alternada ou simultânea.

Elas são colocadas inicialmente em suaves massageios sobre o corpo. Claro que todas são devidamente polidas, sem pontas afiadas.

Depois dos massageios, as pedras são por fim colocadas em pontos chaves de acupressão, boa parte em torno da espinha dorsal.

É importante salientar que a técnica precisa ser empregada por profissionais que tenham conhecimentos e experiência sólida com tal tipo de tratamento, pois é necessário que as pedras idealizadas para relaxar os músculos (as de temperatura elevada) e as que estimulam (as de baixa temperatura) sejam dispostas de maneira harmônica e no grau adequado, adaptado a cada situação, a cada caso.

Mais adiante, indicaremos os locais adequados para se fazer massagem com pedras quentes.

Apesar de o efeito imediato ser sobre o maior órgão do corpo humano, a pele, os benefícios da massagem com pedras quentes não se restringem a essa camada. A variação de temperatura é altamente penetrante, podendo alcançar músculos, ligamentos, tendões e outros órgãos internos.

Os benefícios da massagem com pedras quentes

São diversos os benefícios da massagem com pedras quentes. Os mais conhecidos e já citados no presente texto são o relaxamento muscular, ideal para se combater estresse e tratar de lesões localizadas, e o aumento do fluxo de circulação sanguínea. Mas esses são apenas alguns dos benefícios.

A massagem com pedras quentes é indicada para cuidar dos seguintes casos:

  • Estresse físico e emocional: a dilatação de vasos libera neurotransmissores como endorfina, encefalinas e serotonina para o cérebro. Todas as substâncias geram sensação de bem-estar e felicidade;
  • Depressão: a diminuição do estresse, tanto físico como emocional, é uma ótima ajuda para combater os males de quadros depressivos;
  • Insônia: o estresse e a falta de relaxamento podem prejudicar muito as noites de sono, levando a situação de insônia. Sem dúvida, um relaxamento prazeroso é um grande aliado para voltar a ter noites bem dormidas e tranquilas;
  • Perda de peso: a desintoxicação causada pelo aumento de fluxos de fluidos colabora para o descarte de propriedades que tendem a facilitar o ganho de massa corporal;
  • É um ótimo recurso para tratamentos de úlceras;
  • Também auxilia a aliviar dores derivadas da cólica menstrual.
Os benefícios são incríveis e você só tem a ganhar.

Contraindicações

Apesar de todas essas maravilhas relacionadas a massagem com pedras quentes, ela tem suas restrições.

Primeiro, não é aconselhável fazer mais de uma vez por semana.

Além disso, não é indicada para pessoas que portem algum tipo de câncer, pois os efeitos da massagem têm o potencial de alterar a evolução da enfermidade.

Outro grupo considerado de risco para esse tipo de terapia é composto por aqueles que sofrem de algum mal dermatológico, pois a variação de temperatura eleva o riso de agravamento da doença. O mesmo ocorre para os casos de feridas e cortes profundos – calor excessivo pode piorar as lesões.

As pessoas que têm asma também devem evitar a massagem com pedras quentes, uma vez que o calor aumenta o risco de desencadear uma crise e favorecer uma piora da moléstia.

Já para os casos de gravidez, não há indícios concretos de que esse tipo de massagem seja capaz de gerar algum mal tanto a criança quanto a mãe, porém, também não há estudos que comprovem que se submeter a tal procedimento nessa fase, especialmente no primeiro trimestre da gravidez, não gere qualquer tipo de interferência nociva à gestação.

Portanto, mais por uma questão de precaução, a orientação médica é evitar qualquer procedimento que não tenha provas cabais quanto a inofensividade de sua prática a gravidez, o que inclui a massagem com pedras quentes.

Onde encontrar o serviço?

Como alertado nos parágrafos anteriores, é de suma importância recorrer a profissionais que tenha conhecimentos sólidos e larga experiência com a aplicação de massagem com pedras quentes.

O resultado tende a não ser o melhor possível, ou até mesmo frustrante, se as pedras não estiverem na temperatura adequada à necessidade do paciente ou se não forem dispostas nos locais corretos sobre a pele.

Os locais mais indicados para recorrer ao serviço de massagem com pedras quentes são os SPAs, assim como em espaços de massagem, alguns promovidos por órgãos públicos para atendimento gratuito.

Há também a opção de contratar atendimento em domicílio, já que é uma boa fonte de renda para os profissionais de massoterapia, por isso, há bastante oferta desse serviço.

Estima-se que uma sessão de massagem com pedras quentes dure algo em torno de uma (1) hora ou noventa (90) minutos. A média de cada hora é de aproximadamente R$ 200,00, a depender da região e do local escolhido para realização do procedimento.

Vale observar o detalhe de que a época do ano mais adequada, ou que melhor deleite provoca para esse tipo de terapia, é a de baixa temperatura, isto é, no inverno.

É essencial procurar um profissional capacitado para obter bons resultados.

Considerações finais

A massagem com pedras quentes é uma técnica que une elementos de massoterapia e termoterapia para causar relaxamento muscular, reduzir dores e aumentar a sensação de bem-estar.

A terapia consiste em promover a troca de energia de pedras esquentadas ou esfriadas ao colocá-las sobre o corpo humano, pedras que podem ser postas de forma simultânea ou alternada sobre pontos chaves de acupressão, nos principais chacras.

O uso das pedras polidas não veta o massageio tradicional, valendo-se do uso dos membros superiores, mas este é realizado como um recurso acessório e com pressão mais suave. O mesmo caráter auxiliar ocorre quanto ao uso de cristais coloridos.

A transmissão de calor repousante e baixa temperatura estimulante acarretam na vantagem de obter os mesmos benefícios das massagens tradicionais, sem sofrer dos incômodos em decorrência do contato direto e com pressão mais forte.

Falando em benefícios, os principais ao se fazer massagem com pedras quentes são:

  • Relaxamento muscular;
  • Alívio de dores musculares ou nas articulações;
  • Aumento do fluxo de fluídos e colaboração para a regeneração de hematomas;
  • Inibição de estresse físico e emocional;
  • Ajuda no combate a depressão;
  • Redução no quadro de insônia;
  • Perda de peso;
  • Alívio nas dores de cólica menstrual;
  • Auxílio no tratamento de úlcera.

É contraindicado para:

  • Gestantes;
  • Pessoas com câncer;
  • Pessoas com asma;
  • Pessoas com problemas dermatológicos ou com machucados profundos.

Gostou do conteúdo?

Então curta, compartilhe, avalie.

Leia mais de nossa sessão de saúde.

Leave A Reply

Your email address will not be published.