Take a fresh look at your lifestyle.

Para que serve Hidroquinona? Funciona? Clareia a Pele?

A vaidade não tem limites. Assim, em se tratando de aparência, não há quem não deseje melhorá-la, nem que seja corrigir pequenos defeitos. Portanto, num é à toa toda a comoção em volta da substância hidroquinona, o milagre dermatológico no clareamento de manchas na pele.

Se você nunca ouviu falar, a hidroquinona é um medicamento de uso tópico em forma de pomada que possui substâncias que auxiliam no processo de clareamento gradual de manchas na pele causadas pela exposição solar e outras condições em que ocorrem hiperpigmentação por produção excessiva de melanina. Entendeu agora porque tanta gente tem procurado saber sobre essa nova substância?

A pele é o maior órgão do corpo humano e o de maior exposição. Por isso, se você é vaidosa e sofre com manchas de pele sejam elas ocasionadas por acne, exposição solar ou envelhecimento, a hidroquinona pode ser uma solução. Além disso, ela é a substância mais prescrita por dermatologistas para este fim.

No entanto, como todo medicamento, esta substância traz alguns efeitos colaterais e deve ser utilizada com precaução. Se você ficou curiosa e quer saber se realmente a hidroquinona é mesmo um tratamento eficiente ou oferece algum perigo à saúde, leia o artigo abaixo. Nós vamos esclarecer todas as suas dúvidas e mitos que cercam a milagrosa hidroquinona.

O que é Hidroquinona?

hirdroquinona: rosto mostrando diferenças entre pele escura e clara após clareamento
A hidroquinona é um medicamento de uso tópico usado para clarear manchas na pele

A hidroquinona é um composto orgânico aromático presente como princípio ativo em medicamentos de uso tópico (pomadas) que atua como agente despigmentante da pele. A hidroquinona age diretamente nas células produtoras de melanina (melanócitos), a substância responsável pela pigmentação da pele. Ela inibe a sua produção e degrada os melanossomos, espécies de bolsas que armazenam melanina dentro das células, bloqueando também a tirosinase, enzima essencial para a sua formação.

Dessa forma, é uma substância bastante eficaz no clareamento gradual de manchas dermatológicas como melasmas, sardas, lentigos senis e hiperpigmentação ocasionada por processos inflamatórios e dermatites. Ela também funciona em manchas causadas pela acne, queimadura por limão seguida de exposição solar, manchas de catapora, entre outras.

Assim, a hidroquinona age como clareador de manchas na pele, tornando-as mais suaves e menos aparentes, principalmente em pessoas que tem a pele morena ou negra. No entanto, há diferentes graus de hidroquinona que variam de 1 a 5%, sendo que quanto maior a porcentagem, maior a eficiência da despigmentação da pele.

Como usar a Hidroquinona?

hidroquinona para o tratamento de sardas
A hidroquinona deve ser usada nas áreas afetadas sob prescrição médica

A hidroquinona pode ser utilizada em qualquer parte do corpo quando na necessidade de clarear manchas na pele, sem precisar recorrer a tratamentos mais agressivos como laser ou micro-cirurgias.

No entanto, deve-se ter um cuidado maior com os olhos e mucosas e evitar áreas mais sensíveis, como virilha e axilas, pois a hidroquinona costuma irritar bastante a pele nestes locais. O medicamento também não deve ser aplicado em áreas irritadas ou com queimaduras solares.

Recomenda-se que a aplicação seja feita preferencialmente à noite para evitar a exposição ao sol e fazer uso intenso de proteção solar de no mínimo FPS 15 durante todo o período de tratamento, pois a hidroquinona deixa a pele mais sensível.

Ao aplicar, passe uma fina camada do creme apenas no local da mancha, depois da pele estar devidamente limpa e seca, aproximadamente meia hora antes de dormir para que a pele absorva o produto. Não espalhe o produto em grandes áreas. Para maiores resultados, aplique o produto diariamente não excedendo 8 meses de tratamento para não acumular a substância no organismo.

Quais os resultados da Hidroquinona?

hidroquinona: mulher com rosto manchado
Hidroquinona deve ser usada com precaução em áreas próximas aos olhos

A ação da hidroquinona é lenta e só começa a apresentar resultados após um período de dois meses de uso regular. Tudo vai depender do tipo de mancha e do grau em que ela se encontra. O clareamento das manchas é gradual, tornando as manchas cada vez menos visíveis, e fazendo com que a pele fique em um tom mais uniforme e com uma aparência mais saudável.

Quais os efeitos colaterais da Hidroquinona?

A hidroquinona é uma substância potente e de enorme irritabilidade que só deve ser utilizada sob prescrição de um médico dermatologista. O ideal é que o tratamento seja acompanhamento pelo dermatologista, que indicará o grau e a dosagem mais adequada do produto, assim como quantas vezes ao dia ele deverá ser aplicado.

Dentre os principais efeitos colaterais e reações adversas pelo uso da medicação estão uma hipersensibilidade e hiperpigmentação no caso de exposição solar, sensação de queimação leve na área medicada, eritema (vermelhidão na pele), coceira, ressecamento e dermatite de contato localizada.

Outras reações menos frequentes, como manchas marrons reversíveis nas unhas e ocronose exógena por tempo prolongado e principalmente em pessoas de pele mais escura, também podem ocorrer. Em contato com os lábios pode causar efeito anestésico e sensação de amargor no paladar.

Indivíduos que possuem uma maior sensibilidade à hidroquinona podem sentir a área bastante dolorida junto a uma forte queimação, resultando na perda da camada superficial da derme. Além disso, pessoas de pele escura à negra podem apresentar hipocromia salpicada, pequenas bolinhas brancas no local da aplicação em reação à hidroquinona.

Como evitar os efeitos colaterais?

hidroquinona: mulher com manchas na bochecha
A hidroquinona quando usada da forma correta e com acompanhamento médico pode ser muito eficaz no clareamento da pele

A melhor forma de evitar os efeitos colaterais da hidroquinona é utilizar o medicamento somente com a orientação de um dermatologista. A consulta médica antes de iniciar o tratamento irá reduzir as chances de reações adversas como alergias e irritação.

Além disso, só o dermatologista é capaz de prescrever a dosagem, frequência de aplicação e duração do tratamento, que deve ser seguido à risca para obter os resultados desejados.

Ao iniciar o tratamento com a hidroquinona recomenda-se fazer um teste com o produto primeiro em uma pequena área da pele íntegra, na área que apresenta as manchas ou próxima a ela, por 24 horas, antes de aplicar em outras regiões do corpo. Caso surgir alguma alteração, nem que seja uma leve coceira ou vermelhidão, suspenda o uso e consulte seu médico.

No entanto, o aparecimento de leve vermelhidão não é necessariamente uma contra indicação, mas o tratamento deve ser suspenso por precaução até que o médico avalie as condições. Caso ocorram reações como prurido, inflamação excessiva ou formação de vesículas (bolhas), o produto deve ser suspenso imediatamente e o local lavado.

Pessoas hipersensíveis ou quem preferir não arriscar, existem possibilidades de outros tipos de clareadores de manchas mais naturais, como o arbutin por exemplo, um derivado da hidroquinona menos agressivo.

Durante e após o tratamento de clareamento da pele, deve-se evitar exposição solar das áreas com a aplicação de protetores ou bloqueadores solares e uso de roupas protetoras a fim de prevenir a repigmentação.

Quais as contraindicações?

A Hidroquinona é contraindicada a pessoas hipersensíveis à substância ou a qualquer componente da fórmula. Além disso, o medicamento é contraindicado para gestantes, lactantes e crianças com menos de 12 anos.

A hidroquinona não deve ser aplicada sobre a pele irritada, em grandes áreas do corpo e em caso de queimaduras provocadas pelo sol. Áreas mais sensíveis, como a região dos olhos, virilhas e axilas também devem ser evitadas.

Como dito antes, a hidroquinona é uma substância bastante irritante, por isso pode queimar, manchar e escurecer ainda mais estas partes mais sensíveis do corpo. Recomenda-se o uso de outros produtos mais eficientes e menos agressivos para o clareamento dessas áreas.

A hidroquinona creme não deve ser utilizada como protetor solar e não pode ser utilizada para o clareamento de cílios e supercílios. Além disso, a hidroquinona não deve ser utilizada com outros produtos sem orientação médica para não aumentar o risco de reações adversas.

Por exemplo, a hidroquinona combinada a outros produtos que contém peróxido (peróxido de benzoila, água oxigenada) pode provocar escurecimento transitório da pele nas áreas onde o produto foi aplicado. Caso ocorra, o escurecimento pode ser revertido com a interrupção do uso e pela limpeza normal das áreas atingidas.

É importante informar ao seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.

Onde é encontrada?

A hidroquinona pode ser encontrada em farmácias e drogarias, na forma de pomada, em versão gel ou creme. No entanto, o creme é mais indicado por dermatologistas devido a absorção mais rápida pelo organismo.

A versão gel de hidroquinona também costuma sair mais fácil da pele, especialmente em contato com água e suor. A hidroquinona é vendida na sua forma genérica ou pelos nomes comerciais como por exemplo, Clariderm, Claripel ou Solaquin, podendo ser comprada sem receita médica.

O seu preço pode variar entre R$18,00 a R$30,00, dependendo da região onde estiver sendo vendida.

Conclusões finais

A hidroquinona é uma substância que realmente funciona no tratamento de clareamento de manchas de pele. Ela pode ser bastante eficiente, mas como todo medicamento, deve ser usado com precaução e sob prescrição e acompanhamento médico.

Dessa forma, você não coloca em risco a saúde da sua pele ou do seu organismo evitando reações inesperadas que podem resultar em marcas irreversíveis na pele ou maiores danos à sua saúde.

Com o uso adequado e paciência, pois a sua ação é demorada, os resultados serão obtidos mais rápidos, de forma segura e esperada e a sua satisfação será garantida.

Leave A Reply

Your email address will not be published.