Take a fresh look at your lifestyle.

O que é Escova Inteligente? Tem Formol?

O mundo dos salões de beleza, das clínicas de estética, academias, tudo relacionado a estética corporal, sempre tem uma novidade, um modismo, uma tendência que está causando frisson e só você não sabe. É sempre assim, não é? “Não tá sabendo?! Isso virou febre! Tá todo mundo usando. Não quer experimentar? Faço um precinho camarada para você”. A onda agora é escova inteligente.

Outra escova? Pois é, há a progressiva, que você certamente deve conhecer, a definitiva, a inglesa e agora a inteligente.

Mas o que ela tem de diferente? O que a faz ser considerada “intelectualmente superior” das outras, coitadas, que agora ficam com estigma de “lesadinhas”?

Como saber se a escova inteligente não se trata de outro modismo oportunista que explora a esperança e a ignorância das pessoas?

Sim, como aquelas dietas malucas que resultam apenas em fragilização do estado de saúde e desgosto pela vida, como se alimentar apenas com chá de ervas francesas temperado com filetes de pão integral produzido em dia par em período de lua crescente. Ou, então, com barra de cereal fabricada com grãos coletados por cooperativas familiares indígenas e abençoados por xamãs cantarolantes ou por eflúvios sudoríficos de lontras nicaraguenses adestradas?

Ou daquelas receitas exóticas para hidratar a pele do rosto, como aplicar barro da patagônia amassado pelos pés delicados de virgens em êxtase por adentrar no conservatório de freiras, triturar margaridas guatemaltecas sob o poente de sol brando em campo verdejante ou besuntar a cara com mamão fresco e ser lambida por gatos brancos do Timor leste?

O primeiro passo você já fez que foi o de procurar a respeito de escova inteligente em sites especializados como este antes de se deixar levar pela empolgação das amigas e da dona Maria que esfrega as mãozinhas para receber um dindim a mais e começar a mexer no seu cabelo.

O segundo é continuar com a leitura do presente post que explicará o que significa essa escova, quais suas vantagens e desvantagens, para quais casos é a mais indicada, o que difere da escova progressiva, inglesa, definitiva etc, e absorver as informações aqui expostas, refletir a respeito, conferir junto a opinião de pessoas competentes e de confiança se fazem sentido, se estão corretas.

Fique atenta principalmente no que diz respeito ao uso ou não de formol.

Deve se lembrar da repercussão na mídia, anos atrás, sobre as consequências da manipulação errônea de componentes químicos nos tratamentos capilares, alguns casos acarretaram em sequelas extremas que levaram pessoas a óbito, o que levantou uma série de questões sobre a competência de determinados profissionais para trabalhar com procedimentos estéticos específicos, sobre a responsabilidade das fabricantes de substâncias químicas.

Também listaremos sobre as principais marcas de escova inteligente, os valores do procedimento, os cuidados que se deve ter com o cabelo após a aplicação, se de fato é prejudicial ou não para o couro cabeludo, além de outras curiosidades.

Saiba tudo a respeito desse procedimento tão falado ao longo desse texto.

Sobre as “irmãs mais velhas”

É importante para entendermos o que significa e as diferenças da escova inteligente relembrarmos exatamente o que são as outras versões de escovas mais conhecidas.

Vamos a elas.

Conheça as escovas mais comuns presentes nos salões hoje em dia.

Escova progressiva

Essa escova é um método desenvolvido para alisar os fios, afinar o volume, diminuir o frizz dos fios capilares. É constituída por formol, queratina, silicone e proteína. Chama-se progressiva porque a cada aplicação o efeito de alisamento dos cachos é mais notório.

É necessário cuidado com a frequência do uso desse método para não ocasionar quebra de fios e irritações no couro cabeludo. É um procedimento recomendado para mulheres que têm cabelos crespos e volumosos e contra indicados para as de cabelo afro, pois o método pode danificar os fios.

Escova definitiva

Esse tipo de escova, também conhecido como escova japonesa, é capaz de fazer um alisamento definitivo, pois suas propriedades conseguem abrir as cutículas dos fios e modificá-los estruturalmente de dentro para fora. O efeito que provoca é de cabelo liso chapado.

A duração de seu aplique é de aproximadamente 6 meses, mas é necessário retoques na raiz de cabelo em 3 ou 4 meses, a depender do crescimento, pois os fios alisados não voltam a condição anterior.

Escova inglesa

É uma técnica de hidratação, alisamento, brilho e melhora do visual do cabelo com baixa dosagem de formol. É composta por queratina, aminoácidos, albumina, e outros nutrientes, o que a faz ser uma escova recomendada para hidratar cabelos que se submeteram a procedimentos agressivos, como escova progressiva, tintura etc.

O que é escova inteligente?

Digamos que você esteja no período de transição da infância para a adolescência ou da adolescência para a fase adulta, se olha no espelho em dada manhã e percebe que precisa mudar algo em seu visual, que precisa externar não só em atos, mas em aparência a revolução que transcorre dentro de si, revolução que deseja consolidar-se como algo concreto, que veio para ficar, que não se trata de um evento efêmero.

No entanto, uma preocupação não sai de sua cabeça. Seu cabelo nunca passou por tratamentos sofisticados, agressivos, radicais, qual seria a melhor opção para este caso? Qual opção evitaria um arrependimento incontornável no caso de se arrepender da escolha?

Inteligente, progressiva, inglesa ou definitiva?

E se estiver com vontade de mudar de visual, independente da fase que atravesse, mas ao começar a reparar nas outras opções de tratamento com escova perceber que talvez seja um peixe fora d’água?

Ter a sensação, ao entrar em uma loja, departamento, vagão, de que figura em uma distopia futurista, com todas as mulheres com cabelo chapado, semelhantes, parecendo cópias uma das outras, com pequenas variações, modelos diferentes, mas baseados em um protótipo em comum?

E se considerar que o seu corte talvez preserve personalidade, personalidade que anda cada vez mais em falta? Ou ainda: ter uma impressão negativa quanto a notável artificialidade do resultado do procedimento estético, com os fios esticados ao máximo impossibilitando qualquer tipo de ondulação.

A inteligente seria uma opção viável, trataria-se de um meio termo, preservaria um pouco de naturalidade, personalidade, mesmo que mínima, as madeixas?

Há ainda o impasse de natureza ideológica.

Mesmo que não tenha essa percepção negativa dos resultados provocados pelos tratamentos com escova, de alisamento, talvez advogue que tenta-se implantar uma “ditadura estética”, a imposição de um padrão de beleza baseado em um mundo de bonecas, de Barbies, e que por isso não acha positivo aderir ao que considera uma cultura de pré-conceitos equivocados e nocivos a autoestima de determinadas mulheres.

E nesse caso, novamente nos deparamos com a questão sobre a melhor escolha a se trilhar.

E o que se pode se afirmar é que: sim, esse tipo de escova pode ser um caminho satisfatório para todas as situações descritas.

Vejamos por quê.

A inteligente é vista como uma versão light da escova progressiva, ainda que muitos a definam como uma evolução desta, porque o seu método é menos agressivo, gera o alisamento, mas resguarda um mínimo de naturalidade, evitando o efeito chapado.

Também é eficaz contra fios revoltos, seus componentes hidratam o cabelo garantindo brilho, facilita a escovação e ainda possibilita que possa ser lavado no mesmo dia, até amarrado,  e que pessoas que já tenham utilizado processos químicos no cabelo, como progressiva ou tinturas, possam receber o tratamento sem prejuízo dos fios.

A versão inteligente se demonstra uma boa escolha para as inseguras sobre a mudança de visual, porque o seu efeito é menos prolongado do que o da progressiva, dura, em média, 3 meses e pode ser revertida caso não se satisfaça com os resultados.

Por ser um método menos agressivo do que a progressiva, a escova inteligente não consegue alisar 100% dos cabelos crespos e afros, os deixam apenas mais maleáveis. Se for do desejo obter um visual chapado, inteiramente liso, é recomendável que se opte pelos outros tipos de escovas.

Portanto, essa escova é mais indicada para cabelos frisados e ondulados, mas não significa que seja prejudicial ou visualmente insatisfatório para os demais estilos.

Um dos motivos para que o procedimento seja considerado um método de tratamento, alisamento capilar, menos agressivo do que as outras opções disponíveis no mercado, ou ao menos o que alguns profissionais da área alegam, é de que a técnica não utiliza formol.

Mas será que é isso é um fato? Esse tipo de escova realmente não tem uma fraçãozinha sequer de formol?

Discorreremos sobre a seguir.

A escova inteligente promete deixar os cabelos lisinhos sem agredi-los.

Escova inteligente tem formol?

O contexto em que a escova inteligente surgiu foi na época já citada dos casos extremos do mau uso da substância química conhecida como formol que culminou na morte de algumas pessoas, o que gerou grande repercussão na mídia.

Então os profissionais da área, provavelmente, pensaram em um método alternativo que não usasse, ou diminuísse a dosagem, do formol para reduzir os riscos e atender uma determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) de que tais tratamentos devem conter no máximo 0,2% do produto químico.

Embora não exista uma fórmula padronizada, isto é, uma metodologia de aplicação de escova inteligente universal, aplicado por todos os profissionais do meio, o que ocasiona o advento de diversos modelos, é muito provável que o tratamento tenha, ainda que mínima, uma fração de componente químico, mesmo que não seja propriamente o formol.

Sim, porque, do contrário, se fosse uma técnica 100% natural, seria impossível preservar a estrutura capilar pós-aplicação depois de um banho ou escovada, por exemplo.

Então a resposta é: não se iluda. A versão inteligente pode ter formol ou outra substância química sim, a diferença das demais é que a dosagem é menor, o que diminui riscos de alergias, danificações ou outras complicações mais severas.

Escova inteligente estraga o cabelo?

Na verdade a pergunta a ser feita é: qual escova ou tratamento capilar não danifica o cabelo?

Pense: por menor que seja o índice de produtos químicos, o tempo de secagem, a variação de temperatura, no fim das contas você está colocando agentes químicos no cabelo, está inundando o couro cabeludo, o está fazendo passar por desgastes com altas temperaturas.

É natural, e até lógico, que os fios mais fracos, seja por descuido da manutenção da saúde capilar, seja por resultado de constantes tratamentos, “irão rodar”, coitados, serem extirpados, fragmentados, excluídos da “família”.

O que sempre tem que se levar em contar para evitar desgaste excessivo nos fios, e consequentemente a queda de cabelo, é optar por tratamentos que contenham o mínimo de agentes químicos, que sejam aplicados por pessoas capazes, experientes, que entendam do assunto e que a frequência das aplicações respeite o período mínimo de hidratação, regeneração, refortalecimento capilar recomendado, além de, claro, não descuidar da hidratação dos fios, usando rotineiramente xampus e condicionadores adequados e fazendo a manutenção sempre que necessária.

Há também a possibilidade de que venha manifestar reação alérgica a algum componente da fórmula da escova inteligente, risco presente em todos os outros tipos de escovas, aliás.

Nesse caso, é necessário consultar um dermatologista para identificar exatamente o que está provocando a reação e estudar alternativas de tratamento que se coadunem ao que precisa.

Portanto, para a pergunta se versão inteligente estraga o cabelo, a resposta mais adequada é que todos os tratamentos estéticos podem estragar as madeixas se não forem bem aplicados.

No caso da escova inteligente, o risco de dano irreversível é menor por ser, como já apontado acima, um procedimento menos agressivo em razão da dosagem mínima de formol ou outras substâncias químicas em sua fórmula, o principal fator para que se apresente como uma opção de alisamento temporária, de efeito reduzido.

Cabelos com escova inteligente: como cuidar?

A lógica para cuidar do cabelo depois do procedimento não difere muito dos cuidados que devemos ter para cuidar de nosso corpo.

Para manter o esqueleto em pé e de maneira sadia precisamos alimentá-lo corretamente, hidratá-lo, para que não perca proteínas, responsáveis em manter o sistema imunológico operante, em mantê-lo atento as ações dos vírus e bactérias nocivas, responsáveis em preservar o viço da pele, a energia para as tarefas cotidianas etc.

Com o cabelo, como dito, o processo é parecido. É preciso hidratá-lo com os nutrientes corretos com certa regularidade. No caso de escova inteligente, a recomendação é não utilizar xampu antirresíduos, pois sua ação abre mais as cutículas dos fios desgastando mais ainda o cabelo que acabou de passar por procedimento que requer regeneração.

Outra recomendação ao fazer o procedimento é deixar para outra ocasião fazer mechas no cabelo, aproximadamente 1 mês de intervalo, pois a química na escova prejudica o processo de descoloração. A principal dica é: jamais faça os 2 procedimentos ao mesmo tempo.

Também é uma dica valiosa usar sempre o protetor térmico ao secar o cabelo com o secador, especialmente se for velha de guerra em passar produtos químicos na cabeça ou não tiver os fios bem cuidados. O excesso de ressecamento gera desgaste que tira o brilho e deixa os fios quebradiços. Portanto, nunca abra mão do protetor.

O que resseca também o cabelo e detona os fios e que deve ser evitado após o procedimento é lavar a cabeça com água quente ou morna. Além do ressecamento, água quente proporciona maior oleosidade e acúmulo de caspa.

Evite entrar em piscinas com cloro, outro vilão terrível a saúde das madeixas. Na verdade, o cloro das piscinas não age sozinho para este fim, faz parceria com a água que provoca maior abertura das cutículas dos fios, o que faz com que o a substância química seja absorvida em maior quantidade, o que resulta em fios fracos, quebradiços, sem brilho e mais suscetíveis a queda.

Por fim, outra recomendação de cuidados com o cabelo após o procedimento de escova inteligente é retocar a raiz de 2 em 2 meses. Em alguns casos esse intervalo pode ser maior chegando a 3 meses.

O resultado é incrível!

Os pontos positivos e negativos do procedimento

Pontos positivos

  • Danifica menos o cabelo por ser um método menos agressivo em comparação as outras opções disponíveis no mercado;
  • É uma ótima opção para quem já fez tratamento utilizando outras químicas, seja para progressiva ou tinturas, pois seu efeito mais light provoca menos danos aos fios;
  • Boa alternativa para quem tem cabelo encaracolado e deseja tê-los escovados e com menos frizz;
  • Deixa os cabelos crespos mais maleáveis;
  • Não tem efeito permanente, é temporário. Se não gostar do visual, pode desfazê-lo em poucos meses;
  • Por ter menos substâncias químicas, deixa o penteado mais natural, menos artificializado;
  • É possível lavar o cabelo e até mesmo prende-lo no mesmo dia da aplicação.

Pontos negativos

  • Não é a melhor escolha para quem tem cabelo crespo e deseja um visual com fios totalmente lisos, isto é, com o volume total de fios completamente alongados. Essa escova tem o efeito de apenas fazer um relaxamento. A opção mais viável para este fim é se valer dos tratamentos mais intensos, como a escova progressiva ou definitiva;
  • E independentemente do tipo de cabelo, a escova inteligente não é a melhor recomendação se o objetivo for um penteado permanentemente liso, pois, por ser um método mais suave, por ter menos componentes químicos, a sua ação é de caráter temporário, o tempo estimado de duração é algo em torno de 3 meses.

Marcas de escova inteligente

A seguir listaremos algumas marcas, fazendo breves comentários sobre público recomendado, fórmulas, origem etc. Informamos que todas as marcas citadas estão autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) a comercializar os produtos.

Inoar/G-Hair

A brasileira com mais de 15 anos de mercado, Inoar, é uma marca tradicional em matéria de escova inteligente. Foi incorporada a Ghair, mas como atuou muito tempo como Inoar fazemos a citação das duas para não gerar confusão.

O produto é recomendado para redução de volume, tratamento de fios danificados e crespos.

Portier

A Portier é outra marca tradicional de cosméticos com experiência em produtos desse tipo. Foi uma das poucas marcas a não exceder a presença de formol permitida pela ANVISA, em pesquisa recente promovida pela Proteste, entidade de defesa ao consumidor.

Recomendado para alisamento de cabelos, sem frizz, e reestruturação e realinhamento térmico capilar.

Cadiveu

Marca de escova inteligente para cabelos lisos e controlados por até 3 meses. A sua fórmula contém:

  • Queratina;
  • Arginina;
  • Silicones especiais;
  • Extrato de açaí.

Pode ser usado em todos os tipos de cabelos. Muitas marcas comercializam kits que incluem xampus, condicionadores, selagem térmica e máscara restauradora plástica para auxiliar no tratamento. Por isso, cabe fazer pesquisa para encontrar as melhores ofertas.

Cadiveu é uma das marcas de escova inteligente disponíveis no mercado.

Outras marcas

  • Zap All Time;
  • Gloss Profissional;
  • Maria Escandalosa;
  • Foreverliss;
  • Probelle;
  • Etnik Brasil;
  • Madamelis;
  • Maria Glamurosa.

Preço médio do procedimento

É claro que o preço do procedimento, assim como as demais, pode variar de acordo com o salão, este pode ser novo na praça, contar com profissionais experientes, iniciantes, estar situado em região privilegiada, ser muito ou pouco frequentado e todos esses fatores acabam influenciado no preço a ser cobrado.

Mas é possível identificar um padrão, um preço médio, porque apesar das diferenças não é viável cobrar valor muito díspar da concorrência, primeiro em razão dos custos inerentes do procedimento ao salão de beleza e segundo para não restringir demais o público ou levantar suspeitas injustas sobre a qualidade do serviço prestado.

Outro fator que influencia a questão do preço da escova inteligente em locais especializados é a quantidade e o cumprimento dos fios.

A média identificada nesse Brasilzão de meu Deus varia de R$ 180,00 e R$ 550,00.

Considerações finais

Escova inteligente é um tratamento capilar mais suave, uma versão mais light, menos potente do que a escova progressiva.

Por exemplo, possibilita as facilidades de molhar ou amarrar o cabelo no mesmo dia de aplicação do método sem comprometer o efeito produzido, além de poder ser desfeito em um intervalo de poucos meses, já que por ser uma versão mais suave, por ter menos agentes químicos em sua fórmula, tem efeito inferior, abaixo de outras opções disponíveis no mercado.

O tempo do efeito dura em média 3 meses.

Apesar da dosagem de produtos químicos, como o formal, ser inferior do que os procedimentos estéticos mais usuais, não significa que não contenha tais substâncias. O procedimento não estraga o cabelo, pelo contrário, reduz esse risco por ser menos agressiva. Porém, qualquer procedimento estético, mesmo a escova inteligente, pode causar danos irreparáveis se não for bem administrado ou se o cabelo não for bem hidratado.

Esse conteúdo foi útil para você? Então curta, compartilhe, opine. Aproveite o espaço e a nossa sessão de beleza. Seu apoio é muito importante para nós.

Leave A Reply

Your email address will not be published.