Take a fresh look at your lifestyle.

Como e Quando saber que estou ovulando?

Apesar do nome familiar, o conhecimento referente à ovulação tende a ser superficial e escasso.

“Como saber se estou ovulando?” Essa é uma pergunta comum entre o maravilhoso mundo feminino. Devido à carência de debates acessíveis sobre ovulação, muitos esclarecimentos fogem do conhecimento das mulheres.

É de suma importância discutir tópicos que contemplem questões femininas ainda consideradas tabu. Entre eles, podemos citar não apenas a menstruação, mas também a ovulação feminina.

Você sabe, afinal, no que consiste a ovulação? Apesar do nome familiar, o conhecimento referente à ovulação tende a ser superficial e escasso.

A ovulação pode ser descrita, em suma, como o decurso do óvulo.

O processo é chamado assim quando o ovário libera o dito óvulo, impulsionando seu caminho às trompas de Falópio. Quando a ovulação alcança o fim desse segmento, o óvulo está pronto para a fecundação do espermatozoide.

O resultado disso, como sabemos, é o início de uma gravidez.

Quando a ovulação ocorre?

O processo de ovulação da mulher acontece ao longo do período fértil, especificamente durante o dia mais fértil do período. Nas mulheres com ciclo menstrual regulado e saudável, o dia mais fértil é pontuado no centro do ciclo menstrual.

Nessas circunstâncias, se o óvulo for atingido por um espermatozoide, sua fecundação definirá o princípio de uma gravidez. Do contrário, se o óvulo não for permeado por um espermatozoide, a menstruação acontecerá naturalmente após alguns dias.

Após a ovulação, um óvulo maduro, como é chamado, conserva-se por um espaço de tempo de até vinte e quatro horas. O espermatozoide, dessa maneira, perdura por um intervalo de até três dias, posteriormente gerando a gravidez.

Para as mulheres que fazem uso de anticoncepcionais, é preciso abrir exceções. O efeito da medicação impede a ovulação, impossibilitando a fecundação do óvulo e, logo, a concretização da gravidez.

Outra dúvida tão comum quanto “como saber se estou ovulando?” diz respeito ao período fértil e a ovulação. Ambos, tanto ovulação quanto período fértil, acontecem ao mesmíssimo tempo.

De forma biológica, e até mesmo um pouco lúdica, essa conciliação significa que o corpo feminino está pronto para conceber um bebê.

Quando você está ovulando, é o melhor período para engravidar.

Sintomas da ovulação

Aquelas mulheres que estão ovulando apresentam alguns sintomas similares, de forma que alguns sinais podem guiá-las quando surgir a dúvida sobre “quando saber se estou ovulando?”. Dentre eles, os sinais mais comuns incluem:

  • Alterações da secreção vaginal;
  • Alterações da libido sexual;
  • Alterações da temperatura do corpo;
  • Alterações no apetite;
  • Alterações da sensibilidade emocional.

Para entendermos melhor os sinais que marcam o princípio do período fértil, vamos conhecer alguns tópicos detalhados que ajudarão a responder a questão “quando saber se estou ovulando?”.

Alteração na secreção vaginal

Uma alteração comum ao longo do período fértil diz respeito à secreção vaginal.

Segundo especialistas, o aspecto dessa secreção remete à aparência de uma clara de ovo. Se você notar esse curioso aspecto em sua secreção vaginal, esse provavelmente será um indicativo de que você está em seu período fértil.

Aumento na temperatura do corpo

Os aumentos de temperatura também se configuram como um indício de que a mulher está atravessando o seu período fértil. A temperatura corporal da maioria das mulheres tende a ser estável desde o momento em que despertam até o horário em que retornam para a cama.

Contudo, durante a aproximação do período fértil, essa temperatura tende a oscilar de forma não-convencional. A mulher tende a experimentar quedas de temperatura seguidas de súbitos e novos aumentos ao longo do dia. Esse aumento inesperado pode ser interpretado como as “boas vindas” da ovulação: ela está alertando sua chegada ao corpo através da temperatura.

Para as mulheres que querem acompanhar a temperatura corporal, é indicado medi-la diariamente após acordar. Com esse ponto de partida na medição, você poderá responder “como saber se estou ovulando?” com maior propriedade.

Alterações no colo do útero

Durante a ovulação, o colo do útero também apresenta algumas alterações. Se a mulher não tem o hábito de examinar o colo do útero, essa pode ser uma dica valiosa para reconhecer a chegada da ovulação.

No decorrer da ovulação, a tendência do colo do útero é marcada por uma textura mais aberta, úmida, macia e alta. Com o costume de tocar o colo do útero aplicado à rotina, a mulher aprenderá a diferenciar as alternâncias no colo do útero.

Dor abdominal

Um quarto sintoma comum é uma dor ou incômodo abdominal no lado esquerdo ou direito da pélvis.

O indicativo pode ser comparado à sensação que mulheres apresentam durante as cólicas menstruais. Somado ao restante dos indícios, a dor abdominal pode ser um sinal de que a ovulação foi iniciada.

A dor abdominal é um dos sintomas da ovulação.

Leve sangramento

A ovulação pode trazer consigo leves e pequenos sangramentos. Não tão perceptíveis quanto o menstrual, tampouco tão discreto quanto um corrimento vaginal, o sangramento é um meio termo. Ele pode ser distinguido por uma cor mais ferrosa que, apesar de opaca, é incomum para secreções comuns.

Apesar de não inspirar preocupação, o leve sangramento não é uma regra para todas as mulheres. Em algumas, o sangramento pode ser tão apagado que sua percepção se torna improvável.

Aumento de sensibilidade na região mamária

Durante a ovulação, é comum as mulheres apresentarem uma sensibilidade aguçada na região dos seios. A tendência é que a ovulação torne a área mais suscetível a dores e estímulos.

Aumento na libido sexual

Por questões biológicas e reprodutivas, a libido da mulher costuma se tornar mais elevada durante o período fértil.

É comum que as mulheres experimentem um aumento significativo no desejo sexual. Isso acontece devido às cargas de hormônios liberadas ao longo da fase de ovulação.

Teste de ovulação positivo

Para um acompanhamento mais preciso e prático, você poderá realizar um teste de ovulação.

O teste de ovulação consiste em detectar possíveis aumentos de (LH), ou seja, através da medição do hormônio luteinizante. O hormônio surge cerca de um a dois dias antes da ovulação e o teste é feito através da urina da mulher.

Se o resultado do teste for positivo, isso representará que a tão esperada ovulação ocorrerá dentro de vinte e quatro a trinta e seis horas.

Portanto, os três dias que sucedem o resultado positivo são os dias em que a mulher ganha chances expressivas de engravidar, sendo a melhor fase para ter contatos sexuais.

Qual a diferença entre período fértil e ovulação?

Embora sejam praticamente o mesmo e possam ser confundidas, existem algumas diferenciações “técnicas” entre os termos.

A ovulação ocorre durante o período fértil, não contemplando ou acompanhando todo o espaço em que ele consiste. Sem essa ovulação, o período fértil seria inexistente, logo, a gravidez não seria provável.

A ovulação é feita quando o óvulo está maduro no interior do ovário, que se certifica de transferi-lo diretamente para as trompas de Falópio. É lá onde os óvulos aguardaram os espermatozoides para inseminação.

Se a mulher não utiliza métodos contraceptivos, sejam eles camisinhas ou anticoncepcionais, há chances de ocorrer a fecundação. Essa fecundação é dada do encontro do óvulo com o espermatozoide, sendo em seguida enviados para o útero. Uma vez presentes no útero, uma nova gestação é iniciada.

Esse processo completo é transcorrido durante essa fase que chamamos de “período fértil”. Caso a mulher tenha ciclos menstruais regulares de vinte e oito dias, a ovulação tenderá a acontecer, em média, quatorze dias após o primeiro da chegada da menstruação.

Em casos de níveis de estresse, ansiedade ou hormônios alterados, a ovulação pode acontecer fora do período calculado. Por isso, esteja atenta à sua saúde e aos sinais enviados para seu corpo.

Seu corpo envia sinais quando algo está acontecendo, portanto, fique atenta.

Como saber se estou ovulando pelo muco?

Para quem se questiona “como saber se estou ovulando?”, uma dica preciosa é observar o muco.

No princípio do ciclo menstrual feminino, a mulher lida com um sangramento saudável e normal. Após esse período de menstruação, é natural que a mulher se sinta mais seca, com ausência de secreção por dias a fio.

Passado isso, será possível reparar em corrimentos de consistência pegajosa e tom opaco. Pelo tempo em que esse “muco” se fizer presente, será muito improvável que a mulher engravide.

Contudo, conforme a ovulação se aproxima, esse muco se torna mais gosmento, com um aspecto de transparência e elasticidade. Essa secreção, chamada de “clara de ovo” devido à sua similaridade com o alimento cru, é mais excessiva do que os corrimentos habituais.

Essa espécie de muco é mais promissora quando o assunto é a concepção de um novo bebê. A sua particularidade mais abundante, oleosa e resvaladiça favorece a transição de espermatozoides até o útero. Lembre-se que é lá que o espermatozoide enfim se unirá ao óvulo, dando o pontapé de entrada para o processo de gravidez.

Portanto, esteja atenta! No último dia de duração do corrimento, isto é, do muco com espessura de clara de ovo, você estará mais fértil. De acordo com profissionais, esse se configurará como a véspera ou o dia D da ovulação. 

Calculadora para saber se estou ovulando

As mulheres que se perguntam “como saber se estou ovulando?” podem contar com alternativas modernas e tecnológicas, que simplificam a vida em poucos cliques. Para calcular o dia exato e pontual da ovulação, você pode realizar um cálculo matemático bastante simples.

O cálculo pode ser resolvido através de sites especializados, ou seja, calculadoras de ovulação online. Os elementos dessa conta são descomplicados e pra lá de práticos.

Primeiramente, é preciso que tenha conhecimento sobre a duração do seu ciclo menstrual. Em outras palavras, do intervalo de tempo mensal entre uma menstruação e outra.

Com essa informação, você poderá efetuar um cálculo básico, subtraindo quatorze dias da duração completa do seu ciclo. Com o resultado em mãos, e mais três dias, antes e depois, sua ovulação será revelada com precisão.

Vamos conferir um exemplo prático: o ciclo menstrual de Maria soma trinta dias. No dia 1º de novembro, Maria marcou no calendário a chegada da sua menstruação. Dito isso, trinta subtrai quatorze e resulta em dezesseis. Os dezesseis são somados aos dia que Maria menstruou, 1º de novembro. Isto é, o período fértil de Maria acontecerá entre os dias quatorze e dezenove de novembro.

Lembre-se: caso seu ciclo menstrual for desregulado, essa estratégia não será eficaz para você. O engenho do cálculo só se aplica às mulheres de ciclo menstrual preciso, pois apenas desse modo o resultado será acertado.

Durante a ovulação é o melhor período para manter relações sexuais com o objetivo de engravidar.

Como posso saber se estou fértil?

Como visto, o acompanhamento do período fértil é feito através de algumas observações e conhecimentos prévios.

A melhor forma de realizá-lo é estando atenta ao ciclo menstrual e aos indícios que o corpo apresenta nesse período do mês. Alteração na libido, apetite, secreção vaginal e temperatura são os principais indicativos da aproximação do período fértil.

A fase tem duração de 6 dias e se repete mensalmente, até atingir a menopausa.

Saber identificar seu período fértil é essencial para quem está tentando engravidar. Afinal, as relações íntimas tendem a somar mais chances de acarretar em uma gravidez quando acontecem durante o período fértil.

Qual a melhor época do mês para engravidar?

Depois de todas estas dúvidas sanadas sobre “como saber se estou ovulando?”, algumas mulheres podem se perguntar se este é o melhor período para engravidar.

De acordo com profissionais da área, o intervalo ideal para engravidar se encontra entre o décimo primeiro e décimo sexto dia pós-menstruação.

Para tentativas bem-sucedidas, é recomendado usar todos os métodos de controle de ovulação, atentando-se aos sintomas e inutilizando os contraceptivos. O cálculo do período fértil é essencial para mulheres que estão tentando engravidar.

Para otimizar ainda mais as chances, é indicado que a inseminação ocorra no princípio do período fértil. Isso porque os óvulos resistem, em média, cerca de doze a quarenta e oito horas. Todavia, os espermatozoides são capazes de sobreviver por um período de tempo mais significativo.

Assim sendo, se a relação sexual ocorrer com alternância de dias, no decorrer de toda a fase fértil, a mulher contará com chances maiores de engravidar. Afinal, os espermatozoides usados para fecundação dos óvulos ainda estarão ativos durante a ovulação.

Conclusão final

Depois de todos os esclarecimentos, a dúvida “como saber se estou ovulando?” está mais do que sanada, não é? Aproveite as dicas para acompanhar seu corpo e compreender melhor seus sinais!

Leave A Reply

Your email address will not be published.