Take a fresh look at your lifestyle.

Como Clarear a Vagina? Veja nossas dicas!

Cada vez mais mulheres saem em busca de dicas de tratamentos para melhorar a aparência e levantar a autoestima, sejam procedimentos estéticos ou receitas naturais. Há pouco, esses tratamentos se limitavam apenas à face, cabelos e a determinadas áreas do corpo. Porém, com o rápido avanço das tecnologias, hoje é possível tratar e melhorar a estética do corpo inteiro, como clarear a vagina, a virilha e o ânus, por exemplo.

Achou graça? Pois saiba que o escurecimento vaginal e de outras partes íntimas está entre as principais queixas de mulheres nos consultórios de dermatologia e clínicas de estética. Isso porque essa condição provoca muitos incômodos e impacta de forma negativa na autoestima da mulher, causando uma série de problemas, inclusive nas relações sexuais.

Ao contrário que muita gente pensa, o escurecimento vaginal e de outras partes íntimas como a virilha e o ânus, não está associado à falta de higiene, cuidados íntimos ou frequência das relações sexuais. Na maioria das vezes, ele é causado pela hiperpigmentação na região devido a uma quantidade alta de melanina, mas também pode ter outras causas como gravidez, envelhecimento, obesidade, atrito, entre outras.

Se você andou reparando que a sua pele nessas regiões andam mais escuras que outras partes do corpo, não se preocupe. Hoje existem diversos tipos de tratamentos desde peeling genital e anal ao fotorejuvenescimento íntimo, além de receitas naturais que ensinam como clarear a vagina, virilha e outras partes íntimas sem causar nenhum dano à saúde.

Neste post, vamos abordar todas as causas do escurecimento das partes íntimas, suas formas de tratamento e ainda dar dicas de receitas naturais de como clarear a vagina e região íntima feminina com eficiência. Assim, quanto antes você começar o tratamento de clareamento, melhores serão os seus resultados!

Confira!

O que é escurecimento vaginal?

como clarear a vagina
O escurecimento da pele das partes intimas e mais comum que se imagina.

O escurecimento vaginal é um processo que resulta no escurecimento da pele da vagina e em comparação à pele do resto do corpo. É muito comum acontecer também em outras partes íntimas como a virilha e o ânus.

Segundo dermatologistas da SBD – Sociedade Brasileira de Dermatologia, isso é bastante comum entre mulheres de pele morena e negra, principalmente acima do peso, mas também pode acometer as mulheres brancas.

O problema é bem mais comum do que se pensa e, na maioria dos casos, é parte de um processo fisiológico natural do organismo. Isso porque a região íntima apresenta uma maior atividade pigmentar e um número maior de receptores hormonais que estimulam a hiperpigmentação da pele na região.

Essa hiperpigmentação é provocada pelo aumento na produção de melanina, substância responsável pela cor da pele e seu bronzeamento, na região e pelo seu acúmulo, podendo ser desencadeado por diversos fatores diferentes.

Causas do escurecimento vaginal

A hiperpigmentação da vagina e outras partes íntimas está relacionada à uma série de fatores e condições diferentes como as à seguir:

  • Gravidez: alterações hormonais neste período estimulam a produção e acúmulo de melanina na região da vulva e vagina, provocando seu escurecimento;
  • Contraceptivos hormonais: causam alterações hormonais que aumentam a produção de melanina e escurecem a pele da região;
  • Obesidade: o sobrepeso pode causar alterações hormonais que estimulam a hiperpigmentação da região;
  • Depilação íntima frequente: as lâminas e a cera quente sensibilizam a pele e podem encravar os pelos, inflamando a região favorecendo o escurecimento. Além disso, a lâmina de metal pode causar alergia escurecendo o local;
  • Atrito e fricção: roupas apertadas e excesso de peso aumentam o atrito e a fricção da pele contribuindo para o escurecimento da vagina;
  • Infecções e inflamações na região: podem escurecer a pele;
  • Envelhecimento: o envelhecimento natural do organismo faz com que as celulas mortas se acumulem e ressecando a pele e escurecendo;
  • Doenças: algumas condições de saúde, como o diabetes, doença de Addison, distúrbios do fígado, doenças dermatológicas, doenças endocrinológicas, doenças hereditárias, por exemplo, podem causar aumento da produção de melanina.
  • Medicamentos, substâncias químicas e metais: quando aplicados na pele, engolidos ou injetados podem causar hiperpigmentação (Amiodarona, Hidroquinona, Medicamentos antimaláricos, Antibióticos tetraciclinas, Fenotiazinas, Medicamentos para quimioterapia, Antidepressivos tricíclicos, Metais pesados como prata, ouro e mercúrio).

Como prevenir o escurecimento vaginal

como clarear a vagina: prevencao
Nao ha como prevenir o escurecimento da vagina, mas ha como clarear a vagina.

Na verdade, não há como prevenir o escurecimento vaginal, pois a produção e acúmulo de melanina na região íntima é um fator natural e hormonal. No entanto, existem algumas mudanças de hábitos que podem ajudar a controlar o problema e até tratamentos de clareamento na região.

Para evitar o atrito da pele na região, não use roupas muito apertadas ou de tecidos grossos com muita frequência. O mesmo vale para as roupas íntimas, que devem ser confortáveis, sem elásticos apertados e tecidos sintéticos que não deixam a pele respirar.

Evite a depilação íntima frequente com cera ou lâmina na região íntima para não irritar a pele e causar um escurecimento maior na região. O ideal é optar por depilação definitiva e não expor a área ao sol.

Apesar do incômodo estético, a vagina escura não é considerada um problema de saúde, principalmente se não acompanhar outros sintomas (coceira, desconforto, dor, secreção ou odor estranho).

No entanto, se isso começar a afetar a sua autoestima e te privar de momentos de prazer e lazer, converse com o seu ginecologista sobre os procedimento estéticos de clareamento e correção disponíveis.

Tratamentos para clarear a vagina escura e outras partes íntimas

como clarear a vagina: tratamentos
Existem muitos tratamentos eficazes que ensinam como calrear a vagina.

Como vimos, a vagina escura ou outras partes íntimas é bastante comum e normal entre as mulheres. No entanto, se esse escurecimento te incomoda e afeta a sua autoestima, existem procedimentos estéticos e receitas naturais que podem ajudar a minimizar o problema.

Os tratamentos mais comuns são feitos com cremes à base de ácidos clareadores para inibir a produção de melanina, laser ablativo e não-ablativo e os peelings. Mas antes de você fazer a sua escolha, leia abaixo alguns prós e contras do clareamento das partes íntimas.

Leia tambem: Ardencia na vagina: O que pode ser

Prós e contras do clareamento

  • Em geral, as partes íntimas possuem a pele extremamente mais fina e alta sensibilidade;
  • O efeito dos cremes, assim como tonalidade de clareamento, varia muito para cada mulher;
  • Uma das substâncias mais usadas é a hidroquinona (em geral aplicada em manchas faciais), que apesar de estar no mercado há algum tempo, ela possui substâncias cancerígenas quando aplicada a longo prazo, sendo proibida em muitos países;
  • Existem outras substâncias clareadoras consideradas mais seguras como os ácidos kójico, fítico e fólico, porém de ação mais lenta e resultados com efeitos menores;
  • O processo de clareamento deve ser feito sob orientação médica, principalmente o uso de cremes clareadores vendido nas farmácias, que podem gerar reações adversas.

Tratamentos estéticos para clarear a região íntima

Dentre os procedimentos estéticos, o peeling genital é uma das soluções mais populares, pois promove uma esfoliação da pele na área afetada, promovendo a renovação celular, melhora na textura, elasticidade, hidratação e cor da vagina. Uma outra opção é o clareamento a laser, que atua na vulva, na virilha (parte interna das coxas) e ânus.

Vamos à eles abaixo:

1 – Peeling genital e anal

O procedimento é feito através de um peeling químico que mistura ácido retinóico, mandélico e glicólico, a fim de promover a despigmentação de toda a região íntima, desde a virilha até a região dos lábios na vagina e região anal.

O tratamento é indicado para quem quer clarear toda a região íntima, como virilha, vagina e ânus, através de três a seis sessões, de 45 minutos, com 30 dias de intervalo entre cada uma.

Durante o tratamento recomenda-se evitar relações sexuais nos primeiros três dias após cada sessão, não sendo recomendado a quem possui alergia a algum dos ácidos utilizados.

2 – Fotorejuvenescimento íntimo

O fotorejuvenescimento íntimo é feito através de um aparelho que promove o clareamento e o estimula a produção de colágeno na região através da emissão de luz pulsada. Durante o procedimento, os feixes de luz quebram a melanose (pontos escuros pela hiperpigmentação) e promovem a renovação celular pela indução do colágeno.

O procedimento é indicado para quem quer clarear a vagina e região íntima, mas possui hipersensibilidade aos peelings químicos, por exemplo. Para tanto, serão necessárias seis sessões, a cada 30 dias, com duração de uma hora cada uma.

3 – Fotodepilação íntima

Assim como no fotorejuvenescimento íntimo, a fotodepilação também utiliza um aparelho que emite luz pulsada, só que com ponteira especial. Nesse caso, o disparo atinge os bulbos capilares presentes na região da vagina, eliminando por completo pelos encravados e impedindo o crescimento de novos.

O procedimento é indicado para quem sofre com pelos encravados na região íntima ou que procuram uma solução definitiva para a depilação, a fim de evitar o escurecimento da região por causa dela.

Para tanto, serão necessárias de seis a dez sessões, com intervalo de 30 dias entre cada uma, tendo que evitar a exposição solar durante todo o decorrer do tratamento.

4 – Radiofrequência

A radiofrequência é feita com um aparelho de frequência tripolar que emite energia em forma de calor (40 graus), que provoca uma retração e um efeito anti flacidez na área genital externa (pequenos e grandes lábios).

O procedimento é indicado para quem deseja tratar a flacidez da vagina apenas na área externa, sem alterar o canal vaginal. Para tanto, serão necessárias de três a seis sessões, com uma semana de intervalo.

A vantagem do procedimento é ser indolor e não precisar de anestesia, além de não ser preciso evitar relações sexuais.

5 – Rejuvenescimento genital com laser fracionado

O rejuvenescimento genital com laser fracionado é feito através de um aparelho de laser de CO² fracionado com ponteira intravaginal, que provoca uma retração e melhora na flacidez das partes íntimas, melhorando o aspecto dos pequenos e grandes lábios e estreitando o canal vaginal.

O procedimento é indicado à mulheres que foram submetidas ao parto normal, que estejam chegando na menopausa ou que sofrem com uma diminuição no tônus muscular vaginal, tanto interno quanto externo.

Para tanto, serão necessárias, em média, até três sessões, dependendo de cada caso, em um intervalo de 30 a 45 dias para cada sessão, tendo que evitar as relações sexuais nos primeiros cinco dias após o procedimento. Além disso, uma revisão após dois ou três anos ‘e necessária.

Receitas caseiras para clarear a vagina e a região íntima

Vamos passar algumas receitas que levam alguns ingredientes naturais ou de baixo custo, para ensinar como clarear a vagina e a pele de outras partes íntimas. No entanto, vale lembrar que todo clareamento exige cuidados especiais com a pele, que acaba ficando mais sensível. Além disso, durante o período do tratamento não exponha a região ao sol.

1 – Como clarear a vagina com Bicarbonato de Sódio

O bicarbonato de sódio é facilmente encontrado em farmácias e excelente para clarear a pele, pois remove as células mortas, limpa, renova as células, regenera os tecidos e descongestiona os poros.

Além disso, é um poderoso fungicida e bactericida, protegendo as partes íntimas desses agentes maléficos. O bicarbonato de sódio também pode ser ser misturado ao leite de rosas, devido as mesmas propriedades de renovação celular e de clareamento.

Basta misturar 2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio à 1 colher de chá de água ou leite de rosas até obter uma textura pastosa consistente.

Aplique a mistura na região e deixe agir por cerca de 10 minutos. Em seguida, enxágue com água morna, até retirar toda a mistura da pele e repita o mesmo procedimento 2 vezes por semana.

2 – Como clarear a vagina com Iogurte Natural

O iogurte natural é ótimo para clarear a vagina e as partes íntimas, pois hidrata, nutri a pele, remove células mortas e equilibra a tonalidade.

Basta aplicar 1 a 3 colheres de sopa de iogurte natural na região íntima, massageando bem até a pele absorver o produto. Deixe agir por 20 minutos e em seguida, enxágue bem com água morna, repetindo o tratamento duas vezes na semana, até notar o clareamento desejado.

3 – Como clarear a vagina com Babosa

A babosa é uma planta medicinal de muitos benefícios para a pele e os cabelos. Não é à toa que ela é ingrediente presente em diversos cosméticos. A babosa no rosto é também muito conhecida por suas propriedades cicatrizantes e por acelerar o processo de regeneração da pele. Além disso, é capaz de acalmar queimaduras, equilibrar a pele, mantendo-a hidratada, macia e ainda protegê-la de fungos e bactérias.

Sendo assim, a babosa é um ingrediente rico em nutrientes e vitaminas essenciais para a saúde cutânea e também excelente para o clareamento da pele e manutenção da sua tonalidade e na diminuição dos pelos pubianos.

Para o clareamento, basta retirar o gel da babosa em uma quantidade suficiente para 2 colheres e aplicar na área que deseja clarear, massageando suavemente. Deixe agir por 20 minutos e em seguida, lave com água e sabonete para retirar todo o excesso do gel. Repita o tratamento de duas a três vezes por semana, até obter o clareamento desejado.

4 – Como clarear a vagina com Limão

Todo mundo sabe que o limão quando exposto ao sol em contato com a pele causa queimaduras e manchas. O que muita gente não imagina é que também pode ser muito útil no clareamento da pele.

Isso porque o ácido do limão é capaz de penetrar na camada superior da pele e equilibrar a cor natural da pele, removendo todas as células mortas que causam o escurecimento.

Para o processo de clareamento, basta espremer o suco de um limão e embeber um pedaço de algodão para aplicar a solução na área que deseja clarear em movimentos circulares, esfregando por alguns minutos. Em seguida, deixe agir por aproximadamente 20 minutos e depois lave a pele como de costume.

5 – Como clarear a vagina com Pepino

A “máscara de pepino” já é bem popular quando aplicada no rosto, pois suas propriedades hidratam, amaciam, equilibram a tonalidade e deixam um aspecto refrescante na pele, além de deixá-la sedosa e muito mais firme e suave.

Assim, não podia ser diferente quando aplicada nas regiões íntimas para clarear a vagina, por exemplo. Para o clareamento, basta descascar 1 pepino médio e cortá-lo em pedaços menores para bater no liquidificador por alguns minutos, até obter uma consistência fina e líquida.

Em seguida, aplique a “pastinha” de pepino na vagina ou na área desejada em movimentos circulares, massageando bastante. Deixe a pele absorver os nutrientes pelo máximo de tempo possível e lave como de costume em seguida. Repita a aplicação de uma a duas vezes por dia, até atingir os resultados desejados.

6 – Como clarear a vagina com Açafrão-da-terra, pepino e limão

Outra mistura poderosa para o clareamento da região vaginal é a açafrão da terra, pepino e limão. Basta você misturar meio pepino sem casca, o suco de um limão e uma pitada de açafrão-da-terra até obter uma textura de pomada.

Em seguida, aplique a mistura na região duas vezes por semana e deixe agir por aproximadamente 15 minutos. Depois é só lavar a área como de costume. Ela pode ser usada também para clarear outras áreas do corpo, como joelhos, axilas e cotovelos.

Gostou de saber como clarear a vagina e outras e outras áreas íntimas? Então, agora tente cuidar melhor da saúde do seu corpo, pois a estética pode até ser importante para a autoestima, mas a saúde é essencial para se viver bem.

Fazer as pazes com o seu corpo e se permitir conhecer melhor é um ato de empoderamento, sendo assim, tanto a saúde íntima como a saúde do organismo em geral são importantes para continuarmos quebrando os tabus e vivendo melhor, nos amando exatamente como somos, independente de padrões.

Leave A Reply

Your email address will not be published.