Take a fresh look at your lifestyle.

Canela de Velho Contra Indicações: Efeitos Colaterais

Popularmente difundida como medicamento “milagroso” para o tratamento de dores nas articulações e problemas reumatológicos, a canela-de-velho é uma planta medicinal muito comum no Nordeste brasileiro, que possui muitos fitoquímicos anti-inflamatórios em suas folhas. No entanto, a sua utilização requer moderação, e por isso é preciso avaliar com cuidado a canela de velho contra indicações antes de aderir ao tratamento.

Apesar dos seus inúmeros benefícios serem motivo de vários estudos ao longo desses anos, a canela de velho pode oferecer riscos à saúde por conter uma alta concentração de alumínio absorvido do solo do Cerrado. Além disso, é preciso respeitar o limite diário de consumo da planta para que a sua ação não seja tóxica ao organismo.

Sendo assim, para que não hajam dúvidas quanto às suas contribuições na medicina popular, vamos analisar mais a fundo no artigo abaixo, todos os benefícios da canela de velho, contra indicações e efeitos colaterais, para que você não corra nenhum risco com o seu tratamento.

Confira!

Afinal, o que é canela de velho?

canela de velho contra indicações: nativa do nordeste não deve ser consumida em excesso.
A canela de velho é uma planta medicinal nativa do Nordeste brasileiro.

A canela de velho, é o nome popular dado à Miconia albicans que pertence à família Melastomataceae, uma planta planta arbustiva (de 0,7 a 3 m de altura) também conhecida como quaresmeira-de-flor-branca. Ela é originária da região Nordeste do Brasil, sendo encontrada facilmente nos estados da Bahia e Sergipe.

No entanto, existem outras plantas também popularmente conhecidas como canela de velho, como a Cenostigma macrophyllum Tul., a Acuminata ou Caneleiro, um árvore muito comum no Paraná.

Por isso, é muito importante saber identificar o nome científico correto da planta para não confundí-la com outras.

Suas propriedades anti-inflamatórias, analgésicas e anti-microbianas, entre outras, a tornaram famosa como medicamento natural no tratamento alternativo para dores nas articulações e problemas reumatológicos (artrites, artroses e reumatismo).

Canela de Velho – Ficha técnica

  • Nome científico: Miconia albicans
  • Família: Melastomataceae
  • Nome popular: Canela-de-Velho
  • Partes usadas: Parte aérea da planta (folhas)
  • Princípio ativo: Flavonóides e compostos triterpênicos (ácido oleanólico e ácido ursólico)
  • Propriedades medicinais: Anti-inflamatória, analgésica (anti-nociceptivo), antioxidante, antimutagênica, antimicrobiana, antitumoral, hepatoprotetora, tônica digestiva
  • Tratamento terapêutico: Artrose, artrite reumatóide, fibromialgia, dores e inflamação das articulações, dores na coluna, bursite, redução de radicais livres, purificação do sangue, reumatismo, tendinite e muito mais.

Canela de velho: Contra Indicações

Canela de velho contra indicações: o tratamento deve obedecer as dosagens.
Canela de velho contra indicações: o tratamento deve obedecer as dosagens.

É verdade que as plantas medicinais possuem alto poder de cura, prevenção ou de amenizar os sintomas de diversos tipos de doenças que acometem os seres humanos. Tanto é que muitos medicamentos da medicina convencional são elaborados a partir de princípios ativos de plantas naturais.

No entanto, é preciso ter cuidado ao utilizar qualquer planta medicinal, mesmo que natural, como medicamento, para evitar os risco de contaminação ou intoxicação.

Estudos recentes sobre a canela de velho

Existem alguns estudos recentes, porém ainda não divulgados oficialmente pelo Instituto Florestal na UNESP – Assis, que afirmam que a canela de velho (Miconia albicans) pode oferecer riscos à saúde ao ser ingerida em forma de chá ou qualquer outro uso.

Segundo os pesquisadores, a canela de velho possui um grande capacidade de absorver o alumínio presente no solo do Cerrado, onde é geralmente encontrada na natureza. Dessa forma, a canela de velho se torna altamente tóxica, por conter grandes quantidades desse metal pesado que o nosso organismo não consegue absorver corretamente.

Normalmente, os metais pesados podem ser muito maléficos ao corpo humano, e por isso a canela de velho deve ser consumida com bastante cautela para que não provoque efeitos tóxicos no organismo.

O importante é respeitar sempre o limite de consumo diário da planta, mantendo as medidas e modo de preparo conforme a indicação médica, nunca ultrapassar a quantidade prescrita para não afetar o sistema digestivo. Isso porque em excesso, os fitoquímicos presentes na planta são capazes de gerar lesões nas células do fígado, prejudicando seu funcionamento.

Além disso, é preciso uma reformulação do uso da canela de velho a fim de se criar um processo para extrair o alumínio presente na planta antes de ser consumida.

O que diz a Anvisa

A Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, tem trabalhado na fiscalização do produto, a fim de proibir a fabricação, distribuição e comercialização do medicamento que não possua registro, notificação, cadastro ou autorização de funcionamento pela Agência.

Isso porque alguns produtos contêm em sua formulação a planta Miconia albicans desidratada e triturada, no entanto não é possível esclarecer qual é a parte da planta utilizada para a confecção do chá com indicações terapêuticas.

Benefícios da Canela de Velho

Canela de velho contra indicações: A canela de velho pode ser ingerida em forma de chá para tratar dores nas articulações e conter os inchaços.
A canela de velho pode ser ingerida em forma de chá para tratar dores nas articulações e conter os inchaços.

Apesar da canela de velho contra indicações, quando utilizada da maneira adequada, o seu chá tem ação anti-inflamatória, analgésica, antioxidante, antimicrobiana, antitumoral hepatoprotetora e tônica digestiva.

As suas indicações mais comuns de utilização são para o tratamento alternativo para a artrose, artrite reumatoide, fibromialgia, dores e outras inflamações das articulações. Para saber como aliviar dores na coluna e articulações, leia O que é Quiropraxiae para que serve? Preço

Devido ao seu grande poder anti inflamatório, a canela de velho também pode ser utilizada no tratamento de torções, torcicolo, dores na coluna, bursite, tendinite, combate aos radicais livres, purificação do sangue e muito mais, desde que obedecidas as suas precauções de uso.

Sendo assim, os benefícios da canela de velho podem ser, a seguir:

1. Alivia as dores articulares

De acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia – SBR, as doenças articulares como a artrose e a osteoartrite (artrite), assim pertencem ao grupo dos reumatismos, e representam cerca de 30% a 40% das consultas nos ambulatórios.

A artrose se dá devido ao envelhecimento natural das articulações, e a osteoartrite é a inflamação dessas articulações. Essas doenças desgastam a cartilagem das articulações e provocam alterações ósseas, fazendo com o que os ossos entrem em atrito entre si.

Os riscos de desenvolvimento dessas doenças aumentam com a idade (a partir dos 60 anos), e afetam principalmente as mulheres (mãos e joelhos), mas os homens também podem desenvolver (coxofemoral).

A canela de velho pode regenerar as cartilagens que revestem os ossos, diminuindo o impacto entre eles, e amenizar as dores. A planta também tem ação antinociceptiva, que reduz a percepção e transmissão de estímulos cerebrais que causam a dor.

2. Combate os radicais livres

Os radicais livres são os principais responsáveis pelo envelhecimento precoce das células e precisam ser combatidos para não causar danos à saúde por excesso.

A canela de velho tem ação detox no sangue e também em outros órgãos, purificando e aumentando a oxigenação, promovendo inclusive um aumento na libido e agindo como um potente estimulante sexual.

3. Contribui para a circulação

Ao promover uma melhora significante da circulação sanguínea, a canela de velho também é capaz de controlar e prevenir o diabetes, pois é capaz de controlar os níveis de glicose no sangue, reduzindo a taxa glicêmica através da melhora no aparelho circulatório. Dessa forma, ainda combate doenças cardíacas e renais.

4. Auxilia a digestão

Além de sua ação anti-inflamatória e antimicrobiana, a canela de velho também possui muitos nutrientes de ação tônica digestiva, que agem diretamente no estômago contribuindo para o seu funcionamento e evitando doenças estomacais, intestinais como diarreia, gastrite, etc.

Dessa forma, a canela de velho pode melhorar azias, má digestão, refluxo e dores de estômago.

5. Contribui para redução do câncer

Apesar de não haver estudos relacionados a cura do câncer, a canela de velho é capaz de diminuir a velocidade de crescimento de alguns tumores. Da mesma forma, pessoas que consumiram a canela-de-velho regularmente, por um certo período de tempo, apresentaram um índice reduzido de casos de câncer.

Além dos benefícios citados acima, a canela de velho também pode auxiliar no tratamento para diminuir a gordura no fígado devido a sua ação detox. Além disso, a planta também combate o parasita Trypanosoma cruzi, causador da doença de Chagas.

Como utilizar a canela de velho

canela de velho contra indicações:  O chá da canela de velho deve ser feito apenas com as folhas secas.
O chá da canela de velho deve ser feito apenas com as folhas secas.

Apesar da canela de velho contra indicações, a planta pode ser ser utilizada em forma de chá, podendo ser consumido frio ou gelado, ou para fazer banhos e compressas nas regiões afetadas pelas dores.

Todo o processo de tratamento pode variar de acordo com a pessoa e do estágio da doença. No entanto, há quem já obtenha bons resultados em uma semana, mas o seu uso deve ser prolongado e continuado, dependendo da intensidade das dores e do inchaço.

Para a fazer o chá, é preciso utilizar apenas as folhas dessa planta fervidas em água, nas quantidades corretas, a fim de obter os melhores resultados esperados.

Leia mais: Chá de Oliveira: Veja as mais diversas formas e benefícios

Importante: para obter os melhores resultados, tome o chá por no mínimo 30 dias, e no máximo 90 dias. No entanto, não é recomendado abandonar o tratamento médico convencional, apenas utilizar o chá como complemento no tratamento para alívio das dores. Sendo assim, o chá de canela de velho é APENAS um tratamento alternativo complementar.

Como preparar o Chá de Canela de Velho:

canela de velho contra indicações: Tome o chá de canela de velho morno, frio ou gelado.
Tome o chá de canela de velho morno, frio ou gelado.

Para preparar o chá de canela de velho, você vai utilizar o métodos de decocção (fervura por um determinado tempo) a seguir:

  • Ferva 1 litro de água, e após levantar fervura, adicione 15 folhas de Canela de Velho, deixando ferver por mais 30 segundos;
  • Desligue o fogo, tampe e deixe o chá esfriar em infusão por 1 hora;
  • Coe e beba quente, frio ou gelado duas vezes ao dia, uma xícara antes do almoço e uma antes do jantar.

Leia mais: Chá de Folha de Goiaba: Cabelo, Emagrecer, Diarreia, Corrimento e muito mais!

Evite preparar quantidades maiores do chá para durar mais dias, pois ele deve ser preparado diariamente e ser consumido fresco, para preservar os seus nutrientes. Da mesma forma, não ultrapasse as quantidades dos ingredientes, nem aumentando a quantidade de folhas e/ou aumentando e diminuindo a quantidade de água.

Como já dissemos anteriormente, apesar de todos os seus benefícios, a canela de velho pode se tornar altamente tóxica. Portanto, atenção às canela de velho contra indicações!

Leave A Reply

Your email address will not be published.