Take a fresh look at your lifestyle.

Cabelo Espigado: Como Recuperar? Como Tratar?

Qual de nós nunca acordou numa manhã e ao tentar pentear o cabelo reparou que as incontáveis pontas duplas deixam a tarefa quase impossível de ser realizada? Infelizmente, ter cabelo espigado é algo normal e todas as mulheres estão sujeitas a passar por esse problema, afinal, são vários os fatores que favorecem que os fios fiquem neste estado, que possuem diferentes naturezas. A questão é que por mais que isso estrague um pouco a aparência, o surgimento destes fios indica que a saúde capilar está comprometida, e é hora de resolver isso.

A boa notícia é que para cultivar fios bonitos e saudáveis é bem simples. Existem muitas soluções para acabar com o cabelo espigado, várias delas que não exigem cuidados muito complexos, ida a salões de beleza e investimento em produtos caríssimos e sofisticados. Portanto, basta querer e cuidar das madeixas para que elas não fiquem ressecadas e quebradiças. No artigo a seguir, você verá as principais causas que resultam nas pontas duplas e o que fazer para reverter esse quadro quando ele aparecer na sua vida.

O que é o cabelo espigado?

O cabelo espigado nada mais é do que um sinal de que os fios não estão com a hidratação em dia. Em várias situações, principalmente as pontas, que estão longe da raiz, não conseguem obter os nutrientes necessários para se manterem saudáveis. Com isso, tornam-se quebradiços e começam a desenvolver as pontas duplas.

O que faz o cabelo ficar espigado?

Como dissemos anteriormente, são vários os motivos que levam o cabelo a ficar espigado. Um dos mais comuns e que afetam muitas mulheres pelo mundo é a química que está envolvida em muitos processos, como progressiva, alisamento, coloração, entre tantos outros. Normalmente, os produtos que são utilizados pelos profissionais para que a técnica seja realizada com sucesso contém substâncias agressivas em suas fórmulas.

Logo após serem aplicadas nos fios, a tendência é que eles sofram bastante para se manterem nutridos, pois muitos deles são perdidos. Como as pontas ficam longe da raiz, que é a responsável por abastecer as madeixas de nutrientes, o caminho para que eles cheguem até lá é longo e muitas vezes acaba não sendo concluído.

No salão de beleza ainda está outra situação que resulta em um cabelo espigado: os cortes. Escolher um que não seja adequado ao seu tipo de madeixa ou cortá-lo com instrumentos que possam deixa-lo frágil é perigoso, pois pode fazer com que os fios fiquem ressecados ou que diversos problemas diferentes apareçam.

Fora de casa, as condições climáticas são inimigas da sua saúde capilar. Exposição excessiva ao sol, poluição, vento, areia e água do mar é bastante agressiva e prejudicial para os fios, que ficam com pontas duplas.

No dia a dia, também tem cuidados que devem ser tomados dentro de casa para não ficar com o cabelo espigado. Por exemplo, usar excessivamente aparelhos de alta temperatura, como chapinhas e secadores, sem a devida proteção, ainda por cima, fará com que seus fios fiquem queimados.

Esfregar o cabelo para enxuga-lo após o banho ou penteá-lo enquanto ainda está molhado também danifica os fios. E quando o cabelo está espigado, utilizar muita força para penteá-lo é só mais uma maneira de agravar a situação.

Tratamento caseiro para cabelo espigado

Muitas mulheres pensam que o único jeito de reparar um cabelo espigado é recorrendo aos cortes, o que nem sempre é algo que você quer fazer. Para a sua sorte, isso é só uma das maneiras que existem para concertar o problema e a menos prática. É possível criar diversas receitas caseiras para hidratar seus fios com ingredientes baratos e que, geralmente, você já tem em casa. A seguir, conheça alguns deles!

1. Com leite e amido

Se você abrir a sua geladeira e despensa, provavelmente, encontrará leite e amido de milho. Além de serem versáteis na cozinha, eles também podem ser usados para hidratar o seu cabelo, por conta de suas propriedades. Além deles, você precisará de mais alguns ingredientes – talvez, esses precisem ser comprados, mas não é nada demais.

Receita

  • Meio copo de água;
  • 1 colher (sopa) de leite em pó;
  • 1 colher (sopa) de amido de milho;
  • 1 colher (sopa) de máscara hidratante;
  • 3 colheres (sopa) óleo vegetal de semente (pode ser de qualquer fruta);
  • Glicerina líquida bidestilada (uma tampa).

Modo de preparo

Misture a água, o leite em pó (tem que ser em pó, pois ele possui ácido láctico) e o amido de milho em uma panela e leve ao fogão. Enquanto ferve, mexa até que a mistura fique com a consistência de um mingau. Quando a mistura estiver morna, coloque a quantidade que será usada em seu cabelo (aí varia de acordo com o tamanho dele) em um pote.

Depois, acrescente os outros ingredientes (máscara hidratante, óleo vegetal de semente e glicerina) até que a solução fique com a mesma textura e consistência de uma máscara hidratante comprada nas lojas.

Modo de usar

Lave o cabelo com shampoo e enxugue levemente (ele não precisa ficar, somente sem o excesso de água). Em seguida, separe algumas mechas e aplique o hidratante caseiro, repetindo o processo até que todo o cabelo, da raiz à ponta, esteja coberto com o produto.

Depois, prenda os fios e coloque uma touca de plástico enquanto o hidratante age no cabelo. Após, mais ou menos, 15 minutos, enxague novamente para retirar toda a mistura da sua cabeça. A seguir, basta finalizar do jeito que você quiser – só não se esqueça de proteger os fios com um protetor térmico se for utilizar secador.

2. Com ovo

Essa é uma receita muito simples e que leva somente dois ingredientes, mas que unidos possuem um grande potencial reparador e hidratante para os fios que estão danificados, quebradiços ou ressecados, principalmente para aqueles que foram submetidos recentemente a um processo químico.

Ingredientes

  • 1 clara de ovo;
  • 1 colher (sopa) de máscara hidratante.

Modo de preparo

Basta colocar a clara do ovo e a máscara hidratante em um recipiente e mexer até que se obtenha uma mistura homogênea.

Modo de usar

O modo de usar a mistura é a mesma da receita anterior. Basta lavar o cabelo, enxuga-lo levemente e aplicar o hidratante no cabelo por cerca de 15 minutos, cobrindo os fios com uma touca plástica para protegê-los. Passado esse tempo, é só lavar novamente para retirar a máscara e a clara.

Cabelo espigado após progressiva

Nada mais decepcionante do que ver o seu cabelo com um aspecto feio, principalmente nas pontas, após realizar uma progressiva, não é mesmo? Afinal, foi exatamente para deixar os fios lisos e bonitos que você foi até um salão de beleza passar por esse procedimento químico. E é aí que está o problema.

Como explicamos antes, as substâncias encontradas nas fórmulas dos produtos utilizados para fazer a progressiva são muito danosos às madeixas e fazem com que o cabelo resseque. Para evitar que isso aconteça, basta tomar alguns cuidados que vão garantir um aspecto bacana para os seus fios por mais tempo.

1. Faça um cronograma capilar

No primeiro mês após a progressiva, é muito importante que se faça um cronograma capilar. Ele é importante para dar de volta aos fios a água e a oleosidade natural que se perderam durante o processo químico e ainda fortalece as madeixas que acabaram sendo mais prejudicadas no caminho.

2. Aposte em produtos com ceramida

Os produtos com ceramida, em especial os finalizadores, são bem importantes para que o seu cabelo fique devidamente nutrido. Isso porque as fórmulas ajudam nesta reposição e ainda reparam a fibra capilar, o que acaba por eliminar as pontas duplas do cabelo espigado.

3. Use óleos com bastante cuidado

Uma boa ideia para concertar um cabelo espigado é utilizar um óleo específico para fios ressecados. Mais do que apenas cuidar das partes mais secas, ele também tem o poder de proteger as madeixas. No entanto, como após procedimentos químicos há uma tendência do cabelo ficar oleoso com mais facilidade, tome cuidado com a quantidade que será aplicada para que não haja um efeito reverso.

As pontas do cabelo estão espigadas

Geralmente, é nas pontas que se percebe mais que um cabelo está espigado – o que gera um transtorno para milhares de mulheres. O motivo é que é nesta parte dos fios que há maior dificuldade de nutrientes chegarem.

Como está longe da raiz, possibilita que mais tratamentos sejam feitos sem que se corra um grande risco de deixar todo o cabelo oleoso, principalmente, é claro, naqueles que são baseados no uso de óleos vegetais.

Sendo assim, qualquer uma das receitas anteriores e os cuidados citados no tópico acima servem também para cuidar de cabelos que estão com pontas espigadas, quebradiças, pontas duplas e ressecadas. Porém, nos casos em que os danos já são grandes, pode ser que a única alternativa efetivamente útil seja cortar um pouco das madeixas, algo em torno de meio centímetro a um.

Tenha em mente de que cortar um pouco dos fios é de suma importância em casos mais complexos. Isso porque o cabelo espigado também faz com que o comprimento fique comprometido, ou seja, suas madeixas não vão mais crescer. É preciso fazer um corte para renovar os fios e fazê-los ficar saudáveis de novo.

Cabelo espigado na raiz (o famoso “frizz”)

Por mais que sejam as pontas dos fios que sofrem mais com os sintomas do cabelo espigado, a raiz também pode enfrentar esse problema, popularmente conhecido como frizz. Causado pela união do calor com a umidade, essa combinação muito presente em épocas quentes do ano, onde a exposição ao sol, areia, mar e piscina são responsáveis por acabar com a nutrição das madeixas.

Além de realizar hidratação com frequência e tomar todos os cuidados que citamos anteriormente, para acabar com o frizz você deve ter sempre contigo um leave-in, pois o produto consegue “domar” os fios. Quando for tomar banho, evite água muito quente (se conseguir tome com água gelada ou, pelo menos, morna).

Como prevenir o cabelo espigado

Já passamos algumas dicas preciosas que farão você evitar ou corrigir o problema do cabelo espigado, mas ainda há algumas outras coisas que podem ser feitas para impedir que ele apareça na sua vida e estrague o seu visual.

1. Use protetor térmico

Como as altas temperaturas ressecam o cabelo, nada mais óbvio do que usar protetor térmico e impedir que o sol, o banho quente e os aparelhos como secadores e chapinhas deixem seus fios desidratados e quebradiços. Portanto, ainda mais nos dias de calor, não saia de casa sem antes aplicar um em suas madeixas.

2. Corte as pontas regularmente

Você não precisa radicalizar o visual, mas é bom que se corte o cabelo com certa frequência. Uma vez a cada dois ou três meses, dependendo da saúde dos seus fios e da velocidade com que eles cresceram, basta. E não é necessário tirar mais do que somente um centímetro para acabar com as pontas duplas e ajudar na renovação capilar.

3. Não penteie o cabelo molhado

Pentear os fios enquanto eles estiverem molhados é um erro que vai te fazer ficar com o cabelo espigado. Portanto, evite fazer isso a menos que não tenha alternativa. Quando este for o caso, para minimizar os danos você deve optar por um pente com dentes largos. Com relação às escovas, somente quando as madeixas estiverem secas.

4. Lave o cabelo com cuidado

Até a técnica utilizada para lavar o seu cabelo afeta na saúde e no visual dos fios. Portanto, quando estiver tomando banho preste atenção à maneira como você está lavando as suas madeixas. O jeito certo é massageando o cabelo e o couro cabeludo levemente, nada de movimentos bruscos e agressivos.

5. Utilize produtos para cabelos danificados

É claro, sempre tenha em seu estoque produtos destinados a cabelos que estão danificados, como óleos nutritivos, por exemplo. Mesmo que você não tenha em casa ou que eles estejam fora do seu orçamento, busque alternativas caseiras e tão eficientes quanto os que são vendidos em lojas e farmácias.

Leave A Reply

Your email address will not be published.