Take a fresh look at your lifestyle.

Bioplastia Capilar: O que é? Tem Formol?

Neste artigo vamos explicar o que é bioplastia capilar e se por acaso apresenta elementos químicos como o formol, bem como tirar outras dúvidas a respeito desse procedimento cada vez mais famoso no Brasil.

No segmento de estética tem sido cada vez mais comum as gôndolas dos mercados, farmácias ou lojas especializadas serem tomadas por diversos produtos que prometem resgatar ou reforçar a beleza natural de um componente visual importante para preservar a autoestima.

No caso de cabelo, as opções parecem ser ainda mais variadas: shampoos, condicionadores, cremes de hidratação, para cabelos crespos, lisos, tingidos, natural – isso sem contar os programas de tratamento para manutenção da saúde dos fios, programas para antes da submissão a processos químicos ou depois desses processos, cronograma capilar para manter os fios fortes e saudáveis e muito mais.

E é natural a existência dessa grande oferta de produtos e para situações específicas quando o assunto é o cuidado do cabelo. A vida moderna propicia muitos desgastes que, em pouco tempo, se aliados ao descuido, podem danificar sem grande esforço os fios, fazendo-os perder em brilho, elasticidade, uniformidade e influenciando na sua capacidade de resistência, obrigando que produtos e procedimentos como a bioplastia capilar sejam cada vez mais necessários.

Há duas formas de provocar desgaste nocivo aos fios capilares ao ponto de comprometer a saúde de sua estrutura e naturalmente prejudicar nos aspectos referente a estética. Veja a seguir.

Externo

Fatores externos podem prejudicar a saúde capilar se não houver as preocupações necessárias. Há aqueles que são inescapáveis não importa a época que se vive, como a exposição excessiva ao sol, poeira, umidade, poluição, água do mar, mais recentemente a água da piscina, por causa do cloro, e a do chuveiro, por causa da temperatura elevada, se chuveiro elétrico.

Secador, apesar da praticidade que proporciona, também é nocivo se utilizado em excesso e novamente por causa da temperatura. Percebe-se que alta temperatura e cabelo não é uma boa combinação.

Mas há ainda desgastes específicos de nosso tempo, como submeter os fios a tratamentos estéticos nos salões de beleza que manuseiam produtos químicos, comuns em alisamento e tingimento de cabelo. Apesar de renderem visual que cai no gosto do público, sacrificam consideravelmente a resistência dos fios capilares que precisam de atenção e esforços redobrados para manterem a boa forma.

Interno

E há também os fatores internos que podem comprometer a saúde do cabelo. Está relacionado à perda de nutrientes.

Com a vida agitada de nossos tempos e a qualidade da comida deteriorando muito por envolver cada vez mais substâncias artificiais, a alimentação da população, de forma geral, piorou bastante, passou-se a priorizar fast food, alimentos gordurosos com excesso de fibras e gorduras e guloseimas ricas em açúcares, culminando em uma alimentação muito pobre e nem um pouco saudável, o que afeta não só o couro cabeludo, mas o corpo como um todo.

O que é bioplastia capilar?

A bioplastia capilar é mais uma forma de tratamento, de hidratação dos fios, para recuperá-los de uma condição de desgaste excessivo. Mas qual a diferença da bioplastia capilar para outros tipos de tratamento?

Sem dúvida, a bioplastia capilar é o tratamento mais profundo que pode ser feito para recuperar e revitalizar um cabelo em situação precária. Por isso, o procedimento é indicado para pessoas que estejam com os fios extremamente fragilizados em decorrência de desgastes tanto externos como internos, ideal para aquelas que passaram a ter problemas depois do contato com produtos químicos ao fazer tintura, alisamentos, descoloração, qualquer procedimento que tenha envolvido o contato com substâncias agressivas, ou ao se exporem em excesso aos raios solares ou a líquidos com substâncias agressivas.

É e considerado o tratamento mais profundo que se pode realizar nos fios por promover a saúde do cabelo de dentro para fora, agindo desde as camadas mais profundas do cabelo até a superfície.

Como ocorre ação da bioplastia capilar?

O produto penetra nos fios, repõe a massa perdida pelo cabelo em razão dos desgastes sofridos e pela falta de nutrientes adequados, preenche o córtex e ainda sela as cutículas. Esse fortalecimento interno acaba proporcionando melhora no aspecto do lado externo, resgatando o brilho, a maleabilidade, a flexibilidade, a maciez dos fios.

É possível fazer um paralelo com filosofias de vida ou políticas de comunicação que seguem caminho parecido: o primeiro passo para interagir melhor com o mundo é resolver-se internamente, encontrar a sua identidade, aceitar suas limitações. O primeiro passo para uma empresa oferecer serviços a um público externo é ajustar-se internamente. Mudanças que vem de dentro são mais profundas e duradouras do que as que modificam apenas a superfície.

E como a bioplastia capilar consegue penetrar nas camadas mais profundas dos fios e proporcionar esses benefícios?

Isso se deve à sua fórmula que é composta por ácido hialurônico. Esse ácido é um elemento que o nosso corpo produz naturalmente e é responsável, entre outras funções, por preservar as fibras do colágeno.

Colágeno é uma proteína muito importante para o trabalho de conservação da resistência e força dos fios capilares.

Ou seja, o ácido hialurônico está integrado a uma das proteínas constitutivas dos fios capilares, que está entranhada, arraigada profundamente em suas camadas.

Ocorre que a produção desse ácido no organismo, com o passar do tempo, vai diminuindo e gerando um déficit natural na boa forma do cabelo. A bioplastia capilar, por conter em sua fórmula esse ácido, colabora para repor a produção que passa por queda, preservando o bom aspecto do cabelo e também penetrando os seus segmentos mais profundos.

O ácido hialurônico contido na bioplastia capilar, se trabalhado em conjunto com compostos biotecnológicos, ainda pode promover uma reconstrução molecular dos fios, que em termos práticos significa recuperar a elasticidade e a integridade das mechas quebradiças, acarretando em um tratamento completo que envolve desde o couro cabeludo até a extensão dos fios e as pontas.

Há alguma restrição de tipos de cabelos para bioplastia capilar?

Não. Todos os tipos de cabelo podem se beneficiar desse tratamento profundo e completo proporcionado pela bioplastia capilar. Contudo, ele é mais indicado para as pessoas que estejam com os fios muito danificados em razão dos desgastes provocados pelas causas que apontamos anteriormente.

E isso se deve ao fato de ser um tratamento que contém somente substâncias naturais, não utiliza de produtos químicos como o formol, o que torna possível ser usado para todos os tipos de cabelos antes ou depois de se submeter a algum procedimento químico.

Modo de aplicação

O aplique da bioplastia capilar se dá com um shampoo de pré-tratamento, produto rico em ingredientes tensoativos e que tem como função retirar resíduos deixados pelo uso de produtos ou sujeira, promover limpeza profunda para preparar o couro cabeludo para receber o creme de reposição de massa.

O uso desse shampoo de limpeza é utilizado duas vezes, em duas lavagens.

O creme de reposição de massa poderá ser duplo, dependendo da marca que utilize. Por exemplo, há produtos que são voltados para cabelos com danos leves e há outros para casos mais graves. Os indicados para casos leves devem ser aplicados na extensão dos fios; já os mais graves, nas pontas.

Outro detalhe é que o creme de bioplastia capilar é aplicado em cada mecha, e não de forma generalizada e sem padrão. Passa-se o creme mecha por mecha, cuidando em massagear bem os fios.

Após esse procedimento, aguarda-se um tempo para que se absorva as propriedades do produto no cabelo, geralmente 10 minutos.

Passado o tempo para assegurar a absorção, conclui-se o processo com um enxague e com uma escova.

Um detalhe que vale ser mencionado é que a bioplastia capilar pode ser feita tanto antes ou depois de um procedimento estético que necessite da manipulação de substâncias químicas. Contudo, para cada um dos casos é preciso seguir recomendações diferentes.

No caso de resolver fazer uma bioplastia capilar antes de submeter o cabelo a desgastes com produtos químicos, o profissional responsável por fazer o procedimento determinará que depois da aplicação do produto fique 48 horas sem lavar o cabelo, uma espécie de preparação antes de estressar os fios com substâncias agressivas.

Mas se decidir fazer a bioplastia capilar depois do procedimento mais desgastante, o tratamento será realizado como se fosse uma medida de prevenção contra possíveis danos logo após o contato com a química.

Bioplastia capilar Dicolore

A linha Dicolore de bioplastia capilar conta com shampoo, condicionador, leave-in e substâncias como caviar verde e o famoso ácido hialurônico.

O caviar verde trata-se de algas raras em formato de esferas que são retiradas dos mares do Vietnã. É especialíssima para o trabalho de reconstrução capilar por conter amino vegetal, extremamente eficaz para reparação de fios.

O leave-in é rico em polímeros que são muito úteis para o trabalho de selagem de cutículas, o que ajuda a proteger de danos externos e causar maior brilho nas madeixas.

O shampoo tem ph de 4,0 a 4,5, o condicionador de 3,0 a 3,5 e o leave-in de 3,5 a 4,0.

Bioplastia capilar Hydra

O produto de bioplastia capilar da Hydra é voltado especialmente para a selagem de cutículas, porém, mais do que isso, também tem ação anti-frizz, redutor de volume, alisamento natural e realimento dos fios.

Recomenda-se para os cabelos muito danificados não ficar mais do que 15 minutos com o produto na cabeça para não franzir as pontas. Não recomendável se estiver com o couro cabeludo irritado ou lesionado.

Bioplastia capilar Adama

O cosmético da Adama vem com um xampu adstringente e uma plástica antivolume.

A plástica antivolume é ideal para cabelos crespos, ondulados ou volumosos, quimicamente tratados, ressecados ou com cutículas danificadas.

É importante salientar que a variedade de marcas é interessante porque cada uma conta não só com ácido hialurônico, mas com outros aminoácidos que, juntos com a substância, formam uma conjunção muito proveitosa para a saúde dos fios ao cuidar de diferentes aspectos do cabelo.

Bioplastia capilar Maxiline

Os ativos existentes na linha Lisstox Maxiline são a:

  • Queratina;
  • Proteína;
  • Colágenos;
  • Ácidos.

É indicado para cabelos ondulados e cacheados e para quem deseja muito brilho e maciez nas madeixas. Apesar de prometer resultados concretos em uma única aplicação, informa-se que mesmo os resultados sendo rápidos é imperioso que haja uma regularidade da aplicação para manter o aspecto de interesse.

Também orienta-se que é preciso manter a manutenção constante pelo menos uma vez na semana, uma vez a cada 4 sessões de creme.

 Bioplastia capilar Korban

O foco da marca é a reconstrução capilar por meio de ativos biotecnológicos que promovem reconstrução completa. Esses ativos biotecnológicos são compostos por:

  • Ácido hialurônico;
  • Keratina enzimática;
  • Anageline;
  • Serisal.

Os produtos da linha bioplastia capilar Korban são compostos por:

  • Bio-shampoo;
  • Condicionador;
  • Hair primer.

O shampoo é o que contém as micropartículas de ácido hialurônico que têm o propósito de limpar o couro cabeludo.

Fica a cargo do condicionador garantir a elasticidade e rejuvenescimento. O hair primer atua para o selamento de pontas e proteção contra agentes térmicos.

 Bioplastia capilar Lowell

O foco do produto da marca Lowell é o de regenerar e reconstruir os fios por meio da bioplastia capilar, da raiz até as pontas. Vem com o seguinte kit:

  • Shampoo;
  • Condicionador;
  • Máscara danos leves;
  • Máscara danos pesados;
  • Cápsulas de vitaminas.

A sua fórmula contém aminoácidos lamelares e óleo rico em ômega 6 e 9, ácidos graxos, vitaminas e antioxidantes. Esse óleo é o baobá, fundamental para preservar a cor natural ou de ocasião dos fios, harmonizá-los e, se estiverem quebradiços, resgatar a flexibilidade ao deixar as mechas mais saudáveis.

Os resultados são notáveis logo na primeira aplicação, embora sempre frisa-se que é importante manter o tratamento constantemente e cuidar da preservação ao menos uma vez na semana, a cada 4 aplicações do creme de reposição de massa. Estima-se que o produto da Lowell recupera 50% de massa de forma imediata na primeira aplicação.

O valor da bioplastia capilar

Como sempre, a questão do valor rende dificuldades para fixar-se um número fechado, pois está sujeito a variações. Irá depender da marca de sua preferência, a região que resida ou local que esteja habituada a frequentar ou o profissional de sua confiança. Mas o preço da bioplastia capilar sai, em média, R$ 150.

Gostou do conteúdo?

Então curta, compartilhe, avalie, opine. Seu apoio e sua opinião são muito importantes para nós.

Confira mais de nosso conteúdo na sessão de beleza.

Leave A Reply

Your email address will not be published.