Take a fresh look at your lifestyle.

7 Meses de Gestação – O que você precisa saber?

Durante a gravidez, os 7 meses de gestação correspondem ao período de 28 semanas de desenvolvimento do bebê no útero da mãe. Isso significa que a mulher se encontra no terceiro e último trimestre da gravidez. Ou seja, é a reta final, em que todos os sinais indicam que o parto está próximo.

Por isso, é bastante natural que a gestante fique mais apreensiva e alerta a qualquer novo sinal. Portanto, além das mudanças físicas e dores nas costas mais intensas, entre outros incômodos, a gestante pode apresentar receios quanto ao que deve esperar neste período.

Assim, problemas com hemorroida, aumento da quantidade de urina e secreções também podem surgir nessa etapa, mas o maior medo de todos é em relação ao parto prematuro.

É verdade que nesta fase, as chance do bebê nascer antes da hora aumentam bastante, pois ele já tem todos os órgãos praticamente formados. Assim, esta é uma fase marcada pelo estabelecimento do padrão do sono e vigília, em que o bebê já acorda e dorme quando tem vontade e mantém uma rotina de sono.

No entanto, apesar de sobreviver se nascer antes do previsto, seus pulmões e sistema digestivo ainda podem estar imaturos, obrigando-o à internação mais demorada para aprender a respirar sozinho, mamar e ganhar o peso ideal.

Por esta razão, a aproximação do fim da gravidez traz algumas dúvidas e preocupações à mamãe, que não deseja nenhum trauma ou perigo de vida ao bebê. Mas não se preocupe, o importante é manter a calma de que nada ruim irá acontecer, e tudo correrá como previsto.

Para ajudar, listamos as principais mudanças e sintomas mais comuns dos 7 meses de gestação, para você seguir com uma gravidez tranquila até o dia do nascimento. Leia abaixo!

O Desenvolvimento dos 7 Meses de Gestação

Durante o desenvolvimento dos 7 meses de gestação os incômodos aumentam.
Durante o desenvolvimento dos 7 meses de gestação os incômodos aumentam.

Como em toda fase da gravidez, a gestante com 7 meses de gestação também passa por inúmeras mudanças, tanto físicas como emocionais, assim como o bebê que se encontra em sua reta final de desenvolvimento.

Porém, os incômodos físicos aumentam com o peso, mas diversas outras preocupações podem tomar conta do seu psicológico. O parto que se aproxima e a ansiedade são apenas algumas delas. Enquanto isso o feto continua a se preparar para o nascimento. Passado o sétimo mês poderia até nascer sem maiores preocupações.

Assim, com 7 meses de gestação gestante sente mais cansada aos mínimos esforços. Isso porque neste período, a grávida já ganhou cerca de 7 quilos ou mais. Com isso, os movimentos ficam mais lentos e mais difíceis de desempenhar, as pernas parecem mais pesadas, a barriga está cada vez mais dura, e o útero já atinge a altura do tórax, comprimindo os outros órgãos, por isso é tão difícil encontrar uma boa posição para dormir.

Fora isso, há vários outros incômodos que aparecem ou se acentuam. Vejamos à seguir:

Sintomas Físicos na Gestante

A gestante passa por muitas mudanças físicas aos 7 meses de gestação.
A gestante passa por muitas mudanças físicas aos 7 meses de gestação.

Aos 7 meses de gestação, os seios da mulher aumentam de volume, e alguns podem até vazar colostro. Além da dificuldade em adormecer e achar uma posição confortável, a pressão abdominal também é grande e o aparelho gastrointestinal começa a funcionar de forma mais lenta.

Por esta razão, é comum a dificuldade de digestão, azia ou a prisão de ventre, algumas vezes provocando até hemorróidas. Assim, muitos médicos costumam recomendar que as refeições sejam feitas em pequenas proporções e com pouco líquidos, sempre mastigando devagar os alimentos para evitar a azia.

Embora a prisão de ventre também seja muito desconfortável, deve-se evitar tomar laxantes, para que eles não reduzam a absorção de nutrientes dos alimentos, que devem ser um sua maioria naturais como cereais, frutas e legumes crus, com ou sem casca, que contenham fibras para ajudar a melhorar o trânsito intestinal.

Outro sintoma muito comum nessa fase dos 7 meses de gestação são as dores na articulação pélvica, devido às inúmeras alterações hormonais. Assim como sensação de dormência na parte baixa do ventre, um aumento da umidade vaginal (leucorreia), congestão nasal e sensação de entupimento do ouvido.

Além disso, os movimentos fetais ficam cada vez mais intensos nessa fase da gestação, comprimindo tudo no organismo e afastando de lugar para abrir espaço para o feto crescer. Com isso, os movimentos ficam prejudicados, a energia menor, há falta de ar e dificuldades para respirar, sendo difícil até abaixar para pegar alguma coisa no chão.

Além de tudo isso, podem ocorrer também câimbras nas pernas, inchaço dos tornozelos, dos pés e mãos, dores de cabeça, dores nas costas, sensação de coceira no abdomen, fadiga, estrias, ondas de calor, necessidade de urinar com frequência, alterações de humor e, às vezes, desmaios e tontura.

Contrações de Braxton Hicks

Enquanto a gestante se prepara psicologicamente para o parto, nesses 7 meses de gestação, o corpo também se prepara apresentando contrações de treinamento.

São as chamadas contrações de Braxton Hicks, que às vezes são confundidas com as verdadeiras e assustam a gestante. No entanto, esse tipo de contração dura muito pouco tempo e costuma passar.

Dores Estomacais

As dores de estômago são comuns, e podem ser intensas. Alguns médicos liberam o uso de medicamentos para proteger o estômago como Omeprazol ou Ranitidina. As dores no estômago podiam até existir mesmo antes da gravidez, mas também podem ser causadas pela presença de hormônios em excesso no corpo.

Estrias

Nos 7 meses de gestação finais, a barriga vai ficando cada vez maior a cada dia. Com isso, muitas mulheres adquirem estrias na barriga, nos seios, coxas e nádegas. No início, as estrias aparecem como linhas rosadas ou avermelhadas na pele. Mas após o parto, elas desbotam com o tempo, ficando esbranquiçadas. Isso acontece porque a pele se estica rapidamente demais e não consegue voltar ao normal. Uma dieta saudável na gravidez e o controle do peso podem ajudar reduzir o aparecimento de estrias.

Coceiras

Assim como a pele estica e provoca estrias, ela também causa coceiras. Por isso, é sempre bom mantê-la mais hidratada que o normal, passando óleos ricos em vitamina E e hidratantes. Evite também tomar banhos muito quentes, que acabam ressecando ainda mais a pele.

Movimentos Doloridos

Como os movimentos do feto são mais constantes e intensos, esses movimentos são também dolorosos. Com isso, respirar se torna uma tarefa mais difícil, pois a pressão que o bebê e o útero faz contra o pulmão por conta do aumento deles, acaba pressionando os pulmões. A gestante com 7 meses de gestação sente dores para se levantar ou abaixar, e fica sem ar em determinadas posições.

Dor Ciática

Apesar da dor ciática não ser específica da fase dos 7 meses de gestação, a mulher apresentar o problema no nervo ciático devido ao peso da barriga. Além da dor nas costas, quem já têm tendência ao problema fica mais prejudicada na gravidez. O ciático é um nervo que passa por toda a coluna indo até o calcanhar, onde se concentra todo o peso da barriga, podendo inflamar e causar fortes dores.

O problema é que medicamentos como anti-inflamatórios neste momento devem ser rigorosamente controlados para não prejudicar o bebê. O ideal seria optar por métodos como acupuntura ou fisioterapia para amenizar as dores.

Umidade Vaginal

A umidade vaginal também pode aumentar neste período de 7 meses de gestação, podendo ser de várias origens diferentes. Por isso, o ideal é checar com o médico esses sinais para que ele consiga identificar que tipo de líquido está sendo expelido.

A pressão do útero e o peso do bebê já tentando se encaixar sobre a bexiga pode provocar pequenos escapes de urina. Outro episódio de escapes de líquido sem cheiro ou com odor de água sanitária, podem ser bolsa rota ou candidíase.

Já pequenos escapes de um muco como “clara de ovo” transparente ou um pouco sanguinolenta pode ser partes do tampão mucoso já saindo, que indica possíveis dilatação ou indícios de trabalho de parto (prematuro ou não) se aproximando. É ele quem bloqueia o colo do útero.

Dores pélvicas e fisgadas

As dores pélvicas são caracterizadas por fisgadas e fincadas na virilha e na vagina, e são muito comuns nos 7 meses de gestação finais. Muitas vezes, as dores são bastante fortes, impedindo até de pegar no sono.

Isso acontece devido ao peso do bebê e do útero já bastante distendidos. Apesar dessas pontadas serem normais, devem ser examinadas pelo médico para verificar a possibilidade de dilatação, pois esse é um dos sinais de parto prematuro e do bebê já encaixando.

Assim, são comuns os repuxões ao espirrar, caminhar e até ao virar. As dores pélvicas podem também aparecer mesmo antes, lá pela 25ª semana de gravidez, quando a barriga está em processo de crescimento.

Os músculos recebem uma dose extra de hormônios para afrouxar e ter mais elasticidade para esticar. Caso as dores sejam quase insuportáveis, o médico precisa investigar a presença de infecção urinária.

Síndrome do Túnel de Carpo

A síndrome do Túnel de Carpo acomete o nervo do braço e do antebraço, podendo até perder a força na mão por conta dela. Normalmente, recomenda-se a fisioterapia ou medicamentos específicos para gestantes.

Sintomas Emocionais na Gestante

Os sintomas emocionais são mais evidentes aos 7 meses de gestação.
Os sintomas emocionais são mais evidentes aos 7 meses de gestação.

Na fase dos 7 meses de gestação é muito comum também que a gestante tenha alguns sintomas emocionais aumentados, por conta do final da gravidez se aproximando.

Momentos de preocupação, ansiedade com relação ao bebê e ao parto, períodos de distração e falta de concentração, são alguns exemplos. Além disso, há também manifestações de sonhos e fantasias sobre o bebê.

Ansiedade

A ansiedade é muito comum nos 7 meses de gestação por ser o último trimestre, mais próximo do parto. Sendo assim, a gestante fica imaginando como o bebê está ou se parece, se preocupa em como será o parto ou se vai ser uma boa mãe.

Ao mesmo tempo em que, não vê a hora do bebê nascer, começam até a duvidar se foi mesmo uma boa escolha engravidar, por conta de inseguranças e expectativas misturadas. Mas tudo isso passa quando tiver o seu bebê nos braços.

Cansaço

Nesta fase dos 7 meses de gestação, a gestante fica mais cansada, poupando energia. Isso porque a mulher está mais pesada e o bebê, em fase de crescimento acelerado, consome mais da sua energia, tirando um pouco da disposição da mãe. Nesta fase, o bebê já está formado e precisa apenas ganhar peso e amadurecer o pulmão para conseguir respirar sozinho após o nascimento.

Sentimentos de “Nesting”

O aparecimento de sentimentos de “nesting”, termo em inglês que se refere à construção de ninho, são muito comuns nesta fase da gestação. A mulher sente a necessidade de deixar tudo pronto e arrumado para a chegada do bebê.

Com isso, muitas mulheres deixam para marcar o chá de fraldas após os 7 meses de gestação, começam a comprar tudo aquilo que falta, a lavar as roupinhas e arrumá-las no quartinho, que deve estar todo pronto. Aproveite também para arrumar a mala da maternidade, caso precise sair às pressas.

Leia mais: Sintomas de Gravidez nos Primeiros Dias de Fecundação!

Transformações no Bebê

O bebê também sofre muitas transfomrações aos 7 meses de gestação e se aproxima do parto.
O bebê também sofre muitas transfomrações aos 7 meses de gestação e se aproxima do parto.

A partir dos 7 meses de gestação, a mulher se sente ainda mais especial com a oportunidade de sentir mais intensamente o bebê crescendo, se desenvolvendo cada dia mais e iniciando os movimentos na barriga. Mas você sabe o que o bebê sente e como ele se comporta ali dentro nesta fase?

Como já dissemos aqui, é nesta fase que se estabelecem o padrão do sono. Portanto, na maior parte do tempo, o bebê dorme dentro da barriga, principalmente quando estamos em movimento. Isso porque os nossos movimentos embalam o sono deles, e quando estamos parados, eles acordam. Por isso que quando vamos dormir e ficamos quietas, eles começam a se mexer.

Suas horas de sono chegam ser de até 12 horas, incluindo sonhos durantes essas longas sonecas, à respeito de suas vivências dentro do útero e das sensações que recebe da mãe.

Isso acontece porque a partir dos 7 meses de gestação, essa sensibilidade é intensificada por conta da conclusão do desenvolvimento cerebral e aperfeiçoamento auditivo do bebê.

Por isso tantos médicos recomendam que a mulher grávida não deve passar por traumas, momentos de stress, sustos e qualquer forte emoção que possa abalar o seu psicológico e ser transmitido também para o bebê, capaz de captar tudo dentro dela.

Sendo assim, recomenda-se conversar com o bebê, colocar músicas tranquilas e fazer carinho na barriga com a intenção de acalmar e acarinhar o bebê. Inclusive, por já conseguirem movimentar-se de forma aparente, podem até esboçar reações quando escutam as vozes do papai e da mamãe.

Leia também: Como fazer o bebe dormir a noite toda: Guia Completo de 0 meses a 1 ano!

Tamanho do feto

O tamanho do feto com com 7 meses de gestação é de aproximadamente 36 a 37,6 centímetros da cabeça ao calcanhar e o peso médio é de 1,005 kg a 1,100 Kg, sendo essa apenas uma estimativa, pois cada bebê se desenvolve diferente e tem suas próprias medidas.

Aparência

Aos 7 meses de gestação o bebê já está completamente formado e apto à vida, com grandes chances de sobreviver se vier a nascer. Sendo assim, sua pele encontra-se menos enrugada e transparente e mais pálida, devido ao acúmulo de gordura.

Assim, sua aparência é mais saudável e mais cheinha. Caso venha a nascer já nesta semana, sendo considerado um bebê prematuro, ele deverá ficar internado até que seu pulmão amadureça e consiga trabalhar normalmente, aprenda a respirar e mamar sem fazer apneia e atingir um peso adequado.

Formação

Durante os 7 meses de gestação, o bebê já está bem formado e o seu sistema nervoso está cada vez mais completo, se desenvolvendo em ritmo acelerado. É a última etapa de maturação do cérebro, que durará por 20 anos. Seus nervos são recobertos por uma bainha (mielina), e nesta fase, o bebê passa a engolir bastante líquido amniótico, desenvolvendo seu paladar e dando forma a todo o seu corpo.

Os pulmões também começam a se desenvolver e estarão prontos até o final neste período. Sendo assim, o coração já passa a bater num ritmo mais acelerado e o bebê também já começa a ter ciclos regulares de sono, respiração e deglutição.

Por conta do desenvolvimento das células cerebrais, a partir desse momento, ele também já consegue sentir e realizar várias reações, reagir à dor, barulhos, ao tato, se movimentar mais, abrir e fechar os olhos, ter maior percepção da luz, distinguir o gosto entre doce e salgado e responder a estímulos com choro.

Seus movimentos respiratórios e sua temperatura interna se regulam, e seu sistema digestivo e seus rins já começam a funcionar. As unhas também crescem, mas ainda precisará de alguns meses para perder seus longos e finos pelos que recobrem seu corpo, chamados de lanugo.

Por fim, seus órgãos sexuais também se desenvolvem. Se for um menino, seus testículos descerão ao escroto e se for uma menina, as ovogônias se transformarão em ovócitos.

Outras manifestações

Durante os 7 meses de gestação, o feto bebe o líquido amniótico e acumula as fezes no intestino, ajudando a construir o mecônio. O bebê também faz xixi na barriga, sendo que 90% do líquido amniótico em que ele sobrevive na gestação é constituído desse xixi, porém diferente da urina após o nascimento.

Dentro do útero, esse xixi é composto totalmente de água, que começa a ser ingerido em um ciclo automático de ingestão e excreção a partir do 5º mês de gestação.

Dentre todas as manifestações do bebê na barriga, algumas podem ser vistas durante os exames de ultrassonografia solicitados no pré natal. Como por exemplo, chupar o dedo, devido ao aprendizado do movimento de sucção, que utilizarão após o nascimento para mamar. Isso fortalecerá a musculatura responsável pela sucção cada vez mais.

Como Lidar Com os Incômodos dos 7 Meses de Gestação

É possível amenizar os incômodos dos 7 meses de gestação.
É possível amenizar os incômodos dos 7 meses de gestação.

Como vimos são muitos os incômodos presenciados durante os 7 meses de gestação, mas saiba que muitos deles podem não se manifestar, assim como evitados ou aliviados. O importante é sempre comunicar o seu médico a cada consulta para que ele faça os ajustes necessários e lhe promova maior conforto.

No entanto, o terceiro trimestre de gestação não é só sobre incômodos. Existem muitas outras atividades de preparação que podem ser muito prazerosas para a mamãe, e consequentemente para o bebê também, que vai captar todas essas sensações. Então promover alguns momentos de prazer e carinho além de alívio aos desconfortos são formas de ajudar a seguir bem nessa fase até o final.

Durantes os exames

Exames de ultrassom de mais de 5 minutos deitada de barriga para cima pode ser bem difícil por conta do peso da barriga sobre o diafragma que dificulta a respiração. Se for o seu caso, converse com o médico sobre mudar a posição, espaçar o tempo ou modificar a forma de fazer o exame para não te deixar sem ar.

Melhores Posições

A melhor posição para a gestante se deitar é a do lado esquerdo, que libera o peso da veia cava, responsável pela oxigenação do cérebro da mamãe e do feto. Devido aos inchaços, aceleração cardíaca e aumento de temperatura por conta do excesso de circulação de sangue no corpo, aproveite para se movimentar com mais lentidão calor, colocar os pés para cima sempre que possível e vestir roupas leves que facilitem a transpiração.

Momentos de Preparação

Arrumar o ninho (nesting) para a chegada do bebê faz parte do instinto materno e fica mais evidente nesta fase da gestação. Assim, aproveite para arrumar a mala da maternidade e o quartinho do bebê para que tudo fique pronto e preparado para a sua chegada.

A sensação de que tudo está pronto somente à espera do bebê é gratificante e prazerosa para a mamãe, sendo que diminui também o estresse e a ansiedade.

Você pode também providenciar as lembrancinhas e o chá de fraldas, se for o caso. Há mamães que também marcam o ensaio fotográfico de gestante neste período, por conta da aparência da barriga saliente e radiante desta fase.

Tenha sempre à mão também o contato pessoal do seu médico, caso sinta alguma mudança brusca ou sintoma estranho para ligar imediatamente para ele ou ir à maternidade.

Falando nisso, aproveite para decidir a maternidade e fazer a rota até lá, só para se certificar de quanto tempo leva e como faz para chegar, a fim de evitar se perder pelo caminho no dia do parto ou ficar presa em engarrafamento.

Além disso, se ainda não fez, converse com seu médico à respeito do tipo de parto que será possível ter. Partos normais são possíveis até as 42 semanas de gravidez, podendo ser acelerado o trabalho de parto.

Outro detalhe importante é manter a depilação em dia, mesmo que faça uma cesariana. E não se esqueça de organizar uma força-tarefa para te ajudar no pós-parto, estocando produtos básicos na dispensa e pedindo ajuda dos familiares.

Como Cuidar da Saúde aos 7 Meses de Gestação

O descanso e alívio de estresse são importante nos 7 meses de gestação.
O descanso e alívio de estresse são importante nos 7 meses de gestação.

Aos 7 meses de gestação você já deve estar bastante habituada às consultas médicas, que começam a ficar menos espaçadas e mais frequentes. Na verdade, não haverá grandes mudanças quantos aos exames, sintomas e tratamentos, à não ser que haja algo diferente que precise ser investigado.

No entanto, é preciso ficar atento a todos os sintomas e sinais de infecções urinárias, que podem causar um parto prematuro.

O Parto Prematuro

Consideramos parto prematuro, toda gestação finda antes das 37 semanas. Os motivos que levam à prematuridade podem ser vários, porém ainda apenas 30% dos casos possuem causas científicas determinadas.

Algumas gestações possuem maior risco de parto prematuro que outras, sendo o caso de gravidez gemelar e múltiplos ou com histórico de problemas uterinos.

Existem também outros problemas que podem aparecer ao longo da gestação que oferecem riscos à vida da gestante e do bebê como a diabetes gestacional, pré-eclâmpsia, obesidade e anomalias fetais. Além disso, alguns dos motivos comprovados e apontados como causadores do parto prematuro são:

  • Má formação uterina;
  • Placenta prévia;
  • Infecções uterinas;
  • Má formação fetal;
  • Ruptura da bolsa (bolsa rota).

Problemas de hipertensão, dificuldade respiratória, insuficiência istmo-cervical, fertilização in vitro e descolamento de placenta também costumam causar parto prematuro.

Neste caso, sinais costumam se apresentar dando indícios de que o parto se aproxima, mas nem sempre isso indica que irá acontecer, e muitas vezes o seu médico tem como impedir que aconteça.

Por isso, as consultas, exames e todo o pré natal completo são fundamentais nessa reta final. Além disso, cuidados como maior ingestão de água, alimentos ricos em ferro para evitar a anemia e o descanso são essenciais.

Resumindo, tente observar e escutar os sinais do seu corpo durante esses 7 meses de gestação. Para diminuir os riscos de um parto prematuro, evite ficar em pé por períodos muito longos, carregar objetos pesados, fazer trajetos cansativos e atividades físicas pesadas. Portanto, diminua o ritmo de vida estressante.

Tabela de Desenvolvimento: 7 meses de gestação

Os 7 meses de gestação correspondem ao início das 28 semanas e vai até 31 semanas, que dão início ao 8० mês de gestação.

Semana Tamanho do feto Desenvolvimento Agenda
Semana 28 Tamanho de uma beringela bebê está formado, se movimenta e tem reações, identifica a incidência de luz fora da barriga, distinguindo noite de dia Caso seja fator sanguíneo RH negativo, vacina preventiva e Exame de diabetes gestacional
Semana 29 Tamanho de uma abóbora pequena bebê se encaixa, é possível que fará isso nesta semana Consultas quinzenais, repouso para conter inchaços e utilizar meias elásticas para auxiliar na circulação
Semana 30 Tamanho de um repolho Sensibilidade ocular mais aguçada Consultas quinzenais para melhor acompanhamento
Semana 31 Tamanho de um alface Bebê já responde a estímulos de vozes e toques na barriga da mamãe No caso de cesariana, vacina antitetânica e para maturar os pulmões

Dieta e Exercícios nos 7 Meses de Gestação

Aproveite para aliar uma boa dieta saudável e exercícios os seus 7 meses de gestação.
Aproveite para aliar uma boa dieta saudável e exercícios os seus 7 meses de gestação.

Ao entrar nos 7 meses de gestação, muitas gestantes começam a notar que os enjoos matinais melhoram e sentem a energia voltar, ao invés de ficarem mais cansadas. Com isso, aproveitam essa energia para começar ou continuar com uma rotina de exercícios na gravidez.

Caso resolva iniciar, consulte o seu médica para ver quais atividades estão liberadas no seu caso. A yoga pré-natal, natação, hidroginástica e pilates podem ser boas opções e seguras neste período. Há muitas mulheres que se preocupam com como emagrecer na gravidez ou precisam controlar o peso.

O mais importante é aliar uma dieta saudável ao exercícios, incluindo refeições pequenas e regulares com proteínas, legumes e verduras, frutas e cereais. A hidratação também é muito importante, além de diminuir o consumo do café na gravidez para no máximo duas xícaras de café por dia.

Em geral, as grávidas devem evitar peixes com altos níveis de mercúrio, bebidas alcoólicas, queijos e leites não pasteurizados, carnes processadas e ovos crus. Além disso, lave bem as frutas e os legumes com água corrente antes de prepará-los.

Checklist para os 7 Meses de Gravidez

O mais importante é curtir ao máximo os seus 7 meses de gestação.
O mais importante é curtir ao máximo os seus 7 meses de gestação.

Para que você não se esqueça de nada, esteja preparada e fique tranquila, segue uma lista rápida de tudo relacionado aos 7 meses de gestação:

  • Compartilhe a sua felicidade: depois dos primeiros três meses de gravidez a mulher fica mais à vontade para compartilhar a novidade com a família e os amigos. Com 7 meses de gestação, a vontade é sair compartilhando a sua felicidade com todo mundo.
  • Siga o Pré natal: não falte às suas consultas e faça todos os exames, seguidos com o pré natal conforme indicado.
  • Organize o seu plano de licença maternidade: converse com o seu empregador a respeito das suas preferências de início e fim, lembrando que você tem no mínimo 4-6 meses garantidos por lei.
  • Deixe tudo preparado: escolha a maternidade, o seu tipo de parto e arrume a mala e a casa para receber o bebê a qualquer momento, isso vai aliviar o seu estresse e a ansiedade.
  • Exercícios na gravidez: não pare os exercícios, mas diminua o ritmo, preferindo exercícios mais leves e seguros.
  • Curta a barriga: como o bebê já consegue ouvir alguns sons (voz , batimentos cardíacos), aproveite para criar laços com ele conversando, cantando ou ouvindo sua música favorita juntos.
  • Comunique-se com seu parceiro: a gravidez precisa ser vivida e compartilhada por ambos os pais. Permita que ele te ajude, envolva-o em suas angústias, descreva suas sensações para ajudá-lo a se sentir mais envolvido e presente.
  • Saiba reconhecer os sinais do parto: dor na lombar, perda do tampão, sensação de respiração aliviada devido ao encaixe na pélvis, que diminui a pressão sobre as costelas e pulmões, urina rosada, rompimento da bolsa.

Agora está tudo pronto! Você vai se sentir mais aliviada nesses 7 meses de gestação e vai poder curtir um final de gravidez tranquilo e feliz! Bom parto!

Leave A Reply

Your email address will not be published.